O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "JESUS FAZ VER AQUELE QUE NAO VIA" 28 de junho de 2020

"JESUS FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA" - 28 de junho de 2020

Reprodução da Transcrição disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1999/04/jesus-hace-ver-al-que-no-veia/?lang=pt-br

Estudo bíblico: http://imprenta.carpa.com/pt/estudiobiblico/domingo-28-de-junio-de-2020/

Muito bom dia amados amigos e irmãos presentes. É para mim uma bênção e privilégio grande estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar uns momentos de companheirismo ao redor do Programa Divino correspondente a este Último Dia.

         Para o qual quero ler em São João, capítulo 9. Este é o caso de um jovem que era cego e foi curado por Jesus; e em seguida o expulsaram da sinagoga, ao dar testemunho sobre Jesus. Vejam; o caso diz… Diz que os pais do menino, por medo dos judeus, não se atreviam dizer quem foi o que curou o jovem; diz… Vejamos… Vamos começar no versículo 13, vamos ler em parte aqui; diz:

         Levaram, pois, aos fariseus o que dantes era cego.

         E era sábado quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.

         Tornaram, pois, também os fariseus a perguntar-lhe como vira, e ele lhes disse: Pôs-me lodo sobre os olhos, lavei-me e vejo.

         Então, alguns dos fariseus diziam: Este homem (ou seja Jesus) não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles.

         Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.

         Os judeus, porém, não creram que ele tivesse sido cego e que agora visse, enquanto não chamaram os pais do que agora via.

         E perguntaram-lhes, dizendo: É este o vosso filho, que vós dizeis ter nascido cego? Como, pois, vê agora?

         Seus pais responderam e disseram-lhes: Sabemos que este é nosso filho e que nasceu cego,

         mas como agora vê não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos não sabemos; tem idade; perguntai-lho a ele mesmo, e ele falará por si mesmo.

         Seus pais disseram isso, porque temiam os judeus, porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.

         Por isso, é que seus pais disseram: Tem idade; perguntai-lho a ele mesmo.

         Chamaram, pois, pela segunda vez o homem que tinha sido cego e disseram-lhe: Dá glória a Deus; nós sabemos que esse homem é pecador (ou seja, que Jesus é pecador).

         Respondeu ele, pois, e disse: Se é pecador, não sei; uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo.

         E tornaram a dizer-lhe: Que te fez ele? Como te abriu os olhos?

         Respondeu-lhes: Já vo-lo disse e não ouvistes; para que o quereis tornar a ouvir? Quereis vós, porventura, fazer-vos também seus discípulos?

         E então, o injuriaram, e disseram: Discípulo dele sejas tu; nós, porém, somos discípulos de Moisés.

         Nós bem sabemos que Deus falou a Moisés; mas este (ou seja: a Jesus) não sabemos de onde é”.

         E por que não buscaram a certidão de nascimento de Jesus? Já levava 30, 33 anos com eles; se queriam saber de onde era, pois…

         “O homem respondeu e disse-lhes: Nisto, pois está a maravilha: que vós não saibais de onde ele é e me abrisse os olhos.

         Ora sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve.”

         Aí está ensinando, aí está ensinando a Bíblia, a esses que queriam saber como tinha sido que Jesus lhe abriu os olhos. E agora, continua dizendo:

         “Desde o princípio do mundo, nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença.

         Se este não fosse de Deus, nada poderia fazer.

         Responderam eles e disseram-lhe: Tu és nascido todo em pecados, e nos ensinas a nós? (E agora estava ensinando o que eles não sabiam). E lhe expulsaram (expulsaram, de lá, da sinagoga).

         Jesus ouviu que lhe tinham expulso e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus?

         Ele respondeu e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?

         E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.”

         Vejam como se revela a este homem que lhe abriu os olhos e diz: “Eu sou”. Mostra que a promessa da Vinda do Messias está diante dele; e é o cumprimento da promessa do Messias em Jesus de Nazaré, quem fez o milagre de abrir os olhos para ver.

         “Ele disse: Creio Senhor. E o adorou.

         E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo,a fim de que os que não veem, vejam, e os que veem, sejam cegos.

         Aqueles dos fariseus que estavam com ele, ouvindo isto, disseram-lhe: Também nós somos cegos?

         Disse-lhes Jesus: Se fosseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos, por isso, o vosso pecado permanece.”

         Não havia forma de se defenderem de Jesus; porque Ele é a Palavra, o Verbo, e Ele com a Palavra lhes respondia.

         “JESUS FAZ VER ÀQUELE NÃO VIA”.

         Agora, podemos ver que no meio do povo hebreu houve cegos fisicamente e houve cegos espirituais. E agora, é uma coisa mais terrível ser um cego espiritual que um cego físico.

         Vejam, houve cegos fisicamente que criam em Jesus; e quando Jesus passava diziam: “Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de mim!” O reconheciam como o Filho de Davi; e em seguida Jesus lhes dava também a vista física. E a este cego, Jesus colocou lodo sobre seus olhos.

         Quantos recordam como Jesus fez o lodo? Uma forma anti-higiênica, não é? Mas vocês vejam, uma saliva de Jesus era mais efetiva que todos os remédios que os hospitais tinham; porque nenhum dos remédios dos hospitais podem dar a vista a um cego de nascimento.

         E agora, era o poder de Deus manifestado através de Jesus; mas Ele usou… Ele podia falar somente a Palavra e também assim ocorria, mas o fez nessa forma.

         Vocês vejam, usou diferentes formas: em outras ocasiões colocava Seus dedos, Suas mãos, sobre os olhos das pessoas, e outras vezes podia falar a Palavra e a pessoa ficar completamente restaurada da vista.

         Mas neste caso colocou lodo; ou seja: cuspiu em terra, fez lodo e o colocou nos olhos do cego; cego de nascimento, ou seja: que nunca teve a vista. Não era uma restauração, porque nunca tinha visto, era uma criação.

         E vejam vocês, quando Deus criou o homem de onde o criou? Do pó; e do pó fez os braços, os pés, fez a cabeça e os olhos também. E agora Cristo está criando vista a este cego; era por criação divina esse milagre.

         E agora, por criação divina, pela Palavra criadora de Deus é que Deus pode abrir os olhos espirituais às pessoas.

         E agora, vocês vejam como este homem que era cego, ao receber a vista, esteve falando a Palavra - falando sobre Cristo e defendendo a Cristo, dizendo… Quando perguntam: “O que tu dizes deste homem?” Diz: “Que é profeta”; e quando dizem que esse homem é pecador, ele diz: “Se ele é pecador ou não, eu não sei; mas uma coisa eu sei, que antes eu era cego e agora vejo”. E não há argumentos contra o êxito.

         E agora, depois diz: “Deus não ouve os pecadores (está lhes ensinando a Palavra); mas se um homem é temente a Deus, Deus escuta”. E continua ensinando a Palavra de Deus a estas pessoas. E em seguida lhes diz…, logo depois de lhes dizer:

         “… se alguém (um homem) é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve.

         Está lhes dizendo que Jesus é temente a Deus e que faz a vontade de Deus. E em seguida lhes diz:

         “Desde o princípio do mundo, nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença cego.

         Se este (ou seja: se Jesus) não fosse de Deus, nada poderia fazer.”

         E agora, vocês vejam; este milagre tão grande — neste homem cego de nascimento — é tipo e figura do milagre espiritual que Deus faz nas pessoas: que abre os olhos espirituais para poder ver o cumprimento da promessa divina correspondente ao tempo que a pessoa está vivendo, para assim ver o Programa Divino e entrar no Programa Divino, e dar testemunho — como este homem — dar testemunho do Programa de Deus correspondente a esse tempo.

         Agora, podemos ver como Cristo também, lá em Sua Primeira Vinda, no capítulo 4 de São Lucas, nos fala aqui citando a Palavra de Isaías; porque chegou à sinagoga de Nazaré, onde tinha se criado (e isto foi começando Seu ministério); diz; capítulo 4, versículo 14 em diante:

         “Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galiléia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor.

         E ensinava nas suas sinagogas e por todos era louvado.

         E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga (porque acostumava ir à sinagoga no sábado, quando estava ali em Nazaré; e quando estava em outro lugar, também) e levantou-se para ler.

         E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito:

         O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração,

         a apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor.

         E, cerrando o livro e tornando a dá-lo ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele.

         Então, começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.

         Agora vejam como Cristo deu testemunho das Escrituras que estavam se cumprindo naqueles dias n’Ele; e eram as Escrituras messiânicas, as Escrituras que prometiam a Vinda do Messias; e Jesus dá testemunho que n’Ele estão se cumprindo essas promessas.

         Mas não puderam crer os que estavam ali na sinagoga; e encontramos que nessa mesma passagem, ao final [versículo 29], em seguida se levantam e expulsam da sinagoga a Jesus e o levam a um despenhadeiro da cidade (porque a cidade estava sobre um monte); e levam Jesus até esse despenhadeiro para atirá-lo por esse penhasco, por esse despenhadeiro, para matá-lo.

         Como é possível que alguém que vá à igreja, à sinagoga, para servir a Deus no sábado, e diz que no sábado não se pode trabalhar, não se podem fazer obras, exceto estar servindo a Deus no templo, e agora se levantam para matar a uma pessoa? Essa sim que é uma obra, e má; más obras.

         Para fazer más obras, eles sim podiam romper o sábado e dizer que não estavam invalidando no sábado; e Jesus fazendo boas obras no sábado, diziam que Jesus estava quebrando o sábado. Mas o Filho do Homem é Senhor do sábado; e Ele faz todas as obras que Ele tem que fazer no sábado, no domingo, na segunda-feira, na terça-feira, na quarta-feira, na quinta-feira, na sexta-feira, e volta ao sábado e faz também no sábado; de novo obras.

         E agora, vejam vocês como Jesus no meio de um povo que lhe dava tantos problemas ainda continuava com eles; e continuava ministrando-lhes a Palavra, curando os doentes e pregando o Evangelho, e dando testemunho que o cumprimento da Vinda do Messias estava cumprida no meio deles. Mesmo que eles o rejeitassem, Ele dava testemunho que Ele era o Messias prometido, o Rei de Israel.

         E com a Vinda de Jesus, a Vinda do Messias no meio do povo hebreu, os olhos dos grandes sábios em teologia, em assuntos religiosos do povo hebreu, foram cegados, por causa do véu de carne no qual se cumpriu a Primeira Vinda do Messias.

         Deus, para cumprir a promessa da Vinda do Messias se velou em carne humana: entrou em um corpo de carne chamado Jesus e cumpriu nele a Vinda do Messias; e por causa desse véu foi cegado o povo que o rejeitou.

         Fechou, cegou a uns o véu de carne, porque diziam: “Não pode ser este o Messias. Não pode ser este o Messias. É um jovem carpinteiro de Nazaré; nós não estamos esperando um carpinteiro, estamos esperando um rei”. Mas vejam na forma simples que veio o Rei de Israel: na forma de um operário da construção; e foram cegados pelo véu.

         O véu não os deixou ver a Vinda do Anjo do Senhor, do Anjo do Pacto, no cumprimento da Sua Vinda, pois estava em carne humana, em um jovem carpinteiro de Nazaré. portanto, espiritualmente os olhos de uns foram cegados, e os de outros, espiritualmente foram abertos; assim como abriu os olhos àquele jovem cego de nascimento.

         E agora, para Sua Segunda Vinda, o que diz o reverendo William Branham? Vejamos na página 151 do livro Citações o que diz o reverendo William Branham com relação à Segunda Vinda de Cristo.

         Nos fala do tempo em que foi dedicado o templo (aqui não vejo se foi o templo que Salomão construiu), pode ser o templo que construiu Salomão. Assim como quando Moisés dedicou o tabernáculo a Deus, vocês vejam, entrou a glória de Deus, e os sacerdotes não podiam ministrar por causa da presença da glória de Deus. E agora, nesta ocasião, quando Salomão dedicou o templo, os sacerdotes não podiam ministrar.

         E agora olhem o que diz: na página 151, versículo 1345, do livro Citações, diz:

         1345 – “E a glória de Deus estava ali dentro até que eles não podiam ver como ministrar. Amém! Fechará os olhos de cada teólogo quando Ele vier por Sua Noiva (e agora nos fala da Segunda Vinda do Senhor). Ela será subida no meio da noite, assim como foi a eles. Eles nem sequer a verão ir.”

         Agora vejam, quando vier por Sua Noiva — Cristo —, por Sua Igreja, fechará os olhos de todo teólogo.

         vejamos na página 126 também; versículo 1117 diz:

         1117 – “‘Esses Sete Trovões estalando, isso não será uma revelação dada a algum homem?’ (É uma pergunta). Disse: ‘Não, senhor, seria acrescentando algo a isso ou tirando algo disso’. Tudo está revelado ali dentro, e esses Sete Selos abriram a revelação do que era isso! Veem?, ainda está na Palavra. Vocês veem? Não podem sair dessa Palavra. Não sairá da Palavra. E o Espírito de Deus nunca sairá dessa Palavra. Ficará bem com essa Palavra: cegando a alguns, e abrindo os olhos a outros.”

         Agora vejam que esses Sete Trovões não é a revelação dada a um homem por lá, que vier dizendo algo, mas que é o que está já prometido na Escritura; e na Escritura está prometido que os Sete Trovões revelarão o mistério do Sétimo Selo.

         Os Sete Trovões são os que contêm a revelação do que é o Sétimo Selo; e o Sétimo Selo é a Segunda Vinda de Cristo; e os Sete Trovões são a Voz de Cristo, a Voz do Anjo Forte que desce do Céu. E esse Anjo Forte…

         (Vamos pedir a Benjie que me ajude por aqui. Me traz a maleta para cá).

         Esses Sete Trovões contêm a revelação do Sétimo Selo; e os Sete Trovões são a Voz de Cristo falando à Sua Igreja.

         E agora vejam como nos diz que Cristo vindo à Sua Igreja fechará os olhos dos teólogos. Isto foi na página 151 que li, o versículo 1345:

         1345 – “E a glória de Deus estava ali dentro até que eles não podiam ver como ministrar. Amém! Fechará os olhos de cada teólogo quando Ele vier por Sua Noiva.”

         E agora vejamos como virá por Sua Noiva. É muito importante saber como está prometida Sua Vinda por Sua Noiva e a Sua Noiva. Na página 57 do livro Os Selos, diz o reverendo William Branham falando do Anjo Forte que desce do Céu:

         “‘E vi outro anjo forte descer do céu, vestido de uma nuvem, e o arco celeste sobre sua cabeça…’

         17. Agora, se você se notar bem, notará que esta pessoa é Cristo, porque até no Antigo Testamento Ele foi chamado o Anjo do Pacto; e Ele agora vem diretamente aos judeus porque a Igreja chegou ao Seu fim.”

         O Anjo de Apocalipse, capítulo 10, o Anjo Forte, vem aos judeus. É o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor que libertou o povo hebreu, e em seguida veio, mais adiante, em carne humana no véu de carne chamado Jesus. E agora, em Apocalipse 10, este Anjo do Pacto desce do Céu.

         “‘… e seu rosto era como o sol, e seus pés como colunas de fogo’.

         18. Recordam o Anjo de Apocalipse capítulo 1? Este é o mesmo. Um anjo é um mensageiro, e ele é um mensageiro a Israel (vem como o Mensageiro a Israel, Ele é o Mensageiro a Israel). Vê você? A Igreja está a ponto de ser raptada, Ele vem pela Sua Igreja.”

         O Mensageiro a Israel vem pela Sua Igreja; o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, vem pela Sua Igreja, em Apocalipse, capítulo 10.

         E Ele é o mesmo que veio dois mil anos atrás velado em carne humana em um véu de carne chamado Jesus, o mesmo Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor; e agora, para o Último Dia, voltará. Ele é o Verbo, que estava com Deus e era Deus.

         E agora, este Anjo do Pacto vem no Último Dia e (vejamos) Ele é também o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19.

         Vejamos, na página 134… Recordem que o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, é Cristo em Seu corpo teofânico, é Cristo em Espírito:

         “142. E notem vocês: Quando este Espírito Santo que temos, chegue a se encarnar, o que está em nosso meio agora mesmo na forma do Espírito Santo, quando Ele chegue a ser encarnado na Pessoa de Jesus Cristo, então nós o coroaremos como ‘Rei dos reis e Senhor dos senhores.’”

         E em seguida, na página 277, orando o reverendo William Branham diz; do livro Os Selos:

         “[240]. … pedimos que o Espírito Santo venha agora mesmo, o Cavaleiro do verdadeiro cavalo branco (Quem é o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19? O Espírito Santo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor), enquanto Seu Espírito, o Espírito de Cristo, entre em confrontação com o anticristo, e Ele chame os Seus.”

         E agora vejamos como é que virá. Na página 146 do livro Os Selos, no último parágrafo (lendo uma parte do último parágrafo), diz:

         “[192]. E ao mesmo tempo em que o diabo cai do Céu e se encarna em um homem, o Espírito Santo sobe e vem encarnado em um homem.”

         E para o Último Dia, estará sobre a Terra manifestado: por um lado, o Espírito Santo, Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, estará manifestado em carne humana em um homem deste tempo final; e por outro lado, o diabo (que é lançado do Céu e cai na Terra) encarnara-se no anticristo, no homem de pecado, e virá manifestado através do anticristo, do homem de pecado, a besta.

         E aí teremos, no tempo final, à manifestação em carne humana do diabo por um lado, no anticristo, no homem de pecado; e por outro lado teremos Cristo, o Anjo do Pacto, o Espírito Santo, em carne humana em um homem deste tempo final. O Anjo do Pacto vindo em carne humana, conforme a promessa divina.

         E agora vamos à página 256 do livro Os Selos, onde diz (na metade, ou seja: o terceiro parágrafo diz):

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem.”

         Se conseguirmos esse homem, conseguiremos o instrumento onde estará o Espírito Santo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Mensageiro a Israel manifestado, falando à Sua Igreja, falando aos Seus filhos e lhes abrindo seus olhos espirituais para que possam ver todo o Programa Divino correspondente a este tempo final; e estará nos abrindo as Escrituras e o entendimento, os olhos espirituais, para compreender todo o Programa Divino correspondente a este tempo final.

         E poderemos ver o mesmo Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, Jesus Cristo em Espírito Santo, o qual esteve durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia velado e revelado por meio de cada anjo mensageiro; porque sempre necessita um homem.

         Cristo em Espírito Santo necessita um homem aqui na Terra, através do qual velar-se e revelar-se à Sua Igreja, e falar à Sua Igreja de era em era. E isso é a revelação de Jesus Cristo para Sua Igreja em cada era; essa revelação, que vem por meio do mensageiro em cada era; porque toda revelação tem que vir ao mensageiro correspondente a cada era, toda revelação vem a e por meio de um profeta.

         E agora podemos ver como veio a revelação de Cristo, como Cristo se revelou no meio da Sua Igreja, em cada era: foi por meio de carne humana no mensageiro de cada era, na porção correspondente a cada era.

         E para o Último Dia, como estará Cristo revelado no meio da Sua Igreja, nos revelando todas as coisas correspondentes a este tempo final e identificando-se em Sua manifestação ou revelação correspondente a este tempo final? Diz em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         E de quais coisas estará dando testemunho? De todas estas coisas que em breve devem acontecer, as quais Cristo prometeu revelar à sua Igreja em Apocalipse, capítulo 4, quando disse: “Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer”. Cristo com essa Voz de Trombeta disse essas palavras.

         E agora, em Apocalipse, capítulo 22, versículo 6, diz:

         “E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas…”

         De quem são os espíritos dos profetas? De Deus. São espíritos teofânicos da sexta dimensão, enviados à Terra em um corpo de carne para ter o ministério correspondente a esse tempo.

         “… o Deus dos espíritos dos profetas; enviou o seu anjo, para mostrar [manifestar] aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         Quem é o Enviado de Jesus Cristo? Seu Anjo Mensageiro, para (por meio do Seu Anjo Mensageiro, Cristo manifestado em Seu Anjo Mensageiro, velado e revelado em e através do Seu Anjo Mensageiro) falar à Sua Igreja todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Consequentemente, assim como a revelação de Jesus Cristo à Sua Igreja em cada era foi através do mensageiro de cada era, a revelação de Jesus Cristo à Sua Igreja e no meio da Sua Igreja será no Último Dia através do Seu Anjo Mensageiro; a revelação do Sétimo Selo, a revelação prometida de Jesus Cristo para o Último Dia.

         Por isso é que João o apóstolo quis adorar o Anjo de Jesus Cristo, e o Anjo disse que não o fizesse. É por meio desse Anjo — o qual é um profeta Dispensacional, o profeta da Dispensação do Reino — que Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, Cristo em Espírito Santo, estará velado em Seu Anjo e revelado por meio do Seu Anjo; e essa será a revelação de Cristo em Sua Igreja no Último Dia.

         E isso será o Sétimo Selo, a revelação do Sétimo Selo, a revelação do Anjo que era diferente dos demais, que apareceu nessa nuvem formada por anjos em 28 de fevereiro de 1963, onde estavam os sete anjos mensageiros das sete eras da Igreja gentia e um Anjo que era diferente dos, demais o qual é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o qual para o Último Dia estará manifestado na Terra em Seu Anjo Mensageiro; estará velado e revelado em Seu Anjo Mensageiro, na revelação do Último Dia no meio da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         Esse é o Anjo que desce do Céu, o Anjo que era diferente dos demais; e se vela em carne humana em Seu Anjo Mensageiro, e se revela por meio do Seu Anjo Mensageiro, e nos abre os olhos espirituais para ver todo o Programa Divino correspondente a este tempo final; e assim nos abre todas as profecias bíblicas que falam deste tempo final, e nos revela assim o cumprimento de cada uma delas à medida que vão sendo cumpridas; e nos dá a revelação, a fé para ser transformados e raptados, que é a fé, a revelação da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         A fé, a revelação do rapto é a revelação do Sétimo Selo, a revelação de Jesus Cristo vindo no Último Dia, o Anjo do Pacto, Cristo em Espírito Santo vindo e velando-se em Seu Anjo Mensageiro e revelando-se através do Seu Anjo Mensageiro.

         E quando tiver se completado a Obra de Cristo através do Seu Anjo Mensageiro, completou-se o número dos escolhidos de Deus; e Cristo sairá do Trono de Intercessão no Céu, e fará Sua reclamação de tudo o que Ele redimiu com Seu Sangue precioso, e ressuscitará os mortos em Cristo e a nós nos transformará.

         Ele adotará o Seu Anjo Mensageiro no Último Dia; e em seguida, consequentemente, serão adotados todos os que receberam o milagre de seus olhos serem abertos — seus olhos espirituais — para ver todo o Programa Divino correspondente a este tempo final.

         “JESUS FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA”.

         E para este tempo final temos as profecias da Segunda Vinda de Cristo, a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, e essa é a profecia que toda pessoa desejou ver; mas para isso é necessário que Jesus Cristo nos abra os olhos espirituais: para ver.

         E isso é o que faz Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, Jesus Cristo em Espírito Santo através da Sua manifestação através do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia, nos abrindo as Escrituras e nos abrindo o entendimento, os olhos espirituais, para ver a promessa da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos para este tempo final, e o resto das profecias correspondentes a este tempo final; e as ver na forma simples em que Cristo as estará cumprindo neste tempo final, que será a Vinda do Verbo, a Palavra, encarnada em um homem.

         Muitas pessoas verão o homem, que é o Anjo de Jesus Cristo, e tropeçarão com ele, estarão tropeçando com o véu de carne e, consequentemente, estarão sendo cegados pelo véu de carne. Mas outros verão a Cristo, o Espírito Santo manifestado através do Seu Anjo Mensageiro, e seus olhos espirituais serão abertos, porque estarão vendo quem estará detrás ou dentro do véu de carne; e verão que é Jesus Cristo em Espírito Santo, o Anjo do Pacto, falando à Sua Igreja todas estas coisas que em breve devem acontecer; e assim nos abrindo o entendimento e nos abrindo as Escrituras para podermos compreender todos estes mistérios correspondentes a este tempo final.

         “JESUS FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA”.

         E agora nós podemos dizer: “Uma coisa sim nós sabemos: que antes éramos cegos, não víamos; antes éramos cegos, mas agora vemos”. Vemos todas estas profecias correspondentes a este tempo final, e vemos o significado delas, porque Cristo abriu nossos olhos espirituais, como abriu os olhos físicos àquele jovem cego de nascimento.

         “JESUS FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA”.

         Jesus nos fez ver neste tempo final; pelo qual damos graças a Ele por nos abrir os olhos espirituais, e vê-lo, Ele, neste tempo final velado e revelado no meio da Sua Igreja, nos dando testemunho por meio do Seu Anjo Mensageiro de todas estas coisas que em breve devem acontecer e assim nos abrindo as Escrituras e nossos olhos espirituais.

         Foi para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, lhes dando testemunho de Jesus. Jesus, QUE FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA.

         Que Deus continue abençoando grandemente a todos e que Ele continue nos abrindo as Escrituras, porque Ele abriu nossos olhos espirituais para ver todas as Escrituras correspondentes ao tempo final. Se Ele nos abrir as Escrituras, veremos, porque Ele abriu nossos olhos espirituais.

         Muito obrigado por sua amável atenção, e que continuem passando uma tarde cheia das bênçãos de Jesus Cristo nosso Salvador, ou um dia (ainda não são 12:00, não é?).

         Bom, que continuem passando um dia maravilhoso, cheio das bênçãos do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         “JESUS FAZ VER ÀQUELE QUE NÃO VIA”.

         [Revisão junho 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16