O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO" - 5 de abril de 2020

"AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO" - 5 de abril de 2020

Reprodução da transcrição e demais arquivos desta mensagem disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/11/el-que-recibe-el-nombre-nuevo-del-senor-jesucristo/?lang=pt-br

Muito boa noite amados amigos e irmãos presentes aqui em Assunção, Paraguai. É para mim um privilégio e bênção grande estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar com vocês uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente a este tempo final.

  Para o qual quero ler no livro de Apocalipse, capítulo 2, versículo 17, e também o capítulo 3, versículo 12, onde nos diz… Capítulo 2, versículo 17, diz:

  “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

  Que Deus abençoe Sua Palavra em nossos corações, vivificando-a em nós, abrindo Sua Palavra para nós, e abençoe assim nossas almas com Sua Palavra. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

  Dei duas passagens bíblicas: a de Apocalipse, capítulo 2, versículo 17, e também a de Apocalipse, capítulo 3, versículo 12, que leremos dentro de alguns momentos.

  Nosso tema para esta ocasião é “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR”.

  Este mistério do Nome Novo do Senhor vem desde o Antigo Testamento, em um fio de pensamento desde o Gênesis até o livro de Apocalipse; por isso é que Deus de Gênesis esteve atuando com Seus mensageiros; e encontramos, por exemplo, a Abraão, ao qual chamou de Ur dos Caldeus e o levou a uma terra, da qual Deus disse que o levaria a uma terra a qual Ele mostraria.

  E Abraão, tendo sua esposa Sara, por muitos anos não tinha tido filhos por meio de Sara, pois era estéril; e aos 75 anos, vejam vocês, encontramos Deus falando a Abraão, no capítulo, vamos ver… vamos ver um pouquinho antes, para ver aqui a história um pouquinho antes, de Abraão, porque nele se está refletindo tudo isto. No capítulo 12, versículo 1 em diante, diz [Gênesis]:

  “Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.

E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção.

E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Assim, partiu Abrão, como o SENHOR lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos, quando saiu de Harã.”

  75 anos tinha Abraão e ainda não tinha filhos.

  E agora, encontramos no capítulo 15 de Gênesis, aqui onde Abraão pede a Deus por um filho… Capítulo 15, versículo 1 em diante, diz:

  “Depois destas coisas veio a palavra do SENHOR a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão.

Então, disse Abrão: Senhor Deus, que me hás de dar? Pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer.

Disse mais Abrão: Eis que me não tens dado semente, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.

E eis que veio a palavra do SENHOR a ele, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de ti será gerado, esse será o teu herdeiro.

Então, o levou fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente.

E creu ele no SENHOR, e foi-lhe imputado isto por justiça.”

Agora, passamos ao capítulo 17 de Gênesis; versículos 1 em diante diz:

“Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos…”

Agora vejam o que vai acontecer aqui:

“Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê perfeito.

E porei o meu concerto entre mim e ti e te multiplicarei grandissimamente.

Então, caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo:

Quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, e serás o pai de uma multidão de nações.

E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai da multidão de nações te tenho posto.”

  O nome Abrão significa ‘pai supremo’ e o nome Abraão significa ‘pai de multidão de gente’. Por isso é que com o nome Abrão era ‘pai supremo’, mas não tinha filho por meio de Sara; mas agora Deus lhe coloca (em espanhol, no que está escrito em espanhol), coloca um “h” e um “a”; e agora, com essas duas letras seu nome é mudado de ‘pai supremo’ a ‘pai de multidão de gente’. E com o nome mudado, agora iria ter o filho prometido.

  E vejam vocês como na vida de Abraão houve dois ciclos de jubileu; porque o ano do jubileu sempre é o ano 50.

  Em e conforme ao Antigo Testamento, o ano 50 para o povo hebreu era o ano do jubileu, onde todas as propriedades ficavam livres, regressavam aos seus donos originais; e os escravos ficavam livres também e regressavam (os escravos que regressavam livres à sua família), cada um regressava à sua família, à sua casa e à sua herança.

  E agora, no ano 50 da vida de Abraão, não pôde ter um filho lá em Ur dos Caldeus. E agora, quando vai cumprir os 100 anos, no ano 99, Deus muda o nome para que assim possa vir o filho prometido, e a Sara também muda o nome. Continua  dizendo, diz:

  “E te farei frutificar grandissimamente e de ti farei nações, e reis sairão de ti.

E estabelecerei o meu concerto entre mim e ti e a tua semente depois de ti em suas gerações, por concerto perpétuo, para te ser a ti por Deus e à tua semente depois de ti.

E te darei a ti e à tua semente depois de ti a terra de tuas peregrinações, toda a terra de Canaã em perpétua possessão, e ser-lhes-ei o seu Deus.”

  Em seguida, no mesmo capítulo 17, versículo 15 em diante, diz:

  “Disse Deus mais a Abraão (agora se chama Abraão) a Sarai, tua mulher, não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome.”

  Daí em diante Abraão chamaria a Sarai; a chamaria Sara; e Sara chamaria ao seu Esposo Abrão; o chamaria Abraão, o chamaria do nome novo.

  “Porque eu a hei de abençoar e te hei de dar a ti dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela.

Então, caiu Abraão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E conceberá Sara na idade de noventa anos?”

  Tinha 99, mas agora diz: “A homem de cem anos há de nascer filho?”; porque tendo 99 anos e sendo mudado seu nome, agora ia ser rejuvenescido (ele e Sara), e 9 meses que teria o bebê no ventre de Sara: já quando nascesse o bebê, Abraão teria 100 anos e Sara teria 90 anos.

  “... A um homem de cem anos há de nascer um filho? E conceberá Sara na idade de noventa anos?

E disse Abraão a Deus: Tomara que viva Ismael diante de teu rosto!

E disse Deus: Na verdade, Sara, tua mulher, te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque; e com ele estabelecerei o meu concerto, por concerto perpétuo para a sua semente depois dele.”

  Agora vejam como a um homem de 99 anos foi mudado o seu nome, e Sara de 89 foi mudado seu nome; e quando Abraão já tinham 100 anos e Sara 90 anos, nasceu o filho prometido. Eles foram rejuvenescidos e obtiveram o cumprimento da promessa de Deus do filho prometido.

  E agora, vejam vocês como a Primeira Vinda de Cristo e a Segunda Vinda de Cristo é a Vinda do Filho prometido. A Vinda do Filho prometido ao povo hebreu se cumpriu na Primeira Vinda de Cristo, e a Vinda do Filho prometido à Igreja do Senhor Jesus Cristo é a Segunda Vinda de Cristo.

  E agora vejam como através do tempo transcorreram já as sete etapas ou eras da Igreja hebraica sob a Lei; e houve um Ano de Jubileu, representado no ano 50, mas o povo hebreu rejeitou a Vinda do Messias.

  E para o Último Dia, no segundo Ano de Jubileu, ou seja: no segundo ciclo divino do Ano do Jubileu (que corresponde ao ano 50), o Filho prometido, a Segunda Vinda de Cristo estará manifestada na Terra e virá por meio da Igreja do Senhor Jesus Cristo, que é a Sara espiritual, é a Jerusalém celestial e é o Israel celestial.

  E agora vejam vocês, a Primeira Vinda de Cristo foi por meio do povo hebreu, o Israel terreno; e a Segunda Vinda de Cristo é por meio do Israel celestial, a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

  À Sara terrena, ou seja: ao povo hebreu, nasceu o Filho prometido, a Primeira Vinda de Cristo, e o rejeitou. E para o Último Dia, a Segunda Vinda de Cristo será cumprida no meio da Igreja de Jesus Cristo, e, vejam vocês, isso será no segundo ciclo do Jubileu.

  Porque já o primeiro ciclo do Jubileu foi na Primeira Vinda de Cristo, o qual veio na Era da Pedra Angular, que corresponde ao Ano do Jubileu, a Era da Pedra Angular para a Igreja hebraica sob a Lei. E agora o ciclo divino do Ano do Jubileu para a Igreja gentia, o Israel celestial, que corresponde à Era da Pedra Angular, é o ciclo divino correspondente ao ano 100 da vida de Abraão.

  Recordem que Abraão teve dois ciclos de jubileu: o ano 50 e o ano 100; e no ano 100 se regozijou, pois recebeu o filho prometido, e pôs o nome que Deus deu para o filho prometido.

  Agora podemos ver que em Abraão se refletiu o Programa de Deus; e em seguida se refletiu em Isaque e se refletiu em Jacó também o Programa de Deus; e também se refletiu em José o Programa de Deus, se refletiu a Primeira Vinda de Cristo e também a Segunda Vinda de Cristo.

  Em Jacó também encontramos um tipo muito formoso da Primeira e Segunda Vinda de Cristo.

  Vejam como Deus chamou do Egito o povo hebreu, a Israel, o qual tinha o nome de Jacó, o qual foi mudado para Israel pelo Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, com o qual Jacó lutou.

  Vejam estas mudanças de nome: Abraão teve uma mudança de nome, e também teve uma mudança de nome Jacó, para Israel. Jacó significa ‘suplantador’ e Israel significa ‘príncipe com Deus’, ou ‘príncipe’.

  E agora vejam vocês como com o novo nome, Jacó teve a vitória, e assim teve a bênção divina; e herdou o que Deus lhe disse, herdou a Bênção da Primogenitura.

  Recordem que para obter um nome novo é necessário que a pessoa, como indivíduo, seja o mensageiro para esse tempo. Abraão foi o mensageiro dispensacional para esse tempo, e encontramos Jacó que para sua era foi também o mensageiro de sua era, sob o Pacto da Promessa e sob a Dispensação da Promessa.

  E agora, vejam como o povo hebreu recebeu o nome de quem? De Jacó; tanto recebeu o nome Jacó como também o nome Israel. Quando se fala de Israel, já se fala do povo hebreu com a bênção de Deus; é o Israel espiritual, com a bênção de Deus.

  E agora vejam vocês como do Egito Deus chamou Israel por meio do profeta Moisés, e o tirou da escravidão e o levou à terra de Israel.

  Em seguida, encontramos que quando Jesus nasceu em Belém da Judéia nos dias do rei Herodes, uns magos chegaram a Jerusalém buscando o Messias, porque tinham visto o sinal da Estrela do Messias no céu; chegaram a Jerusalém porque, Jerusalém sendo a capital e tendo o templo de Deus, pensaram que ali estava o Messias; mas não estava ali.

  Perguntaram pelo Messias e toda Jerusalém se alvoroçou, e também o rei; ou seja: que o mundo político e o mundo religioso se estremeceram; teve um estremecimento, teve um momento de alvoroço e confusão. E o rei Herodes se interessou em saber sobre o Messias; não porque queria adorar o Messias, mas porque queria matar o Messias; ainda sendo um menino, o rei Herodes já estava pensando matar a essa criança.

  E agora, os magos não encontram o Messias em Jerusalém; mas o sinal do Messias estava sendo visto no céu, o sinal do Filho do Homem para Sua Primeira Vinda estava sendo visto no céu, que era uma estrela, a estrela chamada a Estrela de Belém, e já levava dois anos sendo vista no céu; portanto o Messias tinha que já estar na Terra e tinha que ter aproximadamente dois anos de ter nascido, dois anos de idade.

  O rei Herodes perguntou onde tinha que nascer o Messias, perguntou àqueles sábios, aos escribas e doutores e principais sacerdotes; eles disseram: “Tem que nascer em Belém da Judéia; porque assim diz o profeta Miqueias no capítulo 5, versículo 2.”

  E isto está em São Mateus, capítulo 2, este evento ou ato histórico da Vinda do Messias, do nascimento de Cristo. Diz capítulo 2 de São Mateus:

  “E, tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém,

e perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo.

E o rei Herodes, ouvindo isso, perturbou-se, e toda a Jerusalém, com ele.

E, congregados todos os príncipes dos sacerdotes e os escribas do povo, perguntou-lhes onde havia de nascer o Cristo.

E eles lhe disseram: Em Belém da Judéia, porque assim está escrito pelo profeta:

E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá, porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.

Então, Herodes, chamando secretamente os magos, inquiriu exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera.

E, enviando-os a Belém, disse: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino, e, quando o achardes, participai-mo, para que também eu vá e o adore.”

  Mas sua intenção era ir com o exército para matar uma criança; levaria um exército para uma criança. Que muito medo tinha do Messias ainda sendo uma criança! Verdade? Era tão valente que ia levar um exército para matar uma criança (!).

  Estava tremendo o rei Herodes, e estavam tremendo todos os sacerdotes e o sumo sacerdote, e todos estavam tremendo com o anúncio da Primeira Vinda de Cristo. Como será com o anúncio da Segunda Vinda de Cristo?

  Se confundiu, se turvou toda Jerusalém, e se turvou o rei Herodes também; ou seja: que o mundo político (representado em Herodes) e o mundo religioso (representado no sumo sacerdote e demais sacerdotes) se confundiram com a Primeira Vinda de Cristo ainda sendo uma criança nascido de poucos dias ou de pouco tempo. Aos dois anos de idade confundiu o mundo político e o mundo religioso, o Senhor Jesus Cristo, sem falar nenhuma só palavra, somente com o anúncio de que já estava na Terra.

  E agora, com o anúncio que estava na Terra…

  E nem o sumo sacerdote sabia que já tinha chegado, nem os sacerdotes sabiam que já tinha chegado, nem a religião hebraica sabia que tinha chegado, nem o rei Herodes; nem os políticos nem os religiosos sabiam que já tinha chegado o Messias. Uns magos, astrólogos e astrônomos…

  Antes tinham as duas ciências ou duas… a astrologia e a astronomia a tinham bastante juntas; porque os astrônomos também eram astrólogos, e os astrólogos eram astrônomos (estudavam o céu e assim); em seguida, pois, encontramos que mais diante foi havendo uma separação, mas houve um tempo em que ambas as ciências estavam bem entrelaçadas.

  Agora, vejam como deram no alvo aqueles magos, os quais eram hebreus, descendentes de hebreus que tinham sido levados cativos a Babilônia e, consequentemente, eram crentes nas profecias hebraicas; tinham as profecias do profeta Daniel, que falavam da Vinda do Messias e que na metade da semana seria tirada a vida do Messias; e para ser tirada a vida ao Messias, o Messias tinha que crescer… - nascer, crescer e ter Seu ministério.

  E agora, tentaram tirar a vida ao Messias sendo de dois anos, mas não era o tempo ainda para o Messias partir. E o Anjo Gabriel apareceu a José e disse: “Vai-te ao Egito com o menino e com Maria até que eu te diga; porque Herodes buscará o menino para matá-lo; e agora você permanecerá lá no Egito com o menino até que eu te ordene.”

  Levantou-se essa mesma noite. José não disse: “Amanhã vou sair”. Era um caso de emergência e tinham que sair nesse momento; e assim José entendeu. Era um caso de tanta emergência que Deus mandou um Anjo para dizer o que tinha que fazer. E quando Deus manda um anjo, é um caso de emergência; e quando manda um arcanjo, é um caso de mais emergência.

  Assim também é de era em era: quando mandou um anjo mensageiro, é um caso de emergência para essa era, onde Deus envia um mensageiro com uma Mensagem, e chama e junta o povo de Deus nesse tempo, porque esse é o tempo de vida na Igreja do Senhor Jesus Cristo para as pessoas desse tempo; e aí é onde as pessoas recebem um despertamento espiritual e recebem vida eterna da parte de Deus.

  E agora, José se levanta na noite, toma ao menino e Maria, e vão ao Egito; e permanecem ali até que o Anjo disse que regressassem à terra Israel.

  Em seguida aparece o Anjo…; não sabemos quanto tempo, dias, meses ou anos passaram no Egito, mas em seguida morreu o rei Herodes e outras pessoas que buscavam a morte uma criança também; e diz o Anjo novamente a José em sonhos… aparece em sonhos, pois José não é um profeta; e agora aparece em sonhos… e diz também em algumas ocasiões: “José, filho de Davi”. Por quê? Porque era descendente do rei Davi, como Maria também era descendente do rei Davi.

  E diz: “Toma a criança e à sua mãe e vai, regressa à terra de Israel”. E se cumpre a profecia que diz: “… do Egito chamei meu filho”. A mesma profecia que se cumpriu em Israel; porque essa profecia se cumpre em todos os primogênitos.

  Israel como nação é a nação que tem a posição de nação primogênita. E agora, Jesus, como Primogênito, tem também que ser chamado do Egito. E cada filho e filha de Deus, sendo os primogênitos escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro, são chamados do Egito também, são chamados do mundo, por meio da pregação do Evangelho, onde Deus chama e junta Seus escolhidos de era em era; e assim são chamados do mundo e colocados no Reino de Deus, onde recebem a Cristo como seu Salvador, lavam seus pecados no Sangue de Cristo e obtêm o Espírito Santo; e assim nascem de novo; e entram nesse Programa de uma Nova Criação, são criados em Cristo Jesus.

  Assim como Deus criou uma nação com a descendência de Abraão, e como criou no ventre de Maria essa célula de vida, a qual se multiplicou célula sobre célula e formou o corpo de Jesus, agora Ele está criando uma nova raça.

  Ele está criando uma nova raça, da qual Jesus Cristo é o primeiro; Ele é a cabeça, Ele é o princípio da Criação de Deus, dessa Nova Criação; é uma raça com vida eterna, a qual recebe vida eterna quando recebe Cristo como seu Salvador. Essa é a Igreja do Senhor Jesus Cristo: uma nova raça, que é descendente do segundo Adão, que é nosso amado Senhor Jesus Cristo.

  E assim como em Adão todos morrem, em Jesus Cristo todos são vivificados, todos são trazidos à vida eterna; e entram assim nesta nova raça que está sendo criada.

  E uma pessoa, para poder viver eternamente em um corpo físico, primeiro tem que ter tido, ter recebido, um corpo teofânico da sexta dimensão; de outra forma, a pessoa não pode viver eternamente.

  Recebe vida eterna primeiro, recebendo um corpo teofânico da sexta dimensão, um espírito teofânico, que é parecido ao nosso corpo, mas da sexta dimensão. E em seguida, no Último Dia, receberá o corpo físico e eterno; na ressurreição dos mortos eles receberão um corpo glorificado e eterno, igual ao corpo físico de Jesus Cristo; e nós os que vivemos seremos transformados e receberemos também um corpo eterno, imortal, glorificado, igual ao corpo de nosso amado Senhor Jesus Cristo; e assim estaremos com vida eterna total, em toda sua plenitude, tanto em nosso corpo teofânico como em nosso corpo físico eterno e glorificado.

  E quando ocorrer a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação de nós os que vivemos, estará sobre o planeta Terra o Exército mais poderoso que existiu; e essa é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, a qual para o Último Dia obterá a redenção do corpo, que é o novo corpo, o corpo eterno.

  E são milhões os membros da Igreja de Jesus Cristo de eras passadas, mais o grupo deste tempo final, da Era da Pedra Angular; mas eles não podem ser aperfeiçoados sem nós, sem o grupo da Era da Pedra Angular.

  E agora, encontramos que através do tempo o Nome de Deus foi um mistério para o povo.

  Deus prometeu revelar Seu Nome, e Deus prometeu ao povo hebreu revelar o Nome… O profeta Moisés quis conhecer o Nome de Deus, o Nome do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Nome do Anjo do Pacto, por quê? Porque no Anjo do Pacto está o Nome Eterno de Deus. Isso diz o livro de Êxodo, capítulo 23, versículo 20 em diante; diz:

  “Eis que eu envio um Anjo diante de ti, para que te guarde neste caminho e te leve ao lugar que te tenho aparelhado.

Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebelião; porque o meu nome está nele.”

  Onde está o Nome de Deus? No Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, que apareceu a Moisés nessa chama de fogo, e que Moisés em uma ocasião quis conhecer o Nome do Anjo do Senhor, quis conhecer o Nome do Anjo do Pacto, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, que é o mesmo Deus em Seu corpo teofânico; e diz ao Anjo do Pacto, ao Anjo do Senhor: “Agora eu vou ao povo hebreu; e se eles me perguntarem por Seu Nome, o que responderei?”.

  E o que lhe disse o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, que é o mesmo Deus em Seu corpo teofânico?

  Estando em Seu corpo teofânico é conhecido como o Anjo do Pacto ou Anjo do Senhor, que é o Verbo que estava com Deus e era Deus, e criou todas as coisas; esse é o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó.

  Agora vejam o que diz a Moisés. Moisés no capítulo 3, versículo 13 em diante, 13 ao 14, aqui está… Esta parte tão importante diz:

  “Então, disse Moisés a Deus: Eis que quando vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?

E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.”

  Nos originais encontram, em hebraico, que o que ali contém é YHWH; mas a pronúncia não é Jeová nem é EU SOU; mas os teólogos do povo hebreu e os teólogos do cristianismo não puderam dar a pronúncia correta desse Nome; mas vejam, tem um “Y” (que em outros idiomas também se traduz como um “J”) e tem um “H” e tem um “W” e tem outro “H”; quatro letras consonantes as quais foram dadas ao profeta Moisés, e Moisés escutou esse Nome sendo pronunciado.

  Agora, vejamos o que diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo com relação a esse nome que Deus deu ao profeta Moisés como Seu Nome. Na página 129… vamos ver… 130 vamos ler; 130 e 131 do livro Os Selos, diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo (citando Apocalipse, capítulo 19, diz):

  “126. Note, segundo a revelação, o Espírito Santo é Cristo em outra forma. Correto. É o Cordeiro Quem abre o Livro, e esse Cordeiro é Cristo; então já não voltamos a ver Cristo até o capítulo 19 de Apocalipse quando vem SOBRE um cavalo branco:

  ‘‘E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco (não estava sobre a Terra, masno Céu), e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro e julga e peleja com justiça.

E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito que ninguém sabia, senão ele mesmo”

Apocalipse 19:11-12

  127. Você sabe que o nome ‘Jeová’ não é correto (ou seja: não é essa a pronúncia do Nome Eterno de Deus)? Qualquer um sabe que isso é a verdade. Você, Dr. Vayle, sabe isso. Os tradutores não puderam traduzi-lo; soletra-se J-V-H-U (estas letras estão colocadas aqui em um idioma onde se pronunciam dessa forma). Isso não é Jeová, nem sequer se aproxima. Por quanto não sabiam a tradução, então puseram ‘Jeová’, mas esse não é Seu Nome. Notem: Cada vez que há uma vitória ou que algo significativo acontece, um nome é mudado. Notem como foi nos dias de Abraão. Primeiro se chamava ‘Abrão’, mas não podia nascer o filho até que seu nome fora mudado para Abraão’; e o mesmo com ‘Sarai’. Ela não teria mais que um ventre morto até que seu nome foi mudado para S-A-R-A.

  128. O nome ‘Jacó’ significa suplantador, alguém que ocupa o lugar de outro, um enganador. Isso foi o que ele fez: colocou uma pele de ovelha e enganou o seu pai, que era profeta, para obter a bênção do primogênito. Pôs varas de álamo verde na água e as descascou para que se visse o branco do pau (ou seja, das varas), e assim fez que as vacas e as ovelhas prenhes parissem bezerros e ovelhas listradas, pintadas e salpicadas de diversas cores (Gênesis 30). Era nada menos que um enganador. Mas uma noite se encontrou com algo verdadeiramente real, ele soube que era algo real, e se manteve ali até o amanhecer, até que venceu; e então seu nome foi mudado para Israel, o que significa ‘um príncipe com poder diante Deus’. Correto? Assim foi com todos os vencedores.

  129. Simão era um pescador (ou seja, Pedro), mas quando sua fé despertou e soube quem era Jesus, disse-lhe que Ele era o Messias (ou seja: Simão disse a Jesus que Ele era o Messias, que Jesus era o Messias); Jesus também disse seu nome e o nome de seu pai (ou seja: disse-lhe: ‘Seu nome é Simão, filho de Jonas’; deu o nome de Simão e também o nome do pai de Simão); então ele venceu, e seu nome foi mudado de ‘Simão’ para ‘Pedro’.

  130. ‘Saulo’ era um bom nome (agora nos fala de Saulo do Tarso). Saul foi um rei em uma ocasião em Israel (o nome de Saulo se deriva de Saul; e Saul foi o primeiro rei de Israel, mas não era um rei conforme ao coração de Deus); mas esse nome não era apropriado para um apóstolo; podia estar bem para um rei, mas não para um apóstolo. Então Jesus mudou esse nome para Paulo’. Notem nos Filhos do Trovão (agora, estes são João e Tiago, os Filhos do Trovão) e os demais.

  131. E agora Jesus: Seu Nome sobre a Terra foi Jesus o Redentor, porque Ele foi o Redentor quando esteve sobre a Terra; mas quando conquistou o inferno e a morte, os venceu e ascendeu (ou seja: subiu), então recebeu um novo Nome. Por essa razão é que gritam e fazem tanto ruído e não recebem nada. Será revelado nos Trovões.

  132. Notem o mistério. Ele vem cavalgando. Tem que haver algo para mudar esta igreja. Vocês sabem isso. Tem que vir algo!”

  E o que é o que tem que vir? Um Cavaleiro em um cavalo branco, que é a Vinda de Cristo, o Espírito Santo vindo no Último Dia; e já mesmo vamos ver como é que vem o Espírito Santo.

  “Tem que (haver) algo! Agora notem: Ninguém entendia esse nome, a não ser Ele mesmo.

  ‘E estava vestido de um manto salpicado de sangue: e seu nome é chamado O VERBO DE DEUS (Quem é o que tem que vir? O Verbo; esse é o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse).

  E os exércitos que estão no céu o seguiam em cavalos brancos, vestidos de linho muito fino; branco e limpo.

  E de sua boca sai uma espada afiada, para ferir com ela as pessoas; e ele os regerá com vara de ferro; e ele pisa no lagar do vinho do furor, e da ira de Deus Todo-Poderoso.

  E na sua vestimenta e na sua coxa tem escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES’”.

  Aí vem o Nome do Rei dos reis e Senhor dos senhores: na Sua vestimenta. Assim como veio na Sua vestimenta da Sua Primeira Vinda, Sua vestimenta humana: Jesus, o jovem carpinteiro de Nazaré, ali estava o Nome do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, para realizar a Obra de Redenção na Cruz do Calvário. E para o Último Dia, na Sua vestimenta estará o Nome do Rei dos reis e Senhor dos senhores.

  “133. Ali vem o Messias, ali é onde está.”

  E agora, vimos onde vem o Nome Novo do Senhor: vem no cumprimento da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse, que é a Vinda do Espírito Santo, a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, vindo no Último Dia.

  E agora vejamos: na página 277 do livro Os Selos em espanhol, diz:

  “[240]. …pedimos que o Espírito Santo venha agora mesmo, o Cavaleiro do verdadeiro cavalo branco, enquanto Seu Espírito, o Espírito de Cristo, entre em confronto contra o anticristo, e Ele chame os Seus.”

  Quem é o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19? O Espírito Santo; Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Anjo Forte que desce do Céu vestido de uma nuvem, o Anjo que era diferente aos outros, dos que apareceram nessa nuvem em 28 de fevereiro de 1963.

  E agora, vamos ver o que será o cumprimento da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, conforme o que disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo, o reverendo William Branham, na página 256 do livro Os Selos, onde diz:

  “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem.”

  E se encontrarmos esse véu de carne onde vem Cristo, o Espírito Santo, manifestado em carne humana no Último Dia, estaremos encontrando o cumprimento da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19; velado e revelado em carne humana no Último Dia; e vem com um nome que ninguém entendia a não ser Ele mesmo.

  Aí vem o Nome Novo do Senhor; porque o nome Jesus todo mundo o entende, e sabe que significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’. Mas temos boas notícias: que Ele tem um nome novo, o qual recebeu quando Ele subiu ao Céu.

  Quando Ele subiu vitorioso ao Céu, assim como Abraão recebeu um novo nome e como Jacó recebeu um novo nome, e como Sara recebeu um novo nome também, e como também Simão recebeu um novo nome (recebeu o nome do Pedro), e como Saulo recebeu um novo nome (recebeu o nome de Paulo), Cristo quando subiu vitorioso ao Céu recebeu também um novo nome.

  E agora vejam vocês como Abraão, depois que recebeu o novo nome, pois era chamado do nome novo que ele tinha. Quando esteve no meio das pessoas, sua esposa chamava do nome novo; e assim por diante encontramos que usava o nome novo. Assim foi com Pedro e com Paulo.

  E agora, vamos ver um pouquinho mais aqui do que nos diz o reverendo William Branham; porque para o tempo final, para o Último Dia, estará o Verbo, a Palavra, o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, que é Cristo, o Anjo do Pacto, manifestado em carne humana: será o Verbo, a Palavra, encarnada em um homem; mas por outro lado estará o anticristo na Terra, o homem de pecado, onde estará o diabo encarnado também, em outro homem. Diz [Os Selos, pág. 146]:

  “[192]. E ao mesmo tempo em que o diabo cai do Céu e se encarna em um homem, o Espírito Santo sobe e vem encarnado em um homem.”

  O Espírito Santo, o Anjo do Pacto, Jesus Cristo, esteve em Sua Igreja de era em era, subindo de era em era; e agora sobe à Era da Pedra Angular para vir manifestado em carne humana no Último Dia, em um homem do Último Dia.

  Esse homem, o primeiro é que tem que ser um profeta, e tem que ser um profeta dispensacional; e tem que vir no Nome do Senhor pregando o Evangelho, e tem que vir fazendo o entrelace dispensacional da Dispensação do Reino com a Dispensação da Graça; e tem que vir ungido com o Espírito Santo, com o Espírito de Cristo, porque é o Espírito Santo, o Espírito de Cristo, quem tem os ministérios e manifesta esses ministérios em Seu Ungido: manifesta o ministério de Moisés pela segunda vez, o ministério de Elias pela quinta vez e o ministério de Jesus pela segunda vez.

  Quem o manifesta? Quem o cumpre (esses ministérios)? O Espírito de Cristo, o Espírito Santo, através de Sua manifestação em carne humana no Último Dia.

  E tem que ser em um mensageiro dispensacional, tem que ser no mensageiro da Dispensação do Reino, que vem pregando o Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo, da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19.

  E tem que ser no mensageiro da Era da Pedra Angular, que é o mesmo Anjo Mensageiro da Dispensação do Reino: um profeta dispensacional.

  E tem que ser no tempo assinalado por Deus, que é o Último Dia ou sétimo milênio, aonde Cristo vem manifestado em um homem deste tempo, ungindo-o e realizando a Obra correspondente ao Último Dia, e nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

  E esse homem tem que ser o Anjo do Senhor Jesus Cristo, porque não há outro que possa cumprir essa profecia, não há outro no qual se possa cumprir essa profecia.

  Jesus Cristo disse em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16: “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

  E em Apocalipse, capítulo 22, versículo 6, diz:

“E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

  Quem é o Enviado para manifestar à Igreja de Jesus Cristo e ao povo hebreu todas as coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final? O Anjo do Senhor Jesus Cristo; esse Anjo enviado por Deus para a Igreja de Jesus Cristo e depois para o povo hebreu.

  Por isso é que em Apocalipse, capítulo 1, versículo 1 ao 3, nos diz que a revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para manifestar a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer, diz que a enviou a João. Vamos ver como diz aqui:

  “Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo.”

  Por meio de quem veio esta revelação de Jesus Cristo, esta revelação apocalíptica, a João o apóstolo? Esta revelação apocalíptica de todas as coisas que Jesus Cristo estaria realizando através de suas diferentes etapas ou eras de Sua Igreja gentia, tanto nas sete etapas ou eras da Igreja gentia como na Era da Pedra Angular, e durante o Reino Milenial?

  Tudo isso foi revelado por Cristo ao Anjo Mensageiro; e por meio de Seu Anjo Mensageiro foi dado a João o apóstolo nestes símbolos apocalípticos, que contêm todas as coisas que hão de acontecer, desde aqueles tempos até este tempo final e até o Reino Milenial; e nos leva também à eternidade, onde nos mostra a Nova Jerusalém sendo estabelecida na Terra; e nos mostra que depois do Juízo Final entram na vida eterna muita gente, outras pessoas mais, em acréscimo aos que já entraram à vida eterna antes da grande tribulação.

  Agora, podemos ver como todas as coisas que aconteceriam estão aqui, contidas nestes símbolos apocalípticos; e estes símbolos apocalípticos têm um significado, o qual seria revelado a Igreja de Jesus Cristo.

  E a história da Igreja de Jesus Cristo — das eras passadas — já foi revelada pelo Espírito Santo através do reverendo William Branham, e somente faltava a revelação de Jesus Cristo das coisas que aconteceriam depois das que já aconteceram nas eras passadas; as quais estão contidas nestes símbolos apocalípticos, e estão contidas nas profecias dos profetas do Antigo Testamento e as profecias dos anjos mensageiros de Jesus Cristo, incluindo São Paulo e o sétimo anjo mensageiro da sétima era da Igreja gentia.

  E agora, estas coisas que em breve devem acontecer, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, são reveladas por Jesus Cristo ungindo o Seu Anjo Mensageiro; e por meio do Seu Anjo Mensageiro, Jesus Cristo colocando Sua Palavra na boca do Seu Anjo Mensageiro, e Seu Anjo Mensageiro falando ungido pelo Espírito Santo todas estas coisas que em breve devem acontecer.

  Por isso diz: “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas”. Jesus Cristo envia o Seu Anjo Mensageiro, o Seu mensageiro da Era da Pedra Angular e da Dispensação do Reino.

  E é a primeira ocasião em que envia à Sua Igreja um profeta dispensacional, com uma Mensagem dispensacional; e é para todas as Igrejas, é para todo o cristianismo; e também é para o povo hebreu e para toda a raça humana; para dar testemunho de todas as coisas que devem acontecer neste tempo final.

  Ele é o mensageiro do Último Dia, ou seja: do sétimo milênio; não somente do século XXI, mas do XXI, do XXII, do XXIII, do XXIV, do XXV, do século XXVI, do século XXVII, do século XXVIII, do século XXIX e do século XXX; e depois por toda a eternidade; porque ele é quem vem com o Evangelho Eterno para pregá-lo a todo povo, nação, língua e pessoa; porque depois dele, Deus não tem mais profetas mensageiros para enviar, esse é o último: é o profeta da sétima dispensação, a Dispensação do Reino.

  E por isso a promessa dada por Cristo: “Ao que vencer, eu darei do Maná escondido, darei a comer do Maná escondido, e lhe darei (que mais?)…”

  “… Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”

  E quem é quem o receberá? O Vencedor; diz que será ao que vencer.

  E agora, essa Pedrinha branca com um nome novo é a mesma Pedra que o profeta Daniel viu no sonho que o rei Nabucodonosor teve e lhe interpretou o profeta Daniel; e isso é a Segunda Vinda de Cristo.

  Essa Pedrinha branca é a mesma Estrela resplandecente da Manhã, da qual Cristo disse: “Ao que vencer, eu lhe darei a Estrela da Manhã”. Apocalipse, capítulo 2, versículo 28. E no capítulo 22, versículo 16, diz Jesus:

  “Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.”

  Portanto, o Vencedor, do qual Cristo fala em Apocalipse, capítulo 2, versículo 26 ao 28…:

  “E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras…”

  Até quando? Até o fim. Portanto, o Vencedor será quem estará no tempo do fim guardando as obras de Cristo, trabalhando no Programa de Jesus Cristo, na Obra de Jesus Cristo; e esse será quem obterá a Grande Vitória no Amor Divino que Cristo lhe dará; porque será a vitória de Cristo para Sua Igreja e para o Seu Anjo Mensageiro no Último Dia.

  Agora, diz:

  “… eu lhe darei poder sobre as nações,

e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai,

dar-lhe-ei a estrela da manhã.”

  Agora vejam vocês como Cristo promete que dará autoridade sobre as nações, “e as regerá com vara de ferro e serão esmiuçadas, quebrantadas, como vaso de oleiro, assim como eu recebi de meu Pai”, diz Cristo.

  Ou seja: que assim como Cristo recebeu autoridade sobre todas as nações e sobre os Céus e a Terra, e disse: “Todo poder me é dado nos Céus e na Terra”, agora Cristo dará poder ao Vendedor sobre as nações, e as regerá com vara de ferro, as governará com vara de ferro; e diz: “… E serão esmiuçadas como vaso de oleiro, assim como eu recebi de meu Pai”. Ou seja: que a autoridade que o Pai deu, agora Cristo a outorga ao Vencedor no Último Dia.

  E isso nos fala da adoção, da adoção desse Vencedor, que será o Anjo do Senhor Jesus Cristo, o qual receberá essa Pedrinha branca com um nome novo, ou seja: receberá a Segunda Vinda de Cristo.

  Ele é quem estará vivendo no Último Dia e receberá a Segunda Vinda de Cristo, dará as boas-vindas a Cristo em Sua Segunda Vinda: receberá a Vinda do Anjo Forte que desce do Céu, receberá a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, que é Cristo vindo em Espírito Santo; e Ele tem um nome novo. Essa Pedrinha branca, que é Cristo em Sua Vinda, tem um nome novo que ninguém conhece, a não ser aquele que o recebe.

  Aquele que recebe a Segunda Vinda de Cristo, o mensageiro que recebe a Segunda Vinda de Cristo no Último Dia, é quem conhecerá esse Nome; porque receberá a Pedrinha, que é a Segunda Vinda de Cristo com um nome novo, porque a Pedrinha vem com um nome novo.

  Essa Pedra veio dois mil anos atrás, a Pedra que os edificadores rejeitaram; a Pedra que fala a Escritura: “A Pedra que os edificadores rejeitaram e que se tornou cabeça de ângulo”, veio com um nome de redenção: Jesus.

  Mas agora, diz Apocalipse, capítulo 2, versículo 17, que essa Pedrinha branca tem um nome novo. Se é um nome novo, é o Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

  E agora a pergunta é: “E Cristo tem um nome novo? Onde diz na Bíblia, que Cristo tem um nome novo?” Vamos ver; porque se a Bíblia diz, então é a verdade. Não importa as opiniões que qualquer pessoa possa ter; se Cristo disse na Sua Palavra, é a verdade.

  Já disse que tem a Pedrinha, tem um nome novo. E diz que (Apocalipse) o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse vem com um nome que ninguém entende. Não é o nome Jesus, porque o nome Jesus todos o entendem; significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’; mas agora vem com um nome novo.

  Apocalipse, capítulo 3, versículo 12, diz:

  “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus (ou seja: o Nome Eterno de Deus, YHWH, o nome que o Anjo do Pacto deu a Moisés) o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus (pois a Nova Jerusalém tem um nome, que é o Nome Eterno de Deus. Ou há acaso algum nome melhor para a Cidade de nosso Deus? Não há), e também o meu novo nome.

  É Cristo o que diz que tem um nome novo. Portanto nós dizemos a Jesus Cristo: “Amém! Tu tens um nome novo e disse que vais colocar esse nome novo sobre o Vencedor!”

  O Vencedor estará no Último Dia, no Corpo Místico de Cristo trabalhando na Obra de Cristo; será um mensageiro dispensacional quem estará trabalhando na Obra de Cristo até o fim.

  E esse será aquele que receberá essa Pedrinha branca, ou seja: receberá a Segunda Vinda de Cristo com o Nome Novo, dará as boas vindas, o receberá; e assim estará recebendo a Estrela resplandecente da Manhã, que é Cristo também; e assim estará recebendo o Nome de Deus e o Nome da Cidade de nosso Deus e o Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

  Vimos quem é AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO. Por isso é que Ele o prometeu para o Vencedor.

  Assim como Deus lhe deu um nome novo quando Ele subiu ao Céu, agora Jesus Cristo coloca Seu Nome Novo no Vencedor. E por isso tem que ser um profeta dispensacional, e tem que ser o profeta da Dispensação do Reino, que é a última dispensação, porque é para a Dispensação do Reino que o Nome Novo de Deus, de Jesus Cristo, e Nome Eterno de Deus, é manifestado.

  E Zacarias, capítulo 14, versículo 9, diz:

  “... naquele dia, um será o SENHOR, e um será o seu nome.”

  E também Isaias, capítulo 52, nos diz; versículo 6:

  “Portanto, o meu povo saberá o meu nome, por esta causa, naquele dia, porque eu mesmo sou o que digo: Eis-me aqui (é Sua Vinda).

  E em seguida também encontramos em Isaias, capítulo 54, versículo 13, que nos diz:

  “E todos os teus filhos serão discípulos do SENHOR; e a paz de teus filhos será abundante.”

  Isto foi cumprido na Primeira Vinda e é cumprido também para a Segunda Vinda de Cristo.

  E também nos diz no capítulo 62 de Isaias (vamos ver aqui), versículo 2, diz:

  “E as nações verão a tua justiça, e todos os reis, a tua glória; e chamar-te-ão por um nome novo, que a boca do SENHOR nomeará.”

  Agora podemos ver que para Israel também vem um nome novo, como também para a Igreja do Senhor Jesus Cristo. É uma promessa de Deus.

  E por isso é que desde o Antigo Testamento está se falando de um nome novo, e estão se colocando os tipos e figuras no Antigo Testamento; porque tudo o que Deus fará no Seu Programa, tanto em Sua Primeira Vinda como em Sua Segunda Vinda, o refletiu primeiro no Antigo Testamento, no meio do povo hebreu; e também nos profetas antes de Abraão; e também em Abraão, em Isaque, em Jacó e em José (o filho de Jacó); e também em outros profetas, como Elias e Eliseu, e outros profetas mais. Porque antes de Deus fazer, cumprir Seu Programa, primeiro reflete Seu Programa nos Seus profetas.

  E também por meio dos Seus profetas dá as profecias correspondentes a toda a Obra que Ele realizará. “Certamente o Senhor JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas”. Amós, capítulo 3, versículo 7. Porque Deus coloca Sua Palavra na boca do profeta que Ele envia.

  Viram a forma simples que Deus estabeleceu para que as pessoas possam escutar a Voz de Cristo, a Voz de Deus? Por meio do profeta que Ele envia, onde coloca Sua Palavra.

  E agora, podemos ver como é que receberíamos a revelação do Nome Novo do Senhor: é na Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, que vem com um nome que ninguém entende; que é a Vinda da Pedra não cortada por mãos, a Pedra - Pedrinha branca que vem com um nome novo.

  É a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, de Jesus Cristo vindo em Espírito Santo e se manifestando no Último Dia no meio da Sua Igreja; e ungindo Seu Anjo Mensageiro, e nos revelando por meio do Seu Anjo Mensageiro todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

  E agora, diz:

  “… e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

  Sobre quem escreverá o Nome de nosso Deus e Nome da Cidade de nosso Deus e Seu Nome Novo? Sobre o Vencedor, que será o Anjo do Senhor Jesus Cristo no Último Dia, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino. E ele é quem conhecerá esse mistério da Vinda dessa Pedrinha branca e do Nome que essa Pedrinha branca traz, que é o Nome Novo do Senhor Jesus Cristo, o qual é o Nome Eterno de Deus.

  Agora, vimos quem é AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR.

  E para esse sétimo milênio, a Igreja do Senhor Jesus Cristo, por quanto chega ao tempo das Bodas do Cordeiro, onde a Igreja de Jesus Cristo, que é a Igreja-noiva de Jesus Cristo, se casa, entra em matrimônio com Jesus Cristo… Quando uma noiva se casa, obtém o nome também do seu esposo; é no matrimônio onde é herdeira do nome do seu esposo. E agora, a Igreja do Senhor Jesus Cristo herdará o Nome Eterno de Deus e Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

  Vimos este mistério, o mistério de “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR”; e vimos que este é um dos maiores mistérios da Bíblia, porque este mistério está selado em e sob o Sétimo Selo, ou seja: sob a Segunda Vinda de Cristo, que vem com um nome novo; e somente pode ser revelado à Igreja de Jesus Cristo na Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, que é a Vinda de Cristo em Espírito Santo, a Vinda do Verbo, a Palavra encarnada em um homem, ou seja: no Seu Anjo Mensageiro; e por meio do Seu Anjo Mensageiro é que Ele nos revela todos estes mistérios do Programa de Deus correspondentes a este tempo final, à Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino.

  É, seguramente, uma surpresa para muitas pessoas que leram a Bíblia, que Jesus Cristo tenha um nome novo; mas graças a Deus que Ele diz. E se Ele diz, não temos outra palavra que dizer a não ser “amém”.

  E que Deus ajude a todos os Seus filhos, e abra a todos o entendimento, e nos abra todas as Escrituras, para que possamos ver este mistério da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, a Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, com um nome novo, com um nome que ninguém entende a não ser Ele mesmo.

  E Ele é o único que o pode revelar por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia, que vem dando testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer.

  E esta é uma das coisas que deve acontecer: a Vinda da Pedra não cortada por mãos com um nome novo. Somente Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro pode nos revelar este mistério. E é o mistério correspondente à Vinda do Senhor com um nome novo.

  Foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês nesta noite lhes dando testemunho de “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO”.

  Mas recordem; o Anjo não é o Senhor Jesus Cristo; mas Cristo disse: “... escreverei sobre ele (sobre o Vencedor, sobre ele) o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

  E somente sobre aquele que Ele o escreva é o único que pode dar testemunho desse Nome Novo e é o único que o pode entender. E se ele o reserva para si mesmo, ninguém poderá entender esse mistério; mas se ele nos dá algumas coisas sobre esse Nome Novo, então nós veremos e compreenderemos em quem e quem é aquele que recebe esse Nome Novo.

  E o que não entendamos de momento, o entenderemos gradualmente, à medida que vai passando o tempo.

  E por que recebe um nome novo? Recebe o Nome do seu Pai, o Nome do nosso Deus, e o Nome Novo do Senhor Jesus Cristo. Por quê? Porque será adotado, e todo filho tem que vir no nome do seu pai.

  Para ser adotado um mensageiro, tem que ser um mensageiro dispensacional e tem que vir com o nome do que o vai adotar. E Jesus Cristo vai adotar o Vencedor do Último Dia, o Seu Anjo Mensageiro; portanto, tem que vir com e no Nome do Senhor Jesus Cristo, nesse Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

  Assim que podemos ver quem é aquele que recebe o Nome Novo do Senhor Jesus Cristo.

  “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO”.

  Agora, quem é? O Anjo do Senhor Jesus Cristo, mesmo que ele não é o Senhor Jesus Cristo; pois Cristo não disse que esse Nome ia estar posto somente sobre o Senhor Jesus Cristo. Ele disse: “Eu o escreverei sobre o Vencedor, sobre quem vencer,”

  E esse mesmo Nome é o que terá a Igreja do Senhor Jesus Cristo no Reino Milenial. “E quem se abençoar na Terra, no Deus da verdade (ou seja: no Deus do Amém) será abençoado”. E aí vamos deixar isso quietinho, porque isso corresponde a esse Nome Novo do Senhor e Nome Eterno de Deus e Nome da Cidade do nosso Deus.

  Foi para mim um privilégio nesta noite estar com vocês dando testemunho de “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO”.

  Amanhã estarei novamente com vocês, dando testemunho da Palavra de Deus e as coisas que devem acontecer neste tempo final, no Último Dia, ou seja: no sétimo milênio; e veremos tudo o que Deus tiver para nós no dia de amanhã, durante a manhã e depois na segunda atividade também.

  Orem para que Deus nos abra as Escrituras e nos revele as coisas que nós devemos entender.

  Que as bênçãos de Jesus Cristo nosso Salvador, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e em breve os mortos em Cristo ressuscitem em corpos eternos e nós os que vivemos sejamos transformados. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

  “AQUELE QUE RECEBE O NOME NOVO DO SENHOR JESUS CRISTO”.

  [Revisão abril 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16