O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "TEMPO DE LEVANTAR NOSSAS CABECAS AO CEU, PORQUE NOSSA REDENCAO ESTA PERTO" 19 de junho de 2020

"https://mensajes.carpa.com/mensajes/1999/02/tiempo-de-levantar-nuestras-cabezas-al-cielo-porque-nuestra-redencion-esta-cerca/?lang=pt-br" 19 de junho de 2020

Reprodução da transcrição disponível em:https://mensajes.carpa.com/mensajes/1999/02/tiempo-de-levantar-nuestras-cabezas-al-cielo-porque-nuestra-redencion-esta-cerca/?lang=pt-br

Estudo bíblico:http://imprenta.carpa.com/pt/estudiobiblico/viernes-19-de-junio-de-2020/

Muito boa tarde ministros e esposas de ministros e líder de jovens. É para mim um privilégio grande estar com vocês, ministros de diferentes Igrejas, congregações, aqui na cidade de Tarapoto, Peru, para compartilhar com vocês as bênçãos que Cristo está derramando sobre Sua Igreja neste tempo final.

         Para o qual quero ler em São Lucas, capítulo 21, versículos 25 em diante, onde diz (o próprio Jesus falando diz):

         “E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas;

homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados.

E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória.

Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima.

E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira e para todas as árvores.

Quando já começam a brotar, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.

Assim também vós, quando virdes acontecer essas coisas, sabei que o Reino de Deus está perto.

Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.

Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.

E olhai por vós, para que não aconteça que o vosso coração se carregue de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas essas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do Homem.”

         Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         “TEMPO DE LEVANTAR NOSSAS CABEÇAS AO CÉU, PORQUE NOSSA REDENÇÃO ESTÁ PERTO”.

         “Nossa redenção” aqui se refere à transformação de nossos corpos, onde obteremos um corpo eterno e glorificado, igual ao corpo do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Isto é o mesmo do qual fala Sã Paulo em sua carta aos Romanos, capítulo 8, versículos 18 em diante, diz:

         “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.

Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.

Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,

na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.

E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.”

         Agora, quando nos fala da redenção ou dia de redenção, vejam vocês, a redenção do nosso corpo é quando nós formos transformados (nós os que vivemos) e tivermos um corpo igual ao corpo de Jesus Cristo, imortal, incorruptível e glorificado; e os mortos em Cristo ressuscitarão em corpos eternos também. E isto é para o tempo onde todos estes sinais correspondentes ao tempo final ou fim do tempo ou fim do século, estarão se cumprindo.

         E vimos, através das grandes coisas que estiveram acontecendo, que os sinais do fim do tempo estiveram se cumprindo. Por exemplo: quando Cristo nos fala da figueira sendo restaurada, reverdecendo, a figueira é o povo hebreu; e vimos como o povo hebreu esteve regressando à sua terra da década de 40, e atualmente é uma nação livre e soberana. A figueira reverdeceu: Israel.

         E agora, Cristo diz: “Quando vocês virem estas coisas acontecer, entendam que vossa redenção está perto”, ou seja: a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação de nós os que vivemos.

         Por isso é que nós temos que estar acordados, ou seja: com nossas cabeças levantadas ao Céu, porque nossa redenção está perto: nossa transformação está perto e a ressurreição dos mortos em Cristo está perto também.

         Agora, temos que ter nossa cabeça levantada ao Céu, nossos rostos levantados ao Céu, nosso pensamento, nossa mente levantada ao Céu; e estar pensando, meditando e escutando e crendo nas coisas que Cristo prometeu para este tempo final; e estar servindo a Jesus Cristo como nosso Salvador e tendo lavado nossos pecados no Sangue de Cristo antes que se feche a Porta.

         Como disse Cristo na parábola das dez virgens, que chegou o tempo em que a porta foi fechada e as que ficaram fora já não tiveram mais oportunidade, portanto ficaram para passar pela grande tribulação; e as que estavam dentro, com Cristo, com o Esposo, entraram com Ele às Bodas; e a porta se fechou, já não podia entrar nenhuma outra pessoa.

         Agora, vejam como também disto nos fala Jesus Cristo em São Lucas, capítulo 13, e nos versículos 22 em diante; quando passava por certas cidades, diz:

         “E percorria as cidades e as aldeias, ensinando e caminhando para Jerusalém.

E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu:

Porfiai por entrar pela porta estreita, porque eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.

Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes a estar de fora e a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois.”

         Agora vejam como também aí, nesta parábola, Cristo nos fala da porta; e a Porta é Cristo. Portanto, chegará um tempo em que não haverá mais oportunidade de salvação entre os gentios porque terá se completado o número dos escolhidos de Deus, dos membros da Igreja de Jesus Cristo, e em seguida virá a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação de nós os que vivemos.

         Por isso, este tempo em que vivemos, é muito importante, porque este é o tempo de preparação para receber as bênçãos de Deus e assim em breve ser transformados, como Ele prometeu para realizar nesse tempo final.

         Por exemplo, quando Ele falou dos crentes n’Ele e falou da ressurreição, vejam o que Ele nos disse: em São João, capítulo 4… vamos ver… capítulo 6, vamos ler; versículo 39 ao 40, diz:

         “E a vontade do Pai, que me enviou, é esta: que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último Dia.

Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: que todo aquele que vê o Filho e crê nele tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último Dia.”

         Agora vejam como Cristo fala da ressurreição para realiza-la no Último Dia, para todos aqueles crentes n’Ele que partiram; e para nós os que vivemos e permaneçamos vivos até que ressuscitem os mortos em Cristo, a promessa é que seremos transformados.

         Agora, qual é o Último Dia? Já que Cristo o mencionou aqui nestes dois versículos, mencionou-o duas vezes; e se lermos todo o capítulo 6 encontraremos que duas vezes mais foi mencionado nesse mesmo capítulo.

         Vejam; São Paulo falando dos últimos dias, diz no livro ou carta aos Hebreus, capítulo 1, nos diz o apóstolo São Paulo:

         Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho,

         a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.

         Quando diz que Deus falou por meio do Seu Filho? Diz que falou nos últimos dias. E já transcorreram — de Cristo até aqui — dois mil anos, se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem; e se não, pois somente falta 1 ano com 10 meses e alguns dias para chegar ao sétimo milênio.

         Agora, vejam vocês: diz que Deus falou nos últimos dias por meio de Jesus Cristo, e já transcorreram dois mil anos. Se equivocaria São Paulo em dizer que aqueles dias em que Jesus estava sobre a Terra pregando eram os últimos dias? Não se equivocou.

         Olhem; São Pedro também, falando no Dia de Pentecoste, no capítulo 2 do livro dos Atos, versículos 14 ao 20, diz:

         “Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.

Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo esta a terceira hora do dia (ou seja: era de 8 a 9 da manhã).

         Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:

E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão,…”

         Para quando São Pedro diz que Deus disse que derramaria do Seu Espírito Santo? Para os últimos dias, e já no Dia de Pentecoste está derramando do Espírito Santo. Por quê? Porque já tinham começado os últimos dias.

         Quando Jesus tinha de 4 a 7 anos de idade começaram os últimos dias, porque começou o quinto milênio quando Jesus tinha de 4 a 7 anos de idade; porque um dia diante do Senhor é como mil anos para os seres humanos. Segunda do Pedro, capítulo 3, versículo 8, diz: “que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos, como um dia.”

         Assim quando se refere a Escritura a um dia diante do Senhor, para os seres humanos são mil anos.

         Portanto, os últimos dias começaram quando Jesus tinha de 4 a 7 anos de idade, e por isso São Paulo pode dizer que Deus falou por meio do Seu Filho nos últimos dias.

         E agora, vimos que os últimos dias diante de Deus, para os seres humanos são três milênios, os três últimos milênios, que são o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio.

         Agora, transcorreram, de Cristo até aqui, dois mil anos, mas diante de Deus somente transcorreram dois dias. E para o Último Dia, vejam vocês, é que Cristo prometeu que realizará a ressurreição dos crentes n’Ele que seus corpos físicos morreram ou partiram. E o Último Dia é o último.

         Dos três últimos dias diante de Deus, que para os seres humanos são os três últimos milênios (que são o quinto, sexto e sétimo milênio), sendo o Último Dia diante de Deus o sétimo milênio, é para o sétimo milênio que Cristo ressuscitará os mortos crentes n’Ele de eras passadas e a algum de nosso tempo que partiu; e em seguida nos transformará nós os que vivemos e estivermos crendo em Jesus Cristo como nosso Salvador, e tendo lavado nossos pecados no Sangue de Cristo e tendo recebido o Espírito Santo e, consequentemente, tendo nascido de novo.

         Quem serão transformados? Os que tiverem nascido de novo. Quais serão ressuscitados? Os mortos fisicamente que tiverem nascido de novo no tempo em que viveram aqui na Terra. Portanto, todas essas pessoas são os que compõem a Igreja do Senhor Jesus Cristo desde os tempos passados até este tempo final, ou seja: desde o Dia de Pentecoste até este tempo final.

         Agora, vejam vocês como há grandes promessas na Escritura para cada um de vocês e para mim também.

         Este é o tempo de estar acordados, com nossas mentes, nossos pensamentos postos nas coisas do Céu; as da Terra são temporárias, mas as do Céu são eternas. Assim que nos convém então ter nossa mente, nosso pensamento colocado nas coisas celestiais.

         Este é o tempo maior e glorioso de todos os tempos. Este é o tempo que todos os profetas do Antigo Testamento e do Novo Testamento desejaram viver. Este é o tempo assinalado como o Último Dia diante de Deus. Se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem, já estamos no Último Dia; se o deixarmos tal e como está, somente falta 1 ano com 10 meses e alguns dias para começar o Último Dia.

         Portanto, temos que estar com nossas mentes postas nas coisas do Céu, e estar conhecendo, vendo o que Deus prometeu para este tempo, e vendo como gradualmente Ele vai cumprindo.

         Ele disse que para o fim do século Ele enviará Seus Anjos com Grande Voz de Trombeta, e juntarão os Seus escolhidos. São Mateus, capítulo 24, versículo 31.

         Seus escolhidos são os que pertencem ao Corpo Místico de Cristo, são os que têm seus nomes escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro; são as pessoas que serão transformadas se permanecerem vivas até que ressuscitem os mortos em Cristo.

         Agora vejam como serão chamados e juntados todos os escolhidos de Deus do Último Dia, do tempo final: por meio dos ministérios dos Anjos do Filho do Homem enviados com a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, a qual gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação. Por isso é tão importante escutar a Grande Voz de Trombeta.

         Não é uma trombeta literal, mas que é a Voz de Cristo falando à Sua Igreja, ao Seu povo, neste tempo final. Vejam em Apocalipse, capítulo 1, versículo 10 ao 11, o que o apóstolo São João nos diz:

         “Eu fui arrebatado em espírito, no dia do Senhor (ou seja: no sétimo dia diante do Senhor, que é o sétimo milênio), e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,   que dizia: Eu sou o Alfa e a Ômega, o primeiro e o último.”

         Quem é o Alfa e o Ômega? Quem é o primeiro e o último? Nosso amado Senhor Jesus Cristo. É a Voz de Cristo no Último Dia falando ao Seu povo, à Sua Igreja, falando com todos aqueles que serão transformados neste tempo final; e nos revelando as coisas que em breve devem acontecer.

         Em Apocalipse, capítulo 4, versículo 1 em diante, diz:

         “Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo (aqui temos de novo essa Voz de Trombeta), disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

         É a Voz de Cristo falando a Sua Igreja, a Seu povo, para que suba a um nível ou era mais alta, onde Cristo vai mostrar à Sua Igreja todas as coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

         E por meio de quem Ele estará revelando à sua Igreja todas estas coisas que em breve devem acontecer? A quem enviará? Vejam, em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, diz:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         A quem Jesus Cristo envia para dar testemunho de todas estas coisas que vão acontecer em breve? Envia o Seu Anjo Mensageiro, o qual dois mil anos atrás aproximadamente enviou ao apóstolo São João.

         Esse mesmo Anjo, o qual estava em seu corpo teofânico naquele tempo, é enviado no Último Dia à Igreja de Jesus Cristo para dar testemunho de todas estas coisas que em breve hão de acontecer; e assim serem cheios do conhecimento de todo o Programa de Deus, todos os filhos e filhas de Deus, e serem preparados para serem transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         A transformação, como lhes disse, e ressurreição dos mortos em Cristo, é a redenção do corpo. E Cristo disse: “Quando vocês virem estas coisas acontecer, levantem suas cabeças, porque vossa redenção está perto”, vossa transformação, para ir à Casa do nosso Pai celestial, à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Agora vejamos novamente o que nos diz aqui com relação às coisas que vão ser reveladas e por meio de quem serão reveladas ao povo de Deus. Capítulo 22, versículo 6, de Apocalipse, diz:

         “E disse-me o anjo: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         A quem disse que enviou? Ao Seu Anjo Mensageiro. Para que? Para mostrar aos Seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.

         As coisas que em breve hão de acontecer, neste tempo final, são mostradas a Igreja de Jesus Cristo por meio do Anjo Mensageiro de Jesus Cristo enviado à Sua Igreja.

         Este Anjo Mensageiro é o último profeta e é o último profeta dispensacional, para Cristo revelar a ele todas estas coisas e ele as revelar à Igreja do Senhor Jesus Cristo. “Não fará nada o Senhor [JEOVÁ] sem antes revelar seus segredos aos seus servos, os profetas”, diz Amós, capítulo 3, versículo 7.

         E agora, chegamos ao tempo em que todos os filhos e filhas de Deus estão chamados a ter suas cabeças levantadas ao Céu, pensando e se ocupando das coisas celestiais, se ocupando primeiro da sua salvação; porque isso é o mais importante para a pessoa: a vida eterna. Não há nada mais importante que a vida eterna.

         E agora, toda a esperança do cristianismo descansa na Segunda Vinda de Cristo, para os mortos em Cristo serem ressuscitados e nós os que vivemos sermos transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu.

         Por isso temos que ter nossas mentes, nossos pensamentos, nossas cabeças levantadas ao Céu: a Deus, a Jesus Cristo, e às coisas do Céu: para estarmos escutando a Voz do Céu, a Voz de Cristo neste tempo final, essa Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, e obter o conhecimento de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e assim sermos preparados para ter a fé para sermos transformados e raptados e levados à Casa do nosso Pai celestial.

         Agora vimos por que é tão importante ter nossas cabeças levantadas ao Céu: é porque nossa redenção, a transformação dos nossos corpos, está perto.

         Foi para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, dando testemunho destas coisas que hão de acontecer e as que já aconteceram, para que assim estejamos preparados para ser transformados e raptados, ou seja: arrebatados ao Céu, e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Vimos como vem a Mensagem que revela todas estas coisas que devem acontecer, como vem a Igreja de Jesus Cristo. Jesus diz:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         Vimos quem é quem envia essa Mensagem: é Jesus Cristo. E vimos através de quem envia essa Mensagem: através do Seu Anjo.

         E vimos a quem Ele envia essa Mensagem: à Sua Igreja, ou seja: aos crentes no nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         E vimos em que tempo Ele envia essa Mensagem: no Último Dia.

         E vimos para que tempo será a ressurreição dos mortos em Cristo. Cristo disse que Ele os ressuscitará quando? No Último Dia.

         E vimos qual é o Último Dia: é o sétimo milênio. Por quê? Porque “um dia diante do Senhor é como mil anos e mil anos como um dia.”

         E vimos quem serão ressuscitados. Quem serão ressuscitados? Os mortos em Cristo, os que creram em Cristo como seu Salvador, lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e receberam Seu Espírito Santo, ou seja: todos os nascidos de novo que partiram.

         E sabemos quem serão transformados neste tempo final: todos os nascidos de novo, os quais estarão escutando a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, a Voz de Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         Recordem que esse é um profeta mensageiro dispensacional; é a primeira ocasião em que Jesus Cristo enviaria a Sua Igreja um profeta dispensacional. E, consequentemente, vem com uma Mensagem dispensacional, que é a Mensagem do Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo.

         E vimos, vejam vocês, o que são os últimos dias: o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio. Vimos qual de todos esses dias é o Último Dia: o sétimo milênio, que é o último milênio.

         E agora, assim como Deus operou: Jesus Cristo esteve no meio da Sua Igreja lá na terra de Israel, em seguida na Ásia Menor, em seguida na Europa, em seguida na América do Norte; neste tempo final, Cristo se encontra em Espírito Santo se manifestando no meio dos latino-americanos e caribenhos e está chamando e juntando todos Seus escolhidos, e está nos preparando para ser transformados e ser levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Por isso nos abre todos estes mistérios do Reino dos Céus, todos estes mistérios que correspondem a este tempo final; e também nos fala e nos revela dos mistérios do Reino dos Céus de etapas passadas.

         Agora é o tempo de levantar nossas cabeças ao Céu, por quê? Porque nossa redenção, nossa transformação, está perto.

         Continuaremos à noite, na atividade da noite, a qual se titula “A NECESSIDADE DE CONHECER A OBRA DE DEUS”.

         Porque a pessoa não pode dizer: “Eu amo a Deus e eu estou servindo a Deus” sem conhecer a Obra de Deus. A pessoa tem que conhecer a Obra de Deus para estar na Obra de Deus servindo a Deus, louvando a Deus e escutando Sua Voz, e se preparando para ser transformado e levado à Casa do nosso Pai celestial.

         Porque Jesus disse: “Na Casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu teria dito antes; vou, pois, preparar lugar para vós. E se for e vos preparar lugar, virei outra vez, e os tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver; vós também estejais”: Levar-nos-á no rapto ou translação à Casa do nosso Pai celestial. São João, capítulo 14, é onde nos diz: “Na Casa do meu Pai muitas há moradas.”

         Agora, vejam vocês que é uma promessa de Cristo para ser cumprida quando? Neste tempo final.

         Ele vem para levar Sua Igreja à Ceia das Bodas do Cordeiro; por isso ressuscitará os mortos em Cristo e nos transformará os que vivemos. Quando? A Trombeta Final, ou seja: a Mensagem Final; essa Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, que é a Trombeta Final. Nesse tempo é que são chamados e juntados todos os escolhidos de Deus, e são preparados para serem transformados e levados à Casa do nosso Pai celestial.

         Portanto, levantai vossas cabeças ao Céu, porque vossa redenção está perto. Em breve Cristo ressuscitará os mortos crentes n’Ele das eras passadas e nos transformará, nós os que vivemos.

         Agora, a bênção está caindo sobre a América Latina e o Caribe, a bênção e o chamado de Cristo chamando e juntando todos os Seus escolhidos.

         Este é o território que e do qual algumas pessoas pensavam que Deus tinha se esquecido, mas não se esqueceu: para este território é que Ele tem a bênção deste tempo final.

         Este é o território que corresponde ao oeste, e “como o relâmpago que sai do leste (a terra de Israel) e se mostra no oeste (que é o ocidente, a terra da América)…”

         Vejam a bênção tão grande que há para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, para todos os crentes em nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Este é um tempo para ser preparados para ser transformados; não há nada mais importante que isso depois de obter a salvação; em seguida é a preparação para ser transformados e raptados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Foi para mim uma grande bênção estar com vocês dando testemunho destas coisas que estão prometidas para acontecerem neste tempo final.

         Que Deus os abençoe, que Deus os guarde. Foi um privilégio conhecer, aos que não conhecia; e que Deus ajude a todos para estarem preparados para serem transformados neste tempo final.

         Todos queremos ser transformados. E Ele disse: “E enviará Seus Anjos com Grande Voz de Trombeta, e juntarão os Seus escolhidos”. Para quê? Para serem preparados para serem transformados neste tempo final.

         “TEMPO DE LEVANTAR NOSSAS CABEÇAS AO CÉU, PORQUE NOSSA REDENÇÃO ESTÁ PERTO”.

         [Revisão junho 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16