O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "O FRUTO DE UMA DECISÃO ESPIRITUAL" - 17 de maio de 2020

"O FRUTO DE UMA DECISÃO ESPIRITUAL" - 17 de maio de 2020

Reprodução da transcrição disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/12/el-fruto-de-una-decision-espiritual/?lang=pt-br

Muito boa noite amados amigos e irmãos, ministros e esposas, todos os companheiros no ministério, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, no Corpo Místico do Senhor Jesus Cristo, que é Sua Igreja.

         Para esta ocasião vamos ler no livro de Rute, capítulo 1, versículos 16 ao 22, onde diz… Vejamos aqui… Em seguida que ficaram viúvas, olhem vocês, ficaram estas três mulheres viúvas: Noemi, Rute e Orfa, diz… Vejamos… Versículo 7 em diante, diz:

         Pelo que saiu do lugar onde estivera, e as suas duas noras, com ela. E, indo elas caminhando, para voltarem para a terra de Judá,

         disse Noemi às suas duas noras: Ide, voltai cada uma à casa de sua mãe; e o SENHOR use convosco de benevolência, como vós usastes com os falecidos e comigo.

         O SENHOR vos dê que acheis descanso cada uma em casa de seu marido. E, beijando-as ela, levantaram a sua voz, e choraram,

         e disseram-lhe: Certamente, voltaremos contigo ao teu povo.

         Porém Noemi disse: Tornai minhas filhas, por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no meu ventre mais filhos, para que vos fossem por maridos?

         Tornai filhas minhas, ide-vos embora, que já mui velha sou para ter marido; ainda quando eu dissesse: Tenho esperança, ou ainda que esta noite tivesse marido, e ainda tivesse filhos,

         esperá-los-íeis até que viessem a ser grandes? Deter-vos-íeis por eles, sem tomardes marido? Não, filhas minhas, que mais amargo é a mim do que a vós mesmas; porquanto a mão do SENHOR se descarregou contra mim.

         Então, levantaram a sua voz e tornaram a chorar; e Orfa beijou a sua sogra; porém Rute se apegou a ela.

         Pelo que disse: Eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após a tua cunhada.

         Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; porque, aonde quer que tu vás, irei eu e, onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus.

         Onde quer que morreres, morrerei eu e ali serei sepultada; me faça assim o SENHOR e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.

         Vendo ela, pois, que de todo estava resolvida para ir com ela, deixou de lhe falar nisso.

         Assim, pois, foram-se ambas, até que chegaram a Belém; e sucedeu que, entrando elas em Belém, toda a cidade se comoveu por causa delas, e diziam: Não é esta Noemi?

         Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara, porque grande amargura me tem dado o Todo-poderoso (Pois Mara, o que significa? ‘Amargura’).

         Cheia parti, porém vazia o SENHOR me fez tornar; por que, pois, me chamareis Noemi? Pois o SENHOR testifica contra mim, e o Todo-poderoso me tem afligido tanto.

         Assim, Noemi voltou, e com ela, Rute, a moabita, sua nora, que voltava dos campos de Moabe; e chegaram a Belém no princípio da sega das cevadas.”

         Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         No tempo da cevada é onde se toma os primeiros frutos, e da cevada é que se faz o feixe movido.

         E agora, podemos ver que esse tempo é muito importante, porque é o tempo do começo da ceifa. No começo da ceifa é que se toma o primeiro fruto ou os primeiros frutos, faz-se um feixe, se prepara esse feixe movido, e se apresenta a Deus. E esse feixe movido dos primeiros frutos representa Cristo.

         Agora, vejam vocês que esta história da vida de Rute, esta história da vida de Noemi e Rute é muito importante, porque é uma história que representa Cristo (o qual está representado em Boaz), representa o povo hebreu (que está representado no Noemi) e representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo (a qual está representada em Rute).

         Por isso, esta história de Rute, Noemi e Boaz é tão importante, porque aqui se reflete Cristo e Sua Obra como Parente Redentor, o qual redimiu o povo hebreu e a Sua Igreja gentia; o qual foi representado quando Boaz como parente redentor redimiu a Noemi e, consequentemente, nessa obra que realizou ali em Israel, automaticamente redimiu Rute.

         Porque Rute pertencia, a quem? A Noemi, era parte de Noemi; e por isso, vejam vocês, regressou com Noemi, ou seja: foi com Noemi à terra de Israel, e viveu ali até que morreu; mas se tornou uma das mulheres importantes da história do povo hebreu.

         E por meio dela, Boaz teve um filho chamado Obed, que significa ‘adorador’ (Vamos ver: significa ‘adorador’). E Obed teve um filho chamado Jessé, e Jessé teve um filho chamado Davi; e Davi significa ‘amado’. (Agora vejam…). E de Davi continuou essa descendência pela qual veio o Messias, nascendo por meio de uma virgem descendente do rei Davi.

         Agora vejam como na linha, da linha pela qual veio Cristo (por meio de uma virgem de Belém da Judéia), nessa linha ascendente de Maria para cima, encontramos umas quantas mulheres gentias.

         Encontramos a Rute. Encontramos também a Raabe, a qual teve uma vida má, mas depois Deus a arrumou por dentro e sua vida foi mudada, e se tornou uma mulher importante no meio do povo hebreu.

         Também encontramos a Tamar, uma gentia; e desta mulher…, mas nesta mulher, por quanto Maria não veio por essa linha, dela, pois a deixamos fora; ou seja: que mesmo que veio por meio do rei Davi, mas a virgem Maria veio por outra linha.

         Vamos ver, para que tenham o quadro claro, pela linha, pela qual veio a virgem Maria; vamos ver se está em São Mateus ou em São Lucas; em uma dessas duas linhas está; vejamos…

         Está em São Lucas; porque pela linha do rei Salomão veio José (pela linha de Davi através de Salomão veio José); mas pela linha de outro dos filhos de Davi… Vejamos; São Lucas, por aí pelo capítulo 3 deve estar; vejamos aqui qual foi a linha pela qual veio a virgem Maria; versículo 31 e 32 diz:

         e Eliaquim, de Meleá, e Meleá, de Mená, e Mená, de Matatá, e Matatá, de Natã, e Natã, de Davi,

         e Davi, de Jessé,...”

         Ou seja: que por meio de Davi, pela linha de Davi e pelo filho de Davi: Natã; foi que veio a linha através da qual veio a virgem Maria. Aqui temos um quadro claro da linha pela qual veio Maria e pela qual nasceu Jesus.

         E agora, encontramos que nessa linha de Maria (ou essa linha de Jesus segundo a carne) para cima, encontramos essa linha ascendente mesclada com gentias, mulheres gentias.

         Que outra linha das tribos de Israel está assim mesclada com gentias? A de José, pois José se casou com uma gentia; e José é quem tem a Bênção da Primogenitura, a qual passou a Cristo.

         E Cristo para Sua Segunda Vinda estará manifestando essa Bênção da Primogenitura, pois Ele passou dos hebreus a Bênção da Primogenitura aos gentios. Assim como José, que representa Cristo: sendo o herdeiro da Bênção da Primogenitura, encontramos que quando Jacó abençoou a José, o abençoou ao abençoar os seus filhos Efraim e Manassés.

         Manassés representa o povo hebreu e Efraim representa a Igreja gentia, ou seja: Manassés representa o Israel terreno e Efraim representa o Israel celestial.

         E agora, assim como Jacó passou a bênção que era para o primogênito, para Manassés, o passou ao menor, a Efraim, passou essa Bênção da Primogenitura… E vejam, os filhos de José eram meio gentios por parte de mãe, e por parte de pai eram hebreus. E agora, a Bênção da Primogenitura caiu sobre Efraim.

         E agora olhem vocês uma coisa muito importante, pois essa Bênção da Primogenitura, ao cair sobre Efraim, e Efraim representar a Igreja do Senhor Jesus Cristo…

         Da tribo de Levi foi Moisés, quem tirou o povo hebreu do Egito; mas o que colocou o povo hebreu à terra prometida foi Josué. E de que tribo é Josué? Da tribo de Efraim.

         E leva o nome com o qual podia colocar o povo hebreu à terra prometida, porque leva o nome de Josué, o qual colocou Moisés; porque se chamava primeiro Oséias filho de Num, mas agora é Josué. E Josué significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’, levava o nome do Redentor.

         E redimir significa ‘voltar para lugar de origem’. E Deus estava regressando ao povo hebreu, às doze tribos de Israel, os estava regressando à terra onde eles tinham vivido e da qual tinham saído no tempo daquela fome que foi manifestada no tempo de José.

         Foram ao Egito buscando alimento; e depois — por fim — José, quando se revelou a eles, disse que fossem viver no Egito.

         E enquanto José esteve ali vivo, era um lugar de bênção para os hebreus; mas quando em seguida José morreu, e em seguida quando apareceu também um rei, um faraó que não conhecia José, começou o mau tempo para os hebreus, os quais estavam se multiplicando e estavam formando um povo grande; e o faraó teve medo dos hebreus, pensando ele e seus conselheiros que se esse grupo de hebreus, que já era maior que os egípcios e eram fortes…; porque ao estarem trabalhando fortemente, seus músculos ficavam fortes.

         Escravizaram-nos cada dia mais e mais; diziam: “Se esta gente em uma guerra se unir ao inimigo, vão nos derrotar”, e então os escravizaram; e ao escravizá-los, ficaram mais fortes fisicamente; mas eram uns escravos ali. E tinham perdido as suas liberdades, porque os escravos não têm nenhuma liberdade.

         E agora, por isso é que Deus os tinha que libertar, porque os escravos não têm liberdade; e Deus disse a Abraão, no capítulo 15 de Gênesis, que os libertaria.

         Agora podemos ver que com quem libertou o povo hebreu não os pôde em seguida levar a terra prometida. Moisés significa ‘tirado das águas’; e isso era o que Deus faria com o povo hebreu: os tiraria das águas, ou seja: da nação hebraica; porque águas, representa nações.

         Mas para colocá-los na terra prometida tinha que ser por meio de um mensageiro, de um profeta, que tivesse o nome que corresponde a redenção; e Josué significa ‘redimir’ ou ‘Salvador’; portanto, com esse nome o povo hebreu ia entrar na terra prometida, com essa pessoa que levava esse nome.

         E vejam, tinha sido treinado por Deus, pois era ele que servia a Moisés no templo e era também quem saía na frente do exército do povo hebreu. Ou seja: que estava sendo bem treinado; estava sendo treinado no campo espiritual (lá no templo), e estava sendo treinado também no campo político e no campo militar.

         E quando necessitou que o sol ou que o dia fosse mais longo, não perguntou a Deus se isso podia ser feito; e disse ao sol: “Detenha-te!” e à lua disse que se detivesse…: “Detenha-te também tu!” E se detiveram; e o dia se tornou tão longo que foi como outro dia mais; e Josué obteve a vitória contra seus inimigos. E agora, Josué levava o nome do Redentor, do Salvador.

         E agora, vejam vocês, quando se cumpriu a Primeira Vinda de Cristo, levava o mesmo nome. Jesus tinha o mesmo nome; porque Jesus em hebreu é Josué ou Yeshua, o qual significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’.

         E agora vejam vocês, como um homem teve o nome do Messias centenas ou milhares de anos antes, e restaurou o povo hebreu à terra prometida; o qual Cristo como nosso Redentor esteve fazendo: já nos restaurou à terra prometida do corpo teofânico da sexta dimensão.

         Pois quando o ser humano nasce na Terra, obtém um espírito do mundo e um corpo mortal, corruptível e temporário; mas Jesus Cristo nosso Salvador é nosso Parente Redentor, representado em Boaz, e também o temos representado em Josué.

         E agora, vejam vocês como Cristo nosso Salvador já nos restaurou a um corpo teofânico ou espírito teofânico, da sexta dimensão, ao nos chamar e nos juntar, e nós crermos em Jesus Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo; e assim obter o novo nascimento, e obter, consequentemente, o corpo teofânico da sexta dimensão.

         E somente nos falta a redenção do corpo físico, que é a transformação do nosso corpo; e isso é a adoção para todos os filhos e filhas de Deus que viveram nas eras passadas e os que vivemos neste tempo final.

         Para os que já partiram, serão ressuscitados em corpos eternos, e nós os que vivemos seremos transformados; e assim estaremos restaurados à vida eterna fisicamente também.

         E agora, com a Primeira Vinda de Cristo se realizou a primeira parte, com a Obra que Ele realizou. E a parte da redenção do corpo, que é a transformação do nosso corpo e a ressurreição dos mortos em Cristo, com a Segunda Vinda de Cristo em Sua Obra de Reclamação, Ele nos dará o novo corpo: físico, eterno e glorificado, igual ao corpo de nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Agora, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, que é a que tem os filhos e filhas de Deus em seu seio, em seu meio, encontramos que nasceu no Dia de Pentecoste a Igreja de Jesus Cristo; e de etapa em etapa estiveram sendo chamados e juntados os escolhidos de Deus, e estiveram nascendo de novo, e estiveram nascendo no Corpo Místico de Jesus Cristo: por meio de crer em Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

         E agora vejam como a Igreja de Jesus Cristo esteve crescendo, e esteve se formando esse Corpo Místico de Cristo, que é Sua Igreja, na forma de um monte alto, de um reino grande.

         Já são milhões os que compõem a Igreja de Jesus Cristo. E onde estão esses milhões? Há milhões deles que já estão no Paraíso e que regressarão no corpo eterno quando Cristo os chamar. E nós os que vivemos, estamos presentes neste tempo escutando Sua Voz.

         E agora, Rute (que representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo), sendo redimida por Boaz, ao Boaz redimir a Noemi, sendo que no meio do povo hebreu se aceitava a substituição…, onde um parente redentor podia redimir algum dos seus familiares e as propriedades dos seus familiares.

         Por exemplo, uma pessoa tinha perdido sua propriedade (sua chácara, seu terreno, sua herança) por causa de uma dívida, onde embargaram sua propriedade, ou por causa de que tinha vendido sua propriedade; e vinha o irmão dessa pessoa, e trazia o dinheiro pelo qual tinham tomado essa propriedade ou pelo qual se vendeu essa propriedade, e dizia à pessoa que tinha essa propriedade: “Aqui está o dinheiro da propriedade”, e a propriedade tinha que ser restaurada. A pessoa não podia dizer: “Eu não vou vender a propriedade”, não, tinha que entregá-la, porque estava sendo pago o preço pelo resgate da propriedade. E se não aparecesse ninguém, pois no ano do jubileu saía livre a propriedade.

         Agora, Cristo é quem pagou o preço de nossa redenção. E encontramos Boaz ali, realizando essa obra, a qual é tipo e figura da Obra de Redenção de Jesus Cristo nosso Salvador.

         E assim como Boaz, encontramos que se interessou e se apaixonou por Rute, essa jovem moabita, essa jovem gentia, assim Cristo esteve apaixonado por Sua Igreja gentia. Podemos ver que Ele morreu lá na Cruz do Calvário tanto pelo povo hebreu como por Sua Igreja gentia.

         E agora, com quem Boaz se casaria? A própria Noemi disse: “Eu já sou velha”; mas Noemi disse a elas e disse a Rute: “Vocês são jovens”. E Boaz se casou com a jovem gentia, e por meio dela teve um filho chamado Obed (que significa ‘adorador’).

         E agora, vejam vocês, para Rute chegar a essa etapa onde Boaz se casaria com ela, encontramos que primeiro teve que ter tomado a decisão correta, para ir com Noemi e se tornar parte do povo hebreu.

         E o Deus do povo hebreu é o Deus de Rute; e o Deus do povo hebreu é o Deus da Igreja de Jesus Cristo, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó.

         E agora, encontramos que na decisão de Rute estava uma bênção, porque com essa decisão a bênção de Deus tinha que ser encaminhada para Rute, e em seguida todos os passos que ela daria junto a Noemi, seria conforme a ordem para ser recompensada.

         Ela, depois que chegou a Belém… E agora vejam, todos os membros da Igreja de Jesus Cristo, onde chegam? A Belém, porque Belém é Cristo. E todos os crentes em Cristo nascidos de novo nasceram em Belém, chegaram a Belém; porque Belém é a Casa do Pão de Deus e da Água de Deus.

         Por isso Belém também representa Cristo, e Ele disse: “Eu sou o Pão vivo que desci que Céu”. Vê? Aí está a Casa do Pão de Deus, a casa humana do Pão de Deus: Cristo.

         Ele em uma ocasião disse: “Destruam este templo (ou seja: esta casa), e em três dias eu o levantarei”. Pensaram que estava falando da casa de Deus lá em Jerusalém, ou seja: do templo, mas estava falando desse templo humano.

         E também Ele disse: “Se alguém tem sede, venha para mim e beba”. Veem? Essa Casa, que é nosso Belém espiritual, é a Casa do Pão de Deus e da Água de Deus, da Água de vida eterna.

         E agora, quando Rute chega com Noemi, em seguida vai para o campo trabalhar, recolher, e começa a trabalhar lá em Belém; e no campo que começa a trabalhar, a recolher, para o sustento dela e da sua sogra… Vejam quem é a que trabalha; não é Noemi, já está avançada em idade; é a jovem gentia, que representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         E agora, durante as diferentes eras da Igreja gentia, quem é a que esteve trabalhando? É a Igreja do Senhor Jesus Cristo, porque nos negócios de Jesus Cristo convém trabalhar à Igreja de Jesus Cristo; mas aí não esteve trabalhando Israel.

         Rute estava trabalhando no campo de Boaz (e Boaz representa Cristo, nosso Parente Redentor), mas Noemi não estava trabalhando nesse campo. Mas vejam vocês, Rute trabalhando aí, obtém o que ela necessita para ela e para sua sogra.

         E a Igreja de Jesus Cristo obtém tudo o que necessita para ela e para o povo hebreu também: todo o Alimento para sobreviver. (E agora…). Isso é para a preservação da vida.

         E agora, a vemos trabalhando e Boaz pergunta: “E essa jovem, de onde é?” Dizem: “É a nora de Noemi, que vieram de Moabe”, e lhe contam a história; e quando dizem: “De Noemi? Pois essa é da minha família!”. E já, pois começa (como nós dizemos) a lhe pegar o olho, porque ele estava sozinho; e ele pensava em se casar e ter, formar um lar correto, conforme à Palavra de Deus.

         E vejam vocês de onde Deus lhe envia uma jovem para que seja sua noiva e depois sua esposa: dentre os gentios. E a Esposa do Parente Redentor, de Jesus Cristo, é Sua Igreja gentia: Sua Noiva e em seguida se torna Sua Esposa.

         Agora, primeiro é preciso trabalhar; e Sua Igreja está trabalhando desde o dia de Pentecoste até este tempo final.

         E em seguida também, quando Boaz diz: “Não recolhas em outro campo (outro campo, pois, há perigo), e mantenha-te neste campo recolhendo”. E Deus deu graça a ela diante de Boaz, que era um homem muito rico e da família de Noemi.

         O único…, ou havia dois que podiam redimir: ele e outro, mas o outro dizia: “Eu não vou redimi-la; prejudica minha herança”. Melhor, de uma gentia… Aí diz: “Não, prejudica a herança colocar Noemi em minha herança (e colocar sua herança com a minha e colocar uma gentia aqui)”.

         E agora, Boaz, sabendo que ele vai fazer essa obra de redimir, diz a Rute: “Descansa até a manhã”.

         E agora, encontramos que a Igreja veio passando por diferentes etapas: esteve trabalhando no campo de Jesus Cristo, no campo de nosso Boaz, de nosso Parente Redentor; e em seguida, quando chega o tempo do precursor da Segunda Vinda de Cristo e faz seu último trabalho, Rute, a Igreja (quanto às sete etapas ou eras da Igreja gentia), em seguida entra em uma etapa de descanso, de repouso, e Boaz lhe diz: “Descansa (até o que?) até a manhã”; porque ele ia se apresentar na manhã diante dos anciãos, que são os juízes que estão à porta da cidade, à entrada da cidade.

         Assim foi estabelecido no meio do povo hebreu, porque isso tipifica o que há no Céu. Ali estão os apóstolos e os patriarcas, doze tronos para doze apóstolos e doze tronos para os doze patriarcas.

         E agora, Cristo leva dois mil anos intercedendo por cada membro do Corpo Místico de Jesus Cristo. E para o tempo final, Cristo, quando terminar de fazer intercessão até pelo último dos escolhidos, em seguida sai do Trono do Pai, toma o Título de Propriedade, o Livro dos Selos, o abre no Céu e faz Sua reclamação, ali onde estão, vejam vocês, onde estão esses vinte e quatro anciãos: doze apóstolos e doze patriarcas.

         Foi aí no Céu onde João viu o Cordeiro, que é o Leão, tomando o Livro; e aí estavam todos: estavam os vinte e quatro anciãos, que são os doze apóstolos e os doze patriarcas.

         Cristo disse aos seus apóstolos, quando eles quiseram saber o que teriam no Reino de Cristo, Cristo lhes disse: “Vocês se sentarão sobre doze tronos, e julgarão as doze tribos de Israel”. Ou seja: que serão juízes, como eram os juízes colocados lá na porta da entrada da cidade; assim será no Reino Milenial e depois na eternidade para os doze apóstolos: estarão colocados aí para julgarem as doze tribos de Israel.

         Eles estarão na parte de baixo da Cidade, na entrada, porque a Cidade terá três portas em cada lado; e como são quatro lados, pois 3 x 4 são 12, para doze apóstolos.

         Agora, podemos ver que tanto na cidade Jerusalém para o Reino Milenial como na Nova Jerusalém para a eternidade, estará refletida a Obra de Deus, tanto a que realizou no Antigo Testamento como a que realizou no Novo Testamento; e ali estarão os representantes da Obra de Deus do Antigo Testamento e do Novo Testamento também.

         E agora, Rute depois de estar descansando, a outra etapa é sendo recompensada. E vamos ver o que nos disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo o que será a recompensa para a Igreja do Senhor Jesus Cristo e o que envolve essa recompensa para a Igreja de Jesus Cristo. Na página 40 do livro Citações, versículo 323, diz:

         323 – “Quando Rute foi recompensada em receber a Cristo… ou ao obter Boaz como seu marido. O qual a Igreja é recompensada quando for a Vinda do Senhor, nessa brilhante e limpa amanhã.”

         Agora, para o que é a Vinda do Senhor? Diz:

         “Estamos descansando – Esperando agora.”

         Esperando por quem? Pelo nosso Boaz, esperando pelo nosso Parente Redentor, o qual em Sua Segunda Vinda traz grandes bênçãos para Sua Igreja, representada em Rute, a gentia.

         Em São Mateus, capítulo 25, versículo 10 ao 13, diz:

         “E, tendo elas (ou seja: as insensatas, as virgens insensatas) ido comprá-lo (Comprar o que? Comprar azeite), chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.

E, depois, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, senhor, abre-nos a porta!

E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.

Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir.”

         Ou seja: “não sabem o dia nem a hora em que o Esposo, nosso Parente Redentor, nosso Boaz, há de vir.”

         A Vinda do Filho do Homem é a Vinda do nosso Boaz, a Vinda do nosso Parente Redentor. A Vinda do Filho do Homem é a Vinda de Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Anjo que era diferente dos demais, vindo a Sua Igreja no Último Dia para recompensar a Sua Igreja. Por isso diz: “Descansa até a manhã”, diz Boaz a Rute.

         E agora, vejam vocês, a quarta vigília, é a vigília que corresponde ao tempo da manhã, de 6 a 9 da manhã. “Descansa até a quarta vigília. Descansa até a manhã.”

         E agora, é no tempo da manhã onde Cristo para o Último Dia estaria realizando o trabalho correspondente para se casar com Sua Igreja-Noiva no Último Dia, na manhã de um novo dia Milenial e na manhã de um novo dia dispensacional.

         E nós estamos vivendo no maior e mais glorioso tempo, porque estamos vivendo no tempo em que a Estrela resplandecente da Manhã está resplandecendo, a qual é Cristo resplandecendo na Era da Pedra Angular, uma nova era. E por isso para este tempo final encontraremos que a Igreja-Noiva do Senhor Jesus Cristo, que vai se casar com Jesus Cristo nas Bodas do Cordeiro, nas Bodas de Cristo com Sua Igreja, é uma Igreja jovem representada na jovem Rute.

         E agora, vejam vocês, é que a Igreja do Senhor Jesus Cristo, para o Último Dia, como Corpo Místico de crentes, é rejuvenescida ao ser trazida a uma nova era. E, consequentemente, quando uma pessoa é rejuvenescida, foi trazida a uma nova era: a uma era jovem. E assim será também no literal com cada filho e filha de Deus: será colocado em um corpo eterno, glorificado e imortal, jovenzinho, que representará de 18 a 21 anos de idade.

         E agora, vejam vocês como para este tempo final Cristo em Sua Vinda, para que vem? Ele vem para as Bodas com Sua Igreja, com Sua Noiva; a qual envolve o chamado e recolhimento dos escolhidos de Deus para serem preparados, para serem transformados e obter o corpo eterno, e os mortos em Cristo serem ressuscitados; e assim se tornar a imagem e semelhança de Jesus Cristo, e se tornar fisicamente também, uma mesma carne.

         A mesma carne ou mesmo corpo que tem Jesus Cristo será o mesmo tipo de corpo que nós teremos.

         E por isso é que para este tempo final, com a Vinda do Filho do Homem, com a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, de Jesus Cristo, o Anjo que é diferente dos demais, que apareceu em 28 de fevereiro de 1963 naquela nuvem formada por anjos, para este tempo final vem. É a Vinda do nosso Boaz, a Vinda do Parente Redentor, a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, o qual veio dois mil anos atrás em carne humana e foi conhecido pelo nome de Jesus.

         E para este tempo final volta o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, manifestado no meio da Sua Igreja em carne humana, para chamar e juntar os seus escolhidos e para nos preparar para ser transformados e raptados; porque vem para essa união de Cristo com Sua Igreja e Sua Igreja com Cristo.

         E a união de Cristo com Sua Igreja e da Sua Igreja com Cristo se chama as Bodas do Cordeiro, as Bodas de Cristo com Sua Igreja; como a união de um homem e de uma mulher, na cerimônia do santo matrimônio chama “as Bodas”.

         Agora, podemos ver que aí é onde a jovem noiva se converte em esposa e obtém o nome do esposo e, consequentemente, se torna herdeira com ele. E assim é com a Igreja do Senhor Jesus Cristo: é aí aonde a Igreja do Senhor Jesus Cristo na Segunda Vinda de Cristo se une com Cristo; essa união é as Bodas de Cristo com Sua Igreja; e aí é onde Sua Igreja obtém o Nome Eterno de Deus e Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

         Porque a promessa é que Ele escreverá sobre o Vencedor um nome novo. Esse nome é o Nome Eterno de Deus e Nome da Cidade do nosso Deus e Nome Novo do Senhor Jesus Cristo. E esse é o nome com o qual a Pedrinha não cortada por mãos, que é a mesma Pedra não cortada por mãos que o profeta Daniel viu na interpretação que deu ao sonho de Nabucodonosor, essa Pedrinha branca é a mesma Pedra não cortada por mãos do livro do profeta Daniel, e é a Segunda Vinda de Cristo com um nome novo.

         Agora, vejam vocês todas as coisas que estão envolvidas na Vinda do Filho do Homem para o Último Dia, para recompensar, o Filho do Homem, nosso Boaz, nosso Parente Redentor, recompensar a sua Rute, ou seja: à Sua Igreja.

         Agora vimos o que nos disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo. Diz:

         323 – “Quando Rute foi recompensada em receber a Cristo… ou em obter a Boaz como seu marido. O qual a Igreja é recompensada quando for a Vinda do Senhor, nessa brilhante e limpa amanhã.”

         E aí é aonde, no Programa da Segunda Vinda de Cristo, obteremos o novo corpo, os que vivemos; e os mortos em Cristo receberão o novo corpo também, porque serão ressuscitados em um novo corpo; eterno e glorificado.

         Agora vejam tudo o que contém a recompensa para Rute, que representa a Igreja do Senhor Jesus Cristo, para assim a Igreja de Jesus Cristo reinar com Cristo durante o Reino Milenial; mas antes disso iremos com Cristo, quando já estivermos transformados, iremos com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Porque Cristo tem tudo preparado, não somente as Bodas, mas também a Ceia das Bodas do Cordeiro, que é a recepção das Bodas. E na recepção, sempre, quem mais recebe presentes é a esposa. E assim será na recepção, na Ceia das Bodas do Cordeiro, onde virão os galardões por todos os trabalhos que realizamos na Obra do Senhor Jesus Cristo.

         Agora vejam como todas essas benções que a Igreja do Senhor Jesus Cristo recebe para o Último Dia; foi porque foi eleita desde antes da fundação do mundo para ser a Esposa do Cordeiro; e por isso ela fez a eleição correta, a decisão correta.

         Ela tomou a decisão correta, e recebeu Cristo como seu Salvador, lavou seus pecados no Sangue de Cristo, recebeu Seu Espírito Santo e obteve o novo nascimento; e esteve trabalhando em Sua Obra durante todo o tempo; e em seguida, ao final, descansando até receber todas estas outras bênçãos que Ele tem para nós em Sua Vinda, nos preparando neste tempo final para ser transformados e raptados antes de começar a grande tribulação.

         Vimos o que é O FRUTO DE UMA DECISÃO ESPIRITUAL correta.

         Vimos a bênção tão grande que esteve diante de Rute e Orfa; e Orfa não percebeu a bênção tão grande que estava diante dela; mas Rute sim, e amava muito a Noemi.

         Não havia nenhuma outra pessoa que amasse tanto a Noemi como Rute. E não há ninguém que ame tanto ao povo hebreu como a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Com a bênção que nosso Boaz dará a sua Rute, o povo hebreu se beneficiará.

         Que hora são Miguel? Já… O restante; direi em outra ocasião; mas vejam; tudo isto é o que está no Programa de Deus com Sua Igreja, Cristo e Sua Igreja; e para este tempo final é que somos recompensados por Cristo e com Cristo em Sua Vinda.

         Por isso é que a Igreja de Jesus Cristo esteve esperando Sua Vinda por dois mil anos.

         E para este tempo final, Sua Vinda, a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, do Anjo que era diferente dos demais, de Jesus Cristo, vindo no Último Dia conforme a ordem da Sua Vinda: com Seus Anjos, vindo o Anjo do Pacto, o Anjo que era diferente dos demais, e se manifestando no meio da Sua Igreja no Último Dia em carne humana, estará nos trazendo todas Suas bênçãos; porque com a união da Sua Igreja com Cristo, o Anjo do Pacto, no Último Dia, na manhã de um novo dia dispensacional…

         E o que significa a manhã de um novo dia dispensacional e a manhã de um novo dia Milenial? Por quanto um dia diante do Senhor é como mil anos e mil anos como um dia, uma hora são (conforme a essa ordem divina de um dia diante do Senhor: mil anos para os seres humanos), uma hora são 41 anos com 8 meses.

         E a quarta vigília, que são as primeiras 3 horas da manhã de cada dia, contando de 6 a 9 da manhã, no dia Milenial são os primeiros 125 anos.

         Durante esses primeiros 125 anos do sétimo milênio, tudo o que Cristo tem para fazer, e para que ocorra nossa transformação e a ressurreição dos mortos em Cristo e a manifestação dos filhos e filhas de Deus em corpos eternos, e Cristo tenha com Seus filhos uma manifestação aqui na Terra de 30 a 40 dias…; e depois nos levará à Ceia das Bodas do Cordeiro, e estaremos com Ele três anos e meio lá, e em seguida regressaremos à Terra para começar o glorioso Reino Milenial de Cristo.

         Agora, todas as coisas que Cristo estará fazendo neste tempo final; as estará fazendo na manhã do Último Dia diante de Deus (ou seja: desse Último Dia, desse Milênio, desse dia Milenial), na quarta vigília, ou seja: nos primeiros 125 anos do sétimo milênio. E já se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem, já começou a contar o tempo da quarta vigília do Último Dia, do último milênio.

         Assim que, nós estamos na etapa mais gloriosa da Igreja do Senhor Jesus Cristo, onde toda recompensa prometida para a Igreja de Jesus Cristo tem que ser materializada neste tempo final, estejamos acordados, porque já está raiando a alva; estejamos acordados, porque já estamos vivendo na quarta vigília do Último Dia. Estamos vivendo no tempo mais glorioso de todos os tempos.

         Agora vejam como foi prometido que para a manhã: “Descansa até a manhã”. E em seguida nos diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo que na manhã será que Ele virá, uma manhã destas.

         E agora, quando se trata de dias diante de Deus, uma manhã nos dias diante de Deus, e a quarta vigília nos dias diante de Deus, a quarta vigília contém 125 anos; ou seja: que nos primeiros 125 anos do sétimo milênio devem ser cumpridas todas essas profecias que falam da Segunda Vinda de Cristo; e falam da união de Cristo com Sua Igreja, das Bodas do Cordeiro; e também da Ceia das Bodas do Cordeiro; e também da ressurreição dos mortos em Cristo e de nós os que vivemos.

         Agora, vejam vocês como uma manhã diante de Deus, em um dia diante de Deus, não é uma manhã de um dia literal, mas que é uma manhã de um dia Milenial.

         E agora nós estamos vivendo na manhã do sétimo milênio, onde a Estrela resplandecente da Manhã já está resplandecendo. Cristo está resplandecendo em um novo dia dispensacional, na manhã de um novo dia dispensacional, onde a Igreja do Senhor Jesus Cristo se veste do sol, já não da lua.

         Já não se pode representar a Igreja de Jesus Cristo no sétimo milênio na lua, mas no sol, vestida do sol, porque aí é onde se une com Cristo; e aí é onde a Igreja já vive de dia e não de noite, como viveu nas sete eras da Igreja gentia, que esteve vivendo durante a noite. E por isso a Igreja foi representada na lua, e por isso seus mensageiros foram representados nessas sete estrelas, e foi representada também a Igreja no candelabro com sete lâmpadas acesas.

         Mas agora, para o tempo final, vejam vocês, Cristo sendo a Estrela resplandecente da Manhã — o qual se refletiu por meio dos sete anjos mensageiros — na Era da Pedra Angular, estará manifestado e refletido por meio do Seu Anjo Mensageiro como a Estrela resplandecente da Manhã.

         Assim que não somente são sete estrelas: Sete anjos mensageiros para as sete eras e a Estrela resplandecente da Manhã, que é a maior, e por isso representa Cristo.

         E ao Vencedor é que Cristo diz: “E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,

e com vara de ferro as regerá; ...

como também recebi de meu Pai,

dar-lhe-ei a estrela da manhã”, está em Apocalipse, capítulo 2, versículo 26 ao 28.

         E em Apocalipse 22, versículo 16, diz: “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.”

         E se Cristo vai dar ao Vencedor a Estrela resplandecente da Manhã, e essa Estrela é Cristo, onde vamos encontrar a Estrela resplandecente da Manhã? No Vencedor. Cristo estará manifestado no Vencedor como a Estrela resplandecente da Manhã e como o Sol de Justiça resplandecendo em um novo dia dispensacional.

         E agora, temos que nos deter aí, porque se continuarmos já estaremos entrando na mensagem ou nas mensagens de amanhã; vamos deixar algo para amanhã. Já com o que comemos espiritualmente creio que é suficiente; mesmo que tenhamos mais espaço aqui na alma, para receber mais; mas façam digestão do que escutaram hoje; durante o descanso meditem no que escutaram, porque essa é a forma em que se digere.

         O mesmo que você comeu e saboreou, em seguida é o mesmo que seu sistema digestivo move lá dentro e o processa, e se converte em vitaminas e células para seu corpo; e se faz carne, tudo o que você comeu se encarna nessa forma.

         E assim se encarna em cada um de vocês e em mim a Palavra de Cristo falada para nós em nosso tempo. À medida que recebemos a Palavra, aqui na alma vai se encarnando em nós; e a Palavra vai se encarnando e a carne vai se fazendo Palavra, até que sejamos transformados.

         Bom, vejam “O FRUTO DE UMA DECISÃO ESPIRITUAL”. Esse é o fruto de uma boa decisão.

         E a Igreja do Senhor Jesus Cristo com todos Seus membros de eras passadas e de nosso tempo, tomaram uma decisão espiritual correta; e por isso todos serão recompensados neste tempo final, tanto como Corpo Místico de Cristo como também recompensados como indivíduos; e seremos transformados e seremos iguais a Jesus Cristo nosso Salvador.

         E em seguida podemos estar ao lado de Jesus Cristo, porque já teremos o corpo teofânico e o corpo físico e eterno; os dois corpos: o da sexta dimensão e o corpo glorificado e eterno, igual ao corpo de Jesus Cristo; e então qualquer um poderá (se Ele o permitir) comparar: colocar sua mão ao lado da de Jesus e tocar e dizer, ou vocês ou Cristo, dizer: “Isto é carne de minha carne, e isto é osso de meus ossos, e isto é sangue de meu sangue”; e dizer: “Somos uma mesma carne.”

         Essa é a bênção para a Igreja do Senhor Jesus Cristo com todos os membros da Igreja do Senhor Jesus Cristo, com todos os redimidos pelo Sangue de nosso amado Senhor Jesus Cristo, nosso Boaz, nosso Redentor.

         O de Efraim, deixamos para outro tempo, já que estaríamos em outra ocasião falando sobre Efraim.

         Que as bênçãos de Cristo nosso Salvador sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e em breve os mortos em Cristo ressuscitem e nós os que vivemos sejamos transformados, e todos levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Que Deus os abençoe, ministros e esposas de ministros, e os use grandemente em Sua Obra neste Último Dia.

         Podemos dizer com certeza, conscientes de que estamos dizendo a verdade, que este é o maior e mais glorioso tempo para todos nós. Este é o maior tempo e mais glorioso para a Igreja do Senhor Jesus Cristo, porque este é o tempo em que a Igreja de Jesus Cristo é recompensada, conforme a promessa divina.

         “O FRUTO DE UMA DECISÃO ESPIRITUAL”.

         [Revisão maio 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16