O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "O PROFETA QUE VE DEUS CARA A CARA" - 10 de maio de 2020

"O PROFETA QUE VE DEUS CARA A CARA" - 10 de maio de 2020

Reproducação da transcrição disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/12/el-profeta-que-ve-a-dios-cara-a-cara/?lang=pt-br

Muito boa noite ministros, pastores, evangelistas, professores e esposas de ministros também.

         Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e nos fale nesta noite, e nos abra as Escrituras, e nos abra o entendimento e a alma para entender e crer com toda nossa alma Sua revelação, Sua Palavra revelada para este tempo final. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Vamos ler em Números, capítulo 12, onde nos diz… Não tinham lido esta passagem? Vamos ver, diz… No capítulo 12, versículo então 6 em diante, diz:

         “E disse…”

         Isto foi quando Arão e Miriã criticaram Moisés, o qual, aparentemente, era uma crítica que estava bem apoiada, porque Moisés tinha se casado com uma moça, com uma mulher que não era nem da própria raça hebraica (não era descendente de Jacó) nem era branca, mas de pele escura; e eles julgaram o profeta Moisés; e nos diz o reverendo William Branham que um profeta não pode ser julgado porque ele é a Palavra de Deus para esse tempo, para essa era ou para essa dispensação.

         E agora, a crítica, aparentemente, estava bem, porque ele tinha se casado com uma mulher que não era das deles; mas Deus não gostou da crítica; e na crítica, usaram na crítica algo que foi ainda pior. Vejam… Vamos começar no versículo 1, capítulo 12 diz:

         E falaram Miriã e Arão contra Moisés, por causa da mulher cuxita, que tomara; porquanto tinha tomado a mulher cuxita.

E disseram: Porventura, falou o SENHOR somente por Moisés? Não falou também por nós? E o SENHOR o ouviu.

         Dizer que não somente por Moisés tinha falado Deus, mas tinha falado por Arão e por Maria (ou Miriã), isso foi desagradável a Deus, porque Deus em cada era ou em cada dispensação fala por um só homem: pelo mensageiro desse tempo. E os outros que levam a Mensagem, o que é o que fazem? Pois estendem a Mensagem que Deus deu a esse mensageiro desse tempo.

         Deus não falou nem por Maria (ou seja, nem por Miriã) nem por Arão. Arão o que fez ao povo hebreu foi um bezerro de ouro, e isso não foi Deus falando para o povo hebreu. Agora, vejamos:

         “E o SENHOR o ouviu.

         Algumas vezes as pessoas falam e não sabem que Deus ouve, e que as palavras das pessoas…, os pensamentos, soam mais fortes, ouve-se mais forte que as palavras. Assim se os pensamentos são escutados lá, as palavras também; e antes que a pessoa fale; o pensamento do que vai falar, já foi escutado lá.

         Quando Sara riu, Deus disse a Abraão: “Por que riu Sara sua mulher?” E Sara disse: “Eu não ri”, mas no coração já riu.

         Porque Deus; vejam vocês, os pensamentos do coração; os vê e os ouve; e as palavras, pensamentos do coração, palavras do coração, Deus as escuta. Deus escuta como a pessoa pensa, e discerne os pensamentos e as intenções do coração; a intenção que há em cada pensamento, Ele também sabe.

         Assim não somente temos que vigiar o que falamos, mas o que pensamos também, de modo que esteja de acordo à Palavra de Deus. Falemos conforme com à Palavra de Deus e pensemos conforme à Palavra de Deus, porque Deus escuta tanto o que falamos como também o que pensamos.

         E era o varão Moisés mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra.

         E logo o SENHOR disse a Moisés, e a Arão, e a Miriã: Vós três saí à tenda da congregação. E saíram eles três.

         Então, o SENHOR desceu na coluna de nuvem e se pôs à porta da tenda; depois, chamou a Arão e a Miriã, e eles saíram ambos.

         E disse: Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o SENHOR, em visão a ele me farei conhecer ou em sonhos falarei com ele.

         Não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa.

         Boca a boca [Cara a Cara] falo com ele, e de vista, e não por figuras; pois, ele vê a semelhança do SENHOR; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?

         Assim, a ira do SENHOR contra eles se acendeu; e foi-se.

         E a nuvem se desviou de sobre a tenda; e eis que Miriã era leprosa como a neve; e olhou Arão para Miriã, e eis que era leprosa.

         Pelo que Arão disse a Moisés: Ah! Senhor meu! Ora, não ponhas sobre nós este pecado, que fizemos loucamente e com que havemos pecado!

         Ora, não seja ela como um morto, que, saindo do ventre de sua mãe, tenha metade da sua carne já consumida.

         Clamou, pois, Moisés ao SENHOR, dizendo: Ó Deus, rogo-te que a cures.

         E disse o SENHOR a Moisés: Se seu pai cuspira em seu rosto, não seria envergonhada sete dias? Esteja fechada sete dias fora do arraial; e, depois, a recolham.

         Assim, Miriã esteve fechada fora do arraial sete dias, e o povo não partiu, até que recolheram a Miriã.

         Porém, depois, o povo partiu de Hazerote; e assentaram o arraial no deserto de Parã.

         Que Deus abençoe nossas almas e nos permita entender a Sua Palavra.

         Para poder compreender nosso tema: “O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA”, temos que compreender este ministério do profeta Moisés, o qual é um ministério dispensacional; e o qual foi a favor do povo hebreu e foi contra os gentios; um ministério que atuou contra o império gentio, e foi derrotado o império do faraó, e obteve a vitória o povo hebreu sem usar nenhuma espada contra o faraó e seu império.

         Com uma vara Moisés obteve a vitória contra o faraó com todos seus exércitos que tinha. Um homem com uma vara. Mas essa vara representava a Palavra de Deus, a qual Deus tinha colocado na boca de Moisés; como Deus tinha dito: “Eu porei minha Palavra na sua boca”. E isso é o que Deus faz quando Deus envia um profeta para uma era ou para uma dispensação: coloca Sua Palavra na boca desse profeta.

         Nesse profeta vem selada a Palavra de Deus para esse tempo; e quando Deus abre o mistério dessa era ou dispensação, Deus usa esse mensageiro; e aí está, na boca desse mensageiro, a Palavra de Deus para esse tempo; e esse mensageiro fala tudo o que Deus lhe ordene falar. E essa é a Palavra de Deus para essa era ou para essa dispensação.

         Agora, há mensageiros de eras e há mensageiros de dispensações. Os mensageiros de dispensações são maiores que os demais mensageiros de eras.

         Encontramos que há muitos mensageiros para diferentes eras, muitos profetas; e até em diferentes eras há diferentes profetas algumas vezes, mesmo que somente um é o mensageiro dessa era.

         E encontramos que há mensageiros dispensacionais também, mas esses são para dispensações. E quando aparecem esses mensageiros, é que chegou ao seu final a dispensação que estava vigente; chega ao seu final e, consequentemente, tem que aparecer um mensageiro dispensacional, o qual diga que o tempo para essa dispensação terminou. O tempo já não é mais para essa dispensação, e outra nova dispensação se abre para o povo.

         Mas há um entrelace dispensacional, e o único que o pode fazer é Deus por meio desse mensageiro dispensacional: coloca Sua Palavra dispensacional — para uma nova dispensação — na boca desse profeta dispensacional; e esse profeta começa a pregar essa Mensagem, e as pessoas pensam que esse mensageiro está contra as pessoas da dispensação que está terminando.

         E, vejam vocês, com Jesus, pensavam que Jesus quebrantava a Lei, pensavam que Jesus estava contra a Lei e contra os sacerdotes; mas Ele não estava contra eles: Ele estava introduzindo uma nova dispensação, onde Deus estava atualizando as coisas da Dispensação da Lei, as estava atualizando na Dispensação da Graça.

         E agora, o cordeiro pascoal que o povo hebreu oferecia a Deus nos dia 14 do primeiro mês de cada ano, o qual pela primeira vez foi oferecido para o dia antes da saída do povo hebreu do Egito…; e seu sangue foi aplicado sobre o batente e umbrais das portas dos lares dos hebreus, para que assim a morte não entrasse nos seus lares e assim o primogênito da família não morresse.

         Porque em toda casa entraria a morte e mataria o primogênito de cada família, exceto nos lares onde o sangue do cordeiro pascoal estivesse aplicado sobre o batente e umbrais da porta; e estivesse dentro o cordeiro, assado, sendo comido pelas pessoas dessa casa, desse lar.

         O faraó e seu povo, seu império, não tinham essa revelação; portanto, nas casas dos egípcios houve morte quando a morte passou à meia-noite; e desde o primogênito do faraó até o primogênito de quem estava preso e dos escravos, morreram; e também nos animais houve morte: os primogênitos dos animais também morreram. Mas nas casas dos hebreus não houve morte, portanto não houve luto; e em seguida saíram na madrugada, na manhã, na quarta vigília.

         Agora, o dia da Páscoa - ou noite da Páscoa, vejam vocês, foi uma noite muito importante para o povo hebreu. E já durante o dia, durante a manhã do dia da Páscoa, já estavam saindo livres os hebreus, porque até o prórpio faraó com o seu povo pediram que fossem.

         Agora olhem; Moisés pedia que os deixassem ir, e eles não queriam; e agora, com a última praga que caiu sobre o faraó e o povo egípcio, agora são os egípcios e o faraó os que querem que os hebreus se vão.

         Agora podemos ver que o povo hebreu tinha um profeta de Deus, um profeta dispensacional, o profeta Moisés, que foi nascido para esse propósito. Em seu nome estava o que Deus faria com o povo hebreu; porque no nome de um mensageiro dispensacional há um mistério: tem que ver com a Obra que é realizada.

         Agora vejam vocês, o que significa Moisés? ‘Tirado (de onde?) das águas’; e águas representam povos, multidões e pessoas. E de onde foi tirado o povo hebreu? Do Egito; das águas do império egípcio, da nação egípcia, dessas águas egípcias foi tirado o povo hebreu.

         Assim que o que Deus faria com o povo hebreu, a bênção que lhes traria para o povo hebreu estava impressa, estava gravada, no nome do seu mensageiro dispensacional; e por meio desse mensageiro também lhe daria a Mensagem para essa nova dispensação.

         Somente Deus tem sete profetas dispensacionais. Não há outro tipo de profeta maior que os profetas dispensacionais.

•        Adão foi o primeiro, para a primeira dispensação, a Dispensação da Inocência;

•        Sete foi o segundo, para a Dispensação da Consciência;

•        e Noé foi o terceiro, para a Dispensação do Governo Humano;

•        Abraão foi o quarto, para a Dispensação da Promessa;

•        Moisés foi o quinto, para a Dispensação da Lei;

•        e Jesus foi o sexto, para a Dispensação da Graça;

•        e o Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo é o sétimo e último profeta dispensacional.

         Agora vejam uma coisa muito importante: Moisés via as coisas cara a cara. Deus diz, nesta passagem que lemos, Deus diz:

         ...; se entre vós houver profeta, eu, o SENHOR, em visão a ele me farei conhecer ou em sonhos falarei com ele.

         Não é assim com o meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa.

         Algumas vezes, algumas pessoas pensam que um profeta que tenha muitos sonhos e visões é um profeta ou é o tipo de profeta maior. Aqui diz:

         “Não é assim com meu servo Moisés,…”

         Boca a boca [Cara a Cara] falo com ele, e de vista, e não por figuras (ou seja: que falará cara a cara: ‘isto é isto’, sem mostrar um simbolismo; cara a cara, sem figuras); pois, ele vê a semelhança do SENHOR;...

         Agora, com um profeta dispensacional como Moisés, até sua própria família tinha que ter cuidado em não trata-lo mal, porque Deus estava muito atento a esse profeta e atado às coisas da vida desse profeta.

         E até uma crítica como a que eles fizeram, e depois uma reclamação de que Deus tinha falado por eles também, Deus escutou, o desagradou e veio uma praga sobre Miriã: lepra; e a uma pessoa leprosa, pois ninguém a quer: mandam longe, para que as demais pessoas não peguem a lepra; pois a lepra é tipo e figura do pecado.

         Agora, vejam vocês como Arão, sendo seu irmão mais velho, o maior tinha que estar sujeito ao menor. E Miriã, sendo irmã mais velha (maior que Moisés), também tinha que estar sujeita a Moisés; mesmo que foi quem o ajudou quando bebê, para Moisés ser colocado em uma cesta e ser jogado pelo rio, bem cuidadinho, e foi ela a que cuidou do seu irmãozinho, mas agora seu irmãozinho era um profeta dispensacional.

         E agora, se ela tinha repreendido Moisés quando pequeno, agora tinha que andar direitinha, porque Deus já estava atuando com o Moisés no campo ministerial; mesmo que o tivesse cuidado desde criança, mas agora vejam vocês.

         Agora, Moisés, antes de ser colocado nessa cesta; seguramente tinham colocado outro nome, pois aos oito dias já tinham que ter colocado um nome; mas a Escritura não diz que nome tinham colocado; mas o nome foi mudado, e foi colocado o nome que a filha do faraó, que essa princesa, tinha colocado nele. Vejam como teve uma mudança de nome esse profeta dispensacional.

         Também Abraão teve uma mudança de nome, também Jacó teve uma mudança de nome, Sara teve uma mudança de nome; e quem mais? Paulo - Saulo: de Saulo a Paulo, de Simão a Pedro; e de José a Zafenat Paneia; e de Oséias a Josué: Josué foi quem introduziu o povo hebreu à terra prometida: no nome que Moisés colocou em Oséias, o qual foi Josué, estava impresso também o que Deus faria com o povo hebreu; porque Josué significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’, e redimir é ‘voltar para lugar de origem’; e Deus estava voltando para lugar de origem a Israel, ao povo hebreu.

         Já não eram 70 nem (setenta e o que?) 75 pessoas, mas que eram 2 milhões; já tinham se multiplicado. E agora, Deus os está restaurando à sua terra por meio do ministério que estava operando em Josué.

         E Josué, vejam vocês, tinha que ter o nome com o qual se realizaria a restauração do povo hebreu à sua terra; e Moisés tinha que ter o nome com o qual o povo hebreu seria tirado do Egito. Um com o nome para sair e o outro com o nome para entrar; e em ambos os casos, vejam vocês, o nome foi mudado.

         Agora, qualquer um sabe que o nome de Moisés foi um nome novo, pois foi o que a filha do faraó pôs, porque significava que tinha sido tomado ou tirado das águas.

         Agora, a Escritura não diz que nome Joquebede tinha posto em seu filho, o qual em seguida é chamado Moisés; teve que ter colocado um nome hebreu.

         E agora, de algum dos familiares, de algum dos familiares da linha de Moisés para cima (não sei se era o nome do avô que punham; algo assim)… E por isso quando João Batista nasceu, queriam pôr o nome de um dos parentes, dos avós ou algo assim; e Isabel dizia que não, e Zacarias dizia que não; e aí disse…, lutou e disse que era João, e aí começou a falar de novo; e se cumpriu o que o Arcanjo Gabriel lhe disse: “Não falarás, ficarás mudo, até que se cumpra o que eu te disse.”

         Agora, que poderoso Arcanjo! Que até pode fazer que uma pessoa fique muda até que se cumpra o que ele disse. E tem haver também com as mudanças dos impérios: do império babilônico ao império medo-persa, e do império medo-persa ao império da Grécia, e do império da Grécia ao império romano; e do império romano, na etapa final, vejam vocês, da etapa dos pés de ferro e de barro, do império do anticristo, ao império de Jesus Cristo, ao glorioso Reino Milenial de Cristo.

         E se lá o ajudou Miguel, para este tempo, diz Daniel (capítulo 12) que se levantará Miguel também, o Arcanjo Miguel.

         E agora, vejam vocês como estes Arcanjos estão ordenados no Programa Divino para intervir nestas mudanças de impérios.

         E o Reino de Jesus Cristo é o Império de Jesus Cristo, onde Cristo governará como Rei sobre o povo hebreu e sobre toda a Terra; e será com vara de ferro; ou seja: que não será um império onde a pessoa poderá fazer o que desejar, mas têm que fazer as coisas conforme as leis divinas.

         Jesus Cristo quando orou, e quando ensinou a Seus discípulos a orar a pedido deles, uma das coisas que disse foi que quando estivessem orando dissessem: “Venha Teu Reino. Seja feita Tua vontade, assim como no Céu, aqui na Terra.”

         E as leis divinas estarão estabelecidas nesse glorioso Reino Milenial para todos os seres humanos que vivam no planeta Terra. Não será somente para o povo hebreu (como foi durante a Dispensação da Lei), mas que será para todo ser humano que viver neste planeta Terra entre os hebreus ou entre os gentios.

         E se querem ver como será esse Reino, leiam no capítulo 14 de Zacarias, e aí vocês verão como será esse Reino; e também em Isaías, capítulo 65 e capítulo 66. E “De sorte que aquele que se bendisser na terra será bendito no Deus da verdade (ou seja: no Deus do Amém),...” ou seja: no Nome Eterno de Deus.

         Agora vejam vocês, como o que Deus por meio do profeta Moisés estabeleceu para o povo hebreu, em seguida vai à Dispensação da Graça e é atualizado o cordeiro pascoal em Jesus Cristo o Cordeiro de Deus, e o bode da expiação em Jesus Cristo como a Expiação por nossos pecados; e assim por diante: o sábado do povo hebreu se tornou Cristo, nosso descanso, nosso repouso. Vejam como Cristo atualizou na Dispensação da Graça todas estas coisas.

         E agora, quando fala sobre de “Não matarás”, nos diz que qualquer que se aborrecer loucamente com seu irmão, já cometeu esse pecado; quem aborrecer seu irmão; é como matar seu irmão.

         E quando nos diz: “Não adulterarás”, diz: “Qualquer que olhar a uma mulher para cobiçá-la, já adulterou em seu coração.”

         Ou seja: que atualizou e engrandeceu a Lei. E diz que nem um til da Lei e os profetas serão quebrantados, mas que será cumprido tudo. E podemos ver que Deus foi engrandecendo o que Ele falou por meio do profeta Moisés.

         Para o Reino Milenial, tudo o que estará estabelecido no Reino Milenial terá sua base no que Deus falou por meio do profeta Moisés e o que foi estabelecido no Novo Testamento, na Dispensação da Graça.

         Ou seja: que na Dispensação do Reino, vejam vocês, teremos a Festa dos Tabernáculos sendo cumprida durante o Reino Milenial; porque a Festa dos Tabernáculos, que é a sétima festa do povo hebreu, representa o Reino Milenial; e o sábado também representa o sétimo milênio ou Reino Milenial.

         E assim por diante encontramos um inúmeras festas do povo hebreu que serão cumpridas no futuro e outras que já foram cumpridas.

         E se já foram cumpridas todas estas festas anteriores, como a Páscoa, a Expiação (que é Cristo), e todas estas outras festas, como o Molho Movido [Feixe Balançado]…

         Para o povo hebreu a Expiação será quando Cristo se revelar a eles e eles o recebam; mas nós, já o recebemos. A Igreja de Jesus Cristo desde dois mil anos atrás, desde o dia de Pentecoste, o recebeu; ou seja: que a Igreja de Jesus Cristo leva dois mil anos de adiantamento do povo hebreu. E os últimos que o recebem da Igreja do Senhor Jesus Cristo são os últimos escolhidos de Deus, e esses são os que na Era da Pedra Angular estarão vivendo.

         E em seguida encontramos que durante o Reino Milenial, nos diz Zacarias, capítulo 14, que de ano em ano se celebrará a Festa dos Tabernáculos. E quem não subir a Jerusalém para adorar ao Rei, e a nação que não subir a Jerusalém para adorar ao Rei, Deus não enviará sobre eles chuva. E o que acontecerá?

         Se não cair chuva por um ano sobre um país, toda a agricultura se perde; e se tiverem um ano sem colheita (em um ano há coisas que se colhem - se realiza a semeadura e colheita duas vezes de algumas coisas), com o que vão se alimentar? Têm que comprar dos outros países, e se acaba o dinheiro, e o que têm é uma crise econômica, e estão sob maldição; porque com esse problema da seca morrem os animais também. Não têm nada que comer nem nada que beber.

         Recordam os dias da seca do tempo do profeta Elias por três anos e meio? Houve tempos onde o juízo divino vinha sobre o povo hebreu, que a cabeça de um burro valia um montão de dinheiro; e as pessoas que eram muito finas, que não comiam certas comidas, quando chegou esse tempo, a cabeça de um burro era como um filé.

         Agora, vejam vocês como para o Reino Milenial teremos festas; e durante os diferentes anos do Reino Milenial, que terá o Reino Milenial, estarão se realizando festas; e Deus se regozijará com Seu povo, e também a Igreja do Senhor Jesus Cristo, e também todos os povos, nações e línguas que entrarem no Reino Milenial.

         Em memória ou recordação das coisas que Deus fez durante a Dispensação da Lei e Dispensação da Graça, se realizarão festas nesse tempo; e depois, durante a eternidade, também haverá festas. Mas recordem que não pode haver uma festa se não há um motivo, uma base; e as festas que haverá para o Milênio e para a eternidade estarão baseadas nas obras do nosso Deus com Seu povo.

         Assim encontramos que foi para a Dispensação da Lei:

         A Festa da Páscoa, baseada em que? No cordeiro pascoal que foi sacrificado no dia 14, no dia antes da saída do povo hebreu do Egito.

         A Festa dos Tabernáculos: em memória de todo o percurso que o povo hebreu deu por 40 anos pelo deserto.

         E assim por diante temos um inúmeras festas, as quais estão apoiadas nas coisas que aconteceram no meio do povo hebreu, e onde Deus foi manifestado.

         E agora, se para a Dispensação da Lei houve muitos motivos para o povo hebreu ter festas, como será para o Milênio e a eternidade! Onde já temos a história de tudo o que aconteceu na Dispensação da Lei e na Dispensação da Graça. Assim que haverá mais que motivos para estar em festa durante o Reino Milenial.

         E agora, há algo muito importante na vida de Moisés. A vida de Moisés foi misteriosa. Teve problemas, como todo ser humano. Deus escondeu esse profeta bem escondido; mesmo que estivesse diante a todas as pessoas, mas olhem, o escondeu na casa de quem o estava procurando.

         Sabiam que um libertador tinha que nascer naquele tempo, e o buscavam, e sabiam que tinha que ser um hebreu e nascer no meio do povo hebreu (porque o povo hebreu era quem estava esperando um libertador, e estavam esperando sua libertação). E o faraó, com todos seus sábios, tinham visto no céu o sinal, na primeira Bíblia, que é o Zodíaco, onde se veem os sinais do que Deus fará aqui na Terra.

         Porque o Zodíaco é a primeira Bíblia; em seguida a pirâmide construída lá no Egito por Enoque é a segunda Bíblia, como também a natureza; e a terceira Bíblia é a Bíblia escrita que nós temos. Essas três Bíblias dizem o mesmo, nas suas diferentes formas de escritura.

         A primeira Bíblia Deus a escreveu; e a segunda Bíblia Enoque, mas é a Palavra de Deus, está expressa nessa forma, em medidas ali contidas; e a terceira Bíblia é a Bíblia escrita. Em todas Deus esteve guiando Enoque, e também aos que escreveram a Bíblia escrita, e a Enoque no que ele escreveu nessa pirâmide.

         Vejam, ali estão as sete etapas ou eras, tanto da Igreja hebraica sob a Lei como da Igreja gentia sob a Graça; e está também a câmara do rei, que é a Era da Pedra Angular.

         E agora, o Zodíaco contém, vejam vocês, a Primeira Vinda de Cristo: a Virgem; foi por meio da virgem. Na constelação (“constelação” como é que  chamam Miguel?)… A constelação da Virgem, que é a constelação de Virgem, representa, vejam vocês, a Primeira Vinda de Cristo, a qual se cumpriu por meio de uma virgem: a virgem Maria. E a constelação de Leão representa a Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo do Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Abraão conhecia essa primeira Bíblia, Jó também. Recordem que Jó falava de Orion, e (das o que? Ple…, como se diz?) das Plêiades, e (de que mais?) da Ursa Menor e da Ursa Maior. E se isso não é conhecer o Zodíaco, a primeira Bíblia, então, o que seria isso? Ele falando da Ursa Maior, das Plêiades e de Orion.

         O que acontece é que atualmente confundiram muito com muitos estudos que estão fora da Palavra de Deus; porque para poder compreender bem essas constelações e o Zodíaco, todas estas coisas; tem que ser por meio da Mensagem de uma era ou de uma dispensação, a qual venha por meio do mensageiro dessa era ou dessa dispensação; o qual; se, se colocar a falar dessas constelações do Zodíaco, do que está falando? Da Bíblia, porque essa é a primeira Bíblia; e as traz para esta Bíblia, e mostra que é o mesmo, mas está escrita lá no céu.

         Essa é a primeira Bíblia e foi escrita por Deus. Jó e as pessoas daqueles tempos não tinham esta Bíblia escrita como nós, portanto tinham que ler na primeira Bíblia.

         Agora, nós temos que nos situar no lugar que nos corresponde nesta terceira Bíblia; e se nos localizamos corretamente, estaremos localizados corretamente na segunda Bíblia, a pirâmide: estaremos localizados na Câmara do Rei; e estaremos bem localizados na primeira Bíblia: na constelação de Leão.

         Assim que podemos ver estes mistérios desta Bíblia escrita aqui em letra, como também da Bíblia escrita: a pirâmide de Enoque no Egito, e também a Bíblia escrita do Zodíaco, lá no céu, escrita por Deus.

         Agora, há algo nessa primeira Bíblia, do qual em alguma ocasião falaremos.

         Deus está nesta Bíblia. Deus está na pirâmide também; aí está Ele representado nas diferentes etapas pelas quais Ele passou através da Sua Igreja. E no Zodíaco também Ele está.

         Há algo muito importante que talvez no Reino Milenial o entendamos melhor; mas se Deus me permitir Sua revelação e Sua compreensão, estarei dando até onde Ele me permita dar a vocês.

         Estamos vivendo no tempo maior e mais glorioso. Todos os mistérios que não foram compreendidos em eras passadas e que não foram revelados pelo reverendo William Branham, neste tempo final sim serão compreendidos: serão revelados os escolhidos de Deus para serem preparados e serem transformados neste tempo final.

         Estamos vivendo no tempo em que Cristo disse que seria a Vinda do Filho do Homem. Ele disse também que as estrelas cairiam do céu.

         Há estrelas espirituais: seres humanos, mas também há estrelas literais: planetas ou sóis, no céu, dos quais em uma ocasião Deus disse a Abraão: “Olhe as estrelas (assim que era de noite), e conta-as, se as podes contar”. Assim era uma noite bem estrelada.

         Não era uma noite escura; porque Deus não pode dizer: “Agora olhe os céus, e agora conta as estrelas se as pode contar”. Essa foi a noite mais clara e mais formosa que Abraão viu. E aí viu luzes brilhantes e viu estrelas, porque viu mensageiros e viu povo correspondente a cada mensageiro.

         E agora, para estes dias passados, isso foi em 16 e 17 do mês de novembro, o que aconteceu nesses dias? E isso tinha acontecido para que data? Tinha acontecido fazia muitos anos, esse tipo de chuva de estrelas. E essa ou a anterior, por qual constelação foi que aconteceu, essa ou a anterior? Pela de Leão. Assim que tudo isso nos fala de nosso tempo.

         E outro; vejam vocês, Jesus disse que as estrelas cairiam do céu. Agora, se as estrelas literais, os planetas caem do céu, pois há uma catástrofe; mas quando alguém olha ao céu e vê essa chamada ‘chuva de estrelas’ (que é chuva de meteoros), a vê do tamanho das estrelas; portanto, em termos poéticos e em termos proféticos, se torna uma chuva de estrelas. E agora, Cristo não disse que as estrelas cairiam do céu?

         E agora, estrelas representam também pessoas; estrelas representam também, por exemplo, a descendência de Abraão; representa todos os seres humanos: estrelas. Há estrelas boas e estrelas más. Há estrelas erráticas, que não têm uma órbita, portanto para elas está reservada a escuridão, ou seja: desaparecerão.

         Também o diabo e os anjos que ele levou, que se rebelaram contra Deus juntamente com o diabo, são estrelas também. Assim que podemos ver que uma parte das estrelas foram lançadas por terra pelo dragão, a serpente antiga, que se chama o diabo e Satanás. Mas também Cristo nos diz em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, que Ele é a Estrela resplandecente da Manhã.

         Temos que ver então o significado das estrelas boas e das estrelas más; e ficamos com as estrelas boas.

         E todos os escolhidos de Deus são estrelas de Deus, filhos e filhas de Deus. Não diz o patriarca Jó que as…? Disse Deus a Jó: “Onde você estava quando eu colocava a pedra angular e quando todas as estrelas da manhã se regozijavam, todos os filhos de Deus?” [Jó 38:4-7]

         Agora vejam como na primeira Bíblia encontramos os filhos de Deus refletidos nas estrelas; e como na segunda Bíblia, na pirâmide de Enoque, também; e como nesta terceira Bíblia, a Bíblia escrita; também encontramos os filhos e filhas de Deus, os escolhidos de Deus.

         E aí, quando fala dos filhos e filhas de Deus, que são herdeiros e coerdeiros com Cristo, e que para o Último Dia serão manifestados (a manifestação dos filhos de Deus, que é a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação de nós os que vivemos); vejam vocês, no capítulo 8 de Romanos, versículos 14 ao 35 ou 38, por aí, encontramos todas essas promessas.

         E agora, encontramos na primeira Bíblia, a segunda Bíblia e terceira Bíblia os filhos de Deus. E onde mais encontramos os filhos de Deus? Onde mais eu posso olhar e encontrar os filhos de Deus? Aqui! E aqui estão materializados! O que foi mostrado na primeira Bíblia, segunda e terceira Bíblia, eu vejo aqui materializado, em carne humana, em cada um de vocês e em mim também!

         E quando os magos viram a Primeira Vinda de Cristo, o que viram? A Estrela de Jacó que sairia, a qual foi vista por eles no céu. E agora, eles a viram materializada em carne humana; no cumprimento da Primeira Vinda de Cristo.

         E Ele disse, Cristo disse que Ele é a Estrela resplandecente da Manhã. Em Sua Segunda Vinda, os escolhidos de Deus estarão vendo a Estrela resplandecente da Manhã, materializada no Último Dia; e também estarão vendo o Sol de Justiça resplandecendo.

         Vejam como tudo o que Deus materializará está nesta Bíblia escrita, está na pirâmide de Enoque e também está no céu, na primeira Bíblia, representada aí nas estrelas que podemos ver durante a noite.

         Agora, vejamos algo muito importante: em Moisés. Moisés foi o homem com o qual Deus falava cara a cara, e o qual podia ministrar como sacerdote e podia ministrar como profeta; e podia entrar no lugar santíssimo e oferecer ali o sacrifício ou o sangue do sacrifício; porque não foi Arão mas Moisés quem pela primeira vez ofereceu o sangue da expiação ali; e depois, as outras vezes, o fezia Arão.

         Agora, vejam vocês, este homem foi tão grande que na segunda vez que ele subiu ao monte Sinai, levando as tábuas de pedra que ele mesmo preparou…; porque tinha quebrado as primeiras, quando desceu e viu o povo com o bezerro de ouro… Agora, encontramos que isso nos fala de dois Pactos.

         E agora, vejamos como sobe ao monte; e quando sobe e recebe ali tudo de novo, e Deus o escreve…; em alguns lugares diz que foi Deus que escreveu e em outros lugares diz que foi Moisés; mas vejamos: Deus escreveu nessas tábuas que Moisés levou; e quando desceu, todos viam Moisés e tiveram grande temor.

         Vamos ver ver, vamos ver o que aconteceu com Moisés quando desceu do monte. Está no livro, vamos ver, de… Êxodo 34, vamos ver o que diz aí; vamos ver se foi quando desceu do monte ou foi quando saiu do templo. Êxodo 34, do 30 ao 33, vamos ver o que nos diz. Isto foi quando desceu… Versículo 27 em diante (para ter o quadro claro) do capítulo 34 de Êxodo diz:

         “Disse mais o SENHOR a Moisés: Escreve estas palavras; porque, conforme o teor destas palavras, tenho feito concerto contigo e com Israel.

E esteve Moisés ali com o SENHOR quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras do concerto, os dez mandamentos (ou seja: que Moisés escreveu, conforme a esta Escritura, as palavras).

         E aconteceu que, descendo Moisés do monte Sinai (e Moisés trazia as duas tábuas do Testemunho em sua mão, quando desceu do monte), Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia depois que o SENHOR falara com ele.

Olhando, pois, Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia; pelo que temeram de chegar-se a ele.”

         Agora vejam como Moisés teve seu rosto resplandecente; tipo e figura da Segunda Vinda de Cristo; e tipo e figura do que aconteceu no Monte da Transfiguração, porque o que aconteceu no Monte da Transfiguração foi a adoção de Jesus.

         E com a adoção de Jesus ali, encontramos que entrou em uma parte muito importante do Programa Divino, onde realizaria a Obra para a qual tinha vindo: a Obra de Redenção. Sem Sua adoção não podia realizar a Obra de Redenção.

         Tinha primeiro que ter acabado a Obra antes de ser adotado: a Obra que tinha que ver com a pregação, e curar os doentes, e ir pelos diferentes lugares e cidades. E depois, daí em diante, em seguida do Monte da Transfiguração em diante… Até disse a Seus discípulos: “Não digam a ninguém quem sou”. Ou seja… Vamos ver como Ele disse: São Mateus, capítulo 17, versículos 7 em diante, diz… vamos ver… Um pouquinho mais abaixo diz (versículo 9):

         “E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão até que o Filho do Homem seja ressuscitado dos mortos.”

         Em outras ocasiões também tinha dito: “Não digam a ninguém que eu sou o Cristo.”

         E agora, tinha chegado a um tempo onde tinha que se cumprir a Obra para a qual Ele veio. E agora, Ele manteve o mais secreto possível (somente entre Seus discípulos) a Obra que Ele iria realizar.

         Para o público, Ele falava: “Destruam este templo, e em três dias o levantarei”, mas não explicava que era o corpo físico d’Ele; e assim por diante, falava em parábolas.

         E agora, vejam vocês, foi no Monte da Transfiguração onde Ele subiu, e ali foi adotado. E Moisés tinha subido ao monte Sinai; e quando desceu, Seu rosto estava resplandecendo também. Estava resplandecendo desde que estava falando com Deus acima; e agora, quando desce, todos veem seu rosto resplandecendo. E colocou um véu sobre seu rosto; e quando entrava no tabernáculo para falar com Deus tirava o véu, e quando saía o colocava.

         Agora, vamos ver como diz:

         “Então, Moisés os chamou, e Arão e todos os príncipes da congregação tornaram a ele; e Moisés lhes falou.

         Depois, chegaram também todos os filhos de Israel; e ele lhes ordenou tudo o que o SENHOR falara com ele no monte Sinai.

         Assim, acabou Moisés de falar com eles e tinha posto um véu sobre o seu rosto.

         Porém, entrando Moisés perante o SENHOR, para falar com ele, tirava o véu até que saía; e, saindo, falava com os filhos de Israel o que lhe era ordenado.

         Assim, pois, viam os filhos de Israel o rosto de Moisés e que resplandecia a pele do rosto de Moisés; e tornava Moisés a pôr o véu sobre o seu rosto, até que entrava para falar com ele.

         Ou seja: que Moisés entrava para falar com Deus - tirava o véu, entrava para falar com Deus, recebia a Palavra de Deus, saía, falava essa Palavra de Deus ao povo, sem ter o véu colocado; e quando terminava de falar a Palavra, colocava o véu de novo.

         Agora, podemos ver que isto foi em um mensageiro dispensacional. E em seguida, o segundo homem, encontramos que foi Jesus, no Monte da Transfiguração.

         E tudo isto é tipo e figura também do que nos diz Apocalipse, capítulo 1, versículo 15 ao 16. No versículo 16 diz:

         “E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece.”

         E isto é a Vinda do Filho do Homem, a Segunda Vinda de Cristo.

         Em Apocalipse, capítulo 10, versículo 1 em diante, a Segunda Vinda de Cristo, que é a Vinda do Anjo Forte que desce do Céu, vejam vocês, vem com Seu rosto como o sol. Diz:

         “E vi outro anjo forte, que descia do céu, vestido de uma nuvem; e por cima da sua cabeça estava o arco celeste, e o rosto era como o sol, e os pés, como colunas de fogo.”

         O rosto de Moisés resplandecente e o rosto de Jesus resplandecendo.

         Recordem que na visão (era uma visão), a visão do Monte da Transfiguração, ali Cristo está mostrando aos Seus discípulos Pedro, Tiago e João, a Vinda do Filho do Homem no Seu Reino, a Segunda Vinda de Cristo, a Vinda do Reino de Deus com os Anjos do Filho do Homem (o Filho do Homem com Seus Anjos); porque Cristo disse em São Mateus, capítulo 16, versículo 27 ao 28, que o Filho do Homem virá com Seus Anjos, e então recompensará a cada um segundo suas obras.

         Assim que a Vinda do Filho do Homem é com Seu rosto como o sol, conforme Apocalipse, capítulo 1, versículo 16, e capítulo 10, versículo 1.

         E o que significa isto? O sol é o astro rei, e Cristo nos disse: “Eu sou a luz do mundo”. Ele é a Luz, Ele é nosso Sol.

         Em Malaquias, capítulo 4, versículo 2, diz: “Mas para vós que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça e salvação trará debaixo das suas asas;…”

         E em Oséias, capítulo 6, nos diz que Ele virá como a aurora; e isso é na manhã, quando o sol vai nascendo.

         E nos diz também o profeta Isaías, e outros profetas, sobre a Sua Vinda, nos dizem, vamos ver… Vamos ver no Salmo 31:16 o que nos diz aí; nos diz:

         “Faze resplandecer o teu rosto sobre o teu servo; salva-me por tuas misericórdias.”

         E se tem que fazer resplandecer Seu rosto, então tem que se manifestar como o sol resplandecendo.

         Também no Salmo 80, versículo 3, diz-nos da seguinte maneira:

         “Faze-nos voltar, ó Deus; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos.

         Para o povo hebreu receber salvação no Último Dia, Deus tem que fazer resplandecer Seu rosto como o sol. Isso é a Segunda Vinda de Cristo.

         Também o Salmo 80 (mesmo Salmo 80), versículo 7, diz:

         Faze-nos voltar, ó Deus dos Exércitos; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos.

         E nesse mesmo Salmo 80, versículo 19, nos diz:

         “Faze-nos voltar, SENHOR, Deus dos Exércitos; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos.

         E em Primeira de Crônicas, capítulo 16, vejamos o que nos diz aí… Capítulo 16 de Primeira de Crônicas, versículo 11, diz… Primeira de Crônicas, capítulo 16, versículo 11, diz:

         “Buscai o SENHOR e a sua força; buscai a sua face continuamente.”

         Aqui podemos ver que Deus diz ao Seu povo que busquem Seu rosto. E para este tempo final o povo hebreu está procurando o que? O rosto do Senhor, que é a Vinda do Messias resplandecendo como o sol, e nos iluminando a alma e o entendimento com Sua Palavra revelada para este tempo final.

         E da Sua boca sai o que? Uma espada afiada; isso é a Palavra. Não é uma espada literal, mas uma espada, que é a Palavra de Deus, a Mensagem de Deus para este tempo final.

         E Seus olhos são como o que? Como chama de fogo. Não é que Seus olhos são literalmente uma chama de fogo, mas que são os ministérios de Moisés e Elias; porque quando nos fala de olhos no livro de Apocalipse, nos fala de profetas.

         E agora podemos ver estes simbolismos.

         Também podemos ver o simbolismo da Sua cabeça e Seu cabelo branco como branca lã, o qual, no cumprimento do simbolismo, é nada menos — para este tempo final — que o cumprimento da Vinda do Anjo que era diferente dos demais manifestado no meio da Sua Igreja em carne humana; e com Sua Vinda lhe é colocada a peruca de cabelo branco no Filho do Homem, no cumprimento desse simbolismo.

         A Vinda e ministério do Anjo que era diferente dos demais; vejam vocês, aqui está: é quem forma a peruca branca do Senhor. A barba aqui a formam os anjos mensageiros das diferentes eras.

         Agora vejam como é preciso ver o rosto do Senhor, é preciso buscar o rosto do Senhor; e isso é procurar a Segunda Vinda de Cristo no Último Dia, pois Ele disse que todos estivessem vigiando por Sua Vinda, porque o Filho do Homem virá como ladrão na noite; e virá o Filho do Homem como nos dias de Noé. Como nos dias de Noé, houve um profeta dispensacional também.

         Agora, podemos ver que para o Último Dia haverá também um profeta dispensacional, que é o Anjo do Senhor Jesus Cristo, o qual deu a revelação do Apocalipse a João o apóstolo; dois mil anos atrás, aproximadamente, João o apóstolo recebeu esta revelação. Ele foi transportado ao Dia do Senhor, e recebeu do Anjo do Senhor Jesus Cristo esta revelação apocalíptica; foi um espírito de profeta, um anjo mensageiro.

         Quando as pessoas estão no seu corpo teofânico, são como os anjos. Por isso é que Cristo disse em uma ocasião, falando dos pequeninos, dos filhos e filhas de Deus, que seus anjos veem o rosto do Seu Pai a cada dia; porque o anjo de cada pessoa é seu corpo teofânico; esse é o Anjo do Senhor de cada pessoa, que acampa em redor dos que o temem e os defende.

         Agora podemos ver este mistério do Anjo do Senhor de cada pessoa, que é seu corpo teofânico. E agora podemos ver que estando no corpo teofânico, ou o corpo teofânico de cada filho e filha de Deus, pois veem o rosto de quem? Do nosso Pai celestial em Seu corpo teofânico.

         Agora podemos ver estes mistérios. E agora podemos ver que para o tempo final será adotado um filho de Deus, e todos os filhos de Deus com esse filho de Deus, no Último Dia, na Era da Pedra Angular. E esse será o profeta que no Último Dia verá cara a cara, quem vê cara a cara Deus; assim como foi Moisés no seu tempo, como foi Jesus e como profetas dispensacionais viram o rosto de Deus, cara a cara.

         Jacó viu Deus cara a cara, também Manoa e sua esposa, mas também a Escritura diz que ninguém jamais viu Deus.

         Agora, como pode ser isso? E a Bíblia também diz que estas pessoas viram deus? É que viram Deus em Seu corpo teofânico, o corpo da sexta dimensão, mas não da sétima dimensão.

         Agora podemos ver quem é O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA: de era em era, ou de dispensação em dispensação, é o mensageiro de cada dispensação; e houve mensageiros de eras que também viram Deus cara a cara no corpo teofânico de Deus; e também os apóstolos, que estiveram com Jesus, viram Deus cara a cara em Seu corpo de carne.

         E os filhos e filhas de Deus em cada era viram Deus manifestado no mensageiro de cada era.

         E para o Último Dia o estariam vendo manifestado em carne humana no Seu Anjo Mensageiro, estariam vendo Deus manifestado cara a cara em carne humana; mesmo que não vissem Seu corpo teofânico, mas veriam Seu véu de carne no qual Ele estaria manifestado, cara a cara o veriam.

         E, consequentemente, estariam vendo a Vinda do Anjo do Pacto, a Vinda do Anjo Forte, do Anjo que era diferente dos demais; do Anjo que vem com o Nome Eterno de Deus para ter Seu ministério final, o ministério do tempo final, e chamar e juntar Seus escolhidos, e prepará-los para serem transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         E tudo isso Ele estará realizando por meio de carne humana: por meio do Seu Anjo Mensageiro; mesmo que Seu Anjo Mensageiro não é o Senhor Jesus Cristo.

         Ele somente é o instrumento do Senhor Jesus Cristo para a manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo no Último Dia; para a manifestação do Anjo que era diferente dos demais, o qual tem que ter um véu de carne na Terra para ter Seu ministério do Último Dia, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, assim como estes outros anjos tiveram que ter um véu de carne aqui na Terra para ter seus ministérios, cada um na era que lhe correspondeu viver.

         Agora podemos ver este mistério de O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA.

         Agora, Deus falou aos profetas do Antigo Testamento por meio de visões e sonhos, mas vejam; a Moisés — Deus diz —falou cara a cara.

         Encontramos que Jesus não disse nunca que Ele viu um simbolismo nem nada, mas que Ele via cara a cara as coisas. Ele podia ver cara a cara, mesmo que  também pudesse ter qualquer visão e qualquer sonho; mas o tratamento principal é cara a cara com um profeta dispensacional, e não com todos.

         Mas vejam vocês; Abraão: Não viu Abraão a Deus cara a cara quando apareceu como Melquisedeque e deu pão e vinho; e Abraão lhe deu os dízimos? Cara a cara estava dizimando a Melquisedeque, a Deus.

         E em seguida, quando se encontrou com Elohim, que é o mesmo Deus, o mesmo Jesus Cristo em Seu corpo teofânico, o qual se materializou e se tornou visível a Abraão ali; e comeu com o Abraão, e também se materializaram ali Gabriel e Miguel.

         E isso é tipo e figura do que Deus estaria fazendo quando? Neste Último Dia, neste tempo final.

         Pois Ele esteve se materializando, se manifestando por meio de carne humana nos Seus mensageiros de cada era. Mas a manifestação final e materialização final será conforme Apocalipse, capítulo 19, versículo 11 ao 21, que é a Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, e isso é a Vinda do Verbo.

         E vem com um nome que ninguém entende a não ser Ele mesmo, e vem com um nome escrito em Sua vestimenta e em Sua coxa: REI dos reis E SENHOR dos senhores. Vem com o Nome de Rei dos reis e Senhor dos senhores, vem com o Nome com o qual Ele reinará no Reino Milenial; vem com o Nome de Rei dos reis e Senhor dos senhores. E onde o tem? Em Sua vestimenta e na Sua coxa.

         E agora, para este tempo final será que se coroará todo o Programa Divino; e tudo o que foi manifestado no passado, que é tipo e figura do que Deus fará neste tempo final, estará se materializando.

         Teremos Elohim, teremos os ministérios do Gabriel e Miguel também; teremos todos esses ministérios na manifestação do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, na manifestação de Jesus Cristo vindo em Espírito Santo no Último Dia, manifestando o Espírito Santo os ministérios de Moisés pela segunda vez, de Elias pela quinta vez e de Jesus pela segunda vez. E isso estará manifestado através do Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         E isso será conforme a promessa dada por Deus através do reverendo William Branham. Vejam o que será: Na página 256 do livro Os Selos em espanhol, nos diz:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem.”

         E isso é Apocalipse, capítulo 19: a Palavra de Deus, o Verbo, o Espírito Santo vindo manifestado em carne humana em um homem deste tempo final, que é o Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         E por meio desse homem estará nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final; e estará se manifestando como o Sol de Justiça e também como a Estrela resplandecente da Manhã; e estará se manifestando como a raiz e a geração de Davi; e estará se manifestando como quem tem a chave de Davi, e estará se manifestando como o Amém.

         E assim por diante estará se manifestando conforme a todas as promessas que Ele fez para Sua manifestação.

         Estará se manifestando como o Ômega, porque Ele é o Alfa e Ele é o Ômega. Em Sua Primeira Vinda: o Alfa, em Sua Segunda Vinda: o Ômega; o primeiro e o último.

         Esse é o mesmo Anjo do Senhor, o mesmo Anjo do Pacto manifestado em Sua Primeira Vinda e em Sua Segunda Vinda. E o Alfa e Ômega, no Último Dia; estará falando com essa Grande Voz de Trombeta e nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E isto fará por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia; e por isso é que por meio do Seu Anjo Mensageiro, em Apocalipse 22, versículo 6, diz que obtemos o conhecimento de todas estas coisas:

         “E me disse: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. E o Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou Seu Anjo, para manifestar a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer” ou “que em breve devem acontecer.”

         Assim por meio do Seu Anjo Mensageiro, por meio de carne humana, por meio desse instrumento que Ele terá no Último Dia, é que Ele estará mostrando a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final; as coisas que devem acontecer no sétimo milênio, no Último Dia, que é o Dia do Senhor; no qual já estamos vivendo se acrescentamos ao calendário os anos de atraso que tem.

         Agora, vejam vocês como chegamos ao tempo final.

         E ao Anjo Mensageiro de Jesus Cristo, o qual deu a João nesta forma simbólica todas estas profecias do livro de Apocalipse, no Último Dia esse Anjo Mensageiro de Jesus Cristo estará dando à Igreja de Jesus Cristo todas estas coisas que em breve devem acontecer, já não por símbolos mas dizendo: “Isto significa tal e tal coisa”. Já os símbolos foram colocados no livro de Apocalipse, no livro de Daniel também, e em outros livros proféticos do Antigo Testamento e do Novo Testamento.

         Mas ele virá com a revelação de Deus, porque Deus estará falando, Jesus Cristo estará falando cara a cara; não por símbolos nem por figuras, mas cara a cara: dando-lhe a conhecer abertamente o que cada símbolo desses que se encontram na Bíblia e que correspondem a este tempo final, significam. E ele estará falando à Igreja também cara a cara.

         Agora podemos ver quem é o profeta que para o Último Dia vê Deus cara a cara; e através do qual os escolhidos de Deus, verão Deus manifestado no meio da Sua Igreja.

         E estarão vendo como diz São Paulo. São Paulo disse, para sua era e também para as sete etapas ou eras da Igreja gentia: “Agora nós conhecemos em parte, e nós conhecemos e profetizamos, e assim por diante; mas quando vier o que é perfeito, o que é em parte será tirado. Agora nós vemos como em espelho em escuridão (ou em lugar escuro); mas (o que nos diz?), mas então nós conheceremos como somos conhecidos”. Nós veremos cara a cara.

         Cara a cara estaremos vendo neste tempo final a materialização do que Deus prometeu para este tempo final; e isso é estar vendo cara a cara.

         Já não vendo por símbolos ou vendo os símbolos, porque isso é ver como em espelho, em escuridão. Porque a Bíblia é o espelho de Deus; mas quando você vê que se cumpriu o que Deus disse; isso você já está vendo cara a cara. O que viu no espelho da Palavra e o que viu pelo espelho da Palavra, agora o vê cumprido, vê cara a cara nesta Terra. E então você já está vendo cara a cara o que viu na primeira Bíblia, o que viu na segunda Bíblia e o que viu na terceira Bíblia.

         Vimos nesta noite “O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA”; e vimos também o povo que vê Deus cara a cara.

         E agora, haverá um povo que verá Deus cara a cara?

         O povo hebreu quando viu a manifestação de Deus no monte Sinai, Moisés diz que Deus falou com eles cara a cara. E agora, em Apocalipse, capítulo 22, versículo 4, diz:

         “… E verão o seu rosto, e na sua testa estará o seu nome.”

         E se verão Seu rosto, pois verão Deus cara a cara.

         “… e na sua testa estará o seu nome.”

         Ao ver Deus cara a cara, obtêm a revelação do Nome Eterno de Deus. E ter nas suas testas o Nome de Deus, isso é ter a revelação do Nome de Deus, ter o conhecimento desse mistério do Nome de Deus.

         Vejam vocês, Moisés queria conhecer o Nome de Deus, e queria conhecer Deus e ver Deus cara a cara.

         Agora, cara a cara na sétima dimensão não o podia ver; mas em Seu corpo teofânico, quando passou diante dele, viu Suas costas.

         E agora vemos que através da Escritura muitos puderam ver Deus cara a cara em Seu corpo teofânico. E nos dias de Jesus puderam ver Deus cara a cara em Seu corpo de carne.

         E para o Último Dia, os filhos e filhas de Deus verão, na Era da Pedra Angular, a Jesus Cristo, a Deus, o Espírito Santo, o Anjo do Pacto, manifestado em carne humana: o estarão vendo velado em carne humana, porque estarão vendo o véu de carne no qual Ele se manifestará no Último Dia.

         E também o verá o povo hebreu, e dirá: “Este é quem nós estamos esperando”; porque eles estão esperando um homem, um profeta no qual estará Deus manifestado em toda Sua plenitude neste tempo final.

         Porque um espírito não pode se sentar no Trono de Davi, e eles estão esperando um que se sente no Trono de Davi.

         “Ao que vencer, eu lhe darei que se sente comigo em meu trono; assim como eu venci, e me sentei com meu Pai no seu trono”, diz Jesus Cristo em Apocalipse, capítulo 3, versículo 21.

         Essa é a forma, conforme a profecia, para o povo hebreu receber no Último Dia como Rei dos reis e Senhor dos senhores, como o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, e também a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         E o que é o Sétimo Selo para a Igreja de Jesus Cristo, o que é a Segunda Vinda de Cristo, é a Sétima Trombeta para o povo hebreu: é a Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo do Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores, manifestado em O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA; e que Deus lhe fala cara a cara e lhe mostra as coisas cara a cara; não por símbolos, mas que mostra o que significa cada uma dessas profecias da Bíblia; e ele as revela ao povo.

         Vejam vocês, os últimos dias e o Último Dia, vê-lo cara a cara, isso é o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio.

         O Último Dia: esse é o sétimo milênio.

         As Duas Oliveiras: esses são os ministérios de Moisés e Elias manifestados através de carne humana pelo Espírito Santo no Anjo Mensageiro de Jesus Cristo.

         O ministério Jesus pela segunda vez: isso é o Espírito Santo manifestado no Anjo Mensageiro de Cristo, manifestando o ministério de Jesus pela segunda vez.

         O rosto do Senhor resplandecendo como o Sol de Justiça: isso é a Segunda Vinda de Cristo, a Vinda do Anjo do Pacto, manifestado no Último Dia através do Seu Anjo Mensageiro.

         Seus olhos como chama de fogo: esses são os ministérios de Moisés e Elias manifestados no Último Dia.

         Seus pés como de latão reluzente, Seus pés ardentes como em um forno: esses são os ministérios de Moisés e Elias também. E assim por diante.

         Seu cabelo branco: isso é a manifestação do Anjo que era diferente dos demais, e ministério do Anjo que era diferente dos demais através do Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         Com isso é coroado Cristo como Juiz de toda a Terra: com esse ministério do Anjo que era diferente dos demais por meio de carne humana através do Anjo de Jesus Cristo.

         E assim por diante encontramos todos estes tipos e figuras, todos estes símbolos, os quais foram vistos com relação à Segunda Vinda de Cristo, mas foram vistos nesta forma simbólica por profetas do Antigo Testamento e do Novo Testamento, mas que para este tempo final nós veríamos tudo isso cara a cara; e veríamos e compreenderíamos o que esses símbolos significam, e veríamos também o cumprimento desses símbolos à medida que vão sendo cumpridos.

         Assim que podemos ver também nós (todos) cara a cara, Deus manifestado no Último Dia; e ver que todo este mistério tão grande, que não podia ser compreendido em tempos passados, era uma coisa tão e tão simples, na manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo para este tempo final, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, no continente americano, no oeste do planeta Terra (que é o continente americano), na parte da América Latina e do Caribe.

         Agora podemos ver cara a cara nós também; porque se houver uma pessoa que vê cara a cara, os que estiverem com ele também estarão vendo cara a cara a manifestação de Deus por meio desse profeta e as coisas que esse profeta estará nos revelando.

         Foi para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião dando testemunho de “O PROFETA QUE VÊ DEUS CARA A CARA”.

         Vimos os que viram Deus cara a cara em tempos passados, e vimos quem será quem verá Deus cara a cara neste tempo final: vimos que é o Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         “Eu Jesus enviei meu anjo para vos testificar estas coisas nas Igrejas.”

         Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também; e em breve nos transforme Jesus Cristo nosso Salvador e nos leve à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu.

         Estamos aqui como uma gotinha de orvalho pela manhã, esperando que o Sol de Justiça nos leve à Casa de nosso Pai celestial.

         Que em breve os que faltam chegar ao Corpo Místico de Cristo sejam chamados e juntados, e colocados no Corpo Místico de Cristo; e em breve todos sejamos transformados, os que vivemos, e os mortos em Cristo ressuscitados; e levados a Casa de nosso Pai celestial. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         E também pedimos pelo povo hebreu e sobre tudo pelos 144.000 escolhidos. Que em breve, quando lhes corresponder o momento, cheguem em breve ao Programa de Deus para este tempo final. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Muito obrigado por sua amável atenção, amados amigos e irmãos presentes, ministros e esposas de ministros, ministros nos diferentes ministérios; e continuem passando uma noite cheia das bênçãos de nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         “O PROFETA QUE VE DEUS CARA A CARA”.

         [Revisão maio 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16