O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "O SINAL DE DEUS AOS INCRÉDULOS" - 28 de fevereiro de 2020

"O SINAL DE DEUS AOS INCRÉDULOS" - 28 de fevereiro de 2020

Reprodução da transcrição disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/10/la-senal-de-dios-a-los-incredulos/?lang=pt-br

 

Muito boa tarde amáveis amigos e irmãos presentes, e radiouvintes. É para mim um grande privilégio estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar com vocês uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente a este tempo final.

         Sabendo que estamos no tempo final, no Último Dia, é muito importante conhecer as profecias correspondentes a este tempo, e assim saber as coisas que Deus está realizando neste tempo; e como fazermos, neste tempo, para servir a Deus, o Criador dos Céus e da Terra, e assim estarmos preparados para tudo o que Ele tiver para este tempo final.

         Quero ler no livro ou Evangelho segundo São Mateus, capítulo 12, versículos 38 ao 41, onde diz:

         “Então, alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal.

         Mas ele lhes respondeu e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal, senão o do profeta Jonas,

         pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do Homem três dias e três noites no seio da terra.

         Os ninivitas ressurgirão no Juízo com esta geração e a condenarão, porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis que está aqui quem é mais do que Jonas.”

         Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         Nosso tema para esta ocasião é: “O SINAL DE DEUS AOS INCRÉDULOS”.

         Nos tempos de Jesus, houve muitas pessoas que escutaram Jesus, o viram caminhar entre o povo hebreu, mas não podiam crer que esse homem tão simples era o Messias, o Rei de Israel, o qual tinha vindo no meio do povo hebreu conforme às profecias bíblicas correspondentes àquele tempo, relacionadas à Vinda do Messias.

         Quando Deus promete algo grande para ser cumprido, o cumpre em forma tão simples que algumas pessoas não podem compreender que isso é o cumprimento do que Deus prometeu.

         Agora, a promessa messiânica é a maior promessa da Bíblia, e a Vinda do Messias tem duas partes muito importantes: uma é a Primeira Vinda de Cristo como Cordeiro de Deus em Sua Obra de Redenção na Cruz do Calvário, e a segunda parte da Vinda do Senhor é a Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Já a primeira parte foi cumprida dois mil anos atrás no meio do povo hebreu, em um jovem carpinteiro chamado Jesus de Nazaré. Naquele jovem tão simples se estava cumprindo a Vinda do Messias, a Vinda do Rei de Israel; e tudo era tão simples que as pessoas não podiam crer que esse era o Messias prometido na Bíblia.

         Mas Ele disse: “Quem é de Deus, a Voz de Deus ouve”. E àqueles que não o queriam escutar, Ele lhes disse: “Vocês não podem ouvir minha Voz, porque vocês não são de minhas ovelhas; porque minhas ovelhas ouvem minha Voz e me seguem.”

         Agora, podemos ver que para cada tempo Deus falou aos Seus filhos por meio de um homem, de um profeta, e os que são de Deus escutaram a Voz de Deus.

         Agora, aqui temos a Jesus de Nazaré falando a Palavra de Deus; e por meio d’Ele Deus estava manifestado em toda Sua plenitude em carne humana falando ao povo hebreu, no meio do povo que tinha as promessas da Vinda do Messias.

         São Paulo em sua carta aos Hebreus, capítulo 1, versículo 1 ao 3, diz:

         “Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho,

         a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.”

         Por meio de quem Deus falou no Antigo Testamento? Por meio dos profetas que Ele enviou; e em seguida falou por meio de Jesus Cristo, no qual esteve manifestado Deus em toda Sua plenitude. E por isso é que Jesus foi o maior profeta, no meio do povo hebreu, que tenha sido enviado à Terra: porque Deus estava n’Ele manifestado em toda Sua plenitude, falando ao povo hebreu.

         E São Paulo diz que aqueles dias eram os últimos dias, e já transcorreram dois mil anos de Cristo até aqui.

         Equivocar-se-ia São Paulo em dizer que aqueles eram os últimos dias? Não se equivocou; porque um dia diante do Senhor, para os seres humanos é como mil anos, e mil anos dos nossos é para Deus um dia.

         Em Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8, nos diz assim São Pedro, o qual tomou das palavras do profeta Moisés esta grande revelação de que um dia diante do Senhor é como mil anos para os seres humanos. E isto é algo que não podemos ignorar; porque quem ignorar, nunca poderá compreender o que são os últimos dias dos quais fala a Bíblia.

         Diz São Pedro, Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8:

         “Mas, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos, como um dia.”

         Aqui temos a revelação divina de que um dia diante de Deus são mil anos para os seres humanos. Também o Salmo 90 e versículo 4 (este Salmo é do profeta Moisés) dá testemunho disto mesmo.

         E agora podemos compreender por que nos dias de Jesus a raça humana já estava vivendo nos últimos dias.

         São os últimos dias diante de Deus, que para os seres humanos são os últimos milênios, os quais são quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio.

         Nos dias de Jesus, quando Jesus tinha de 4 a 7 anos de idade, começou o quinto milênio e, consequentemente, começaram os últimos dias. E o ministério de Jesus Cristo foi realizado no primeiro dos últimos dias diante de Deus, que para os seres humanos foi o quinto milênio.

         E agora podemos compreender por que São Paulo disse que aqueles dias em que Deus falou por Seu Filho Jesus Cristo eram os últimos dias: porque já tinha começado o quinto milênio, que é diante de Deus o Último Dia.

         E agora, São Pedro também falou que aqueles eram os últimos dias quando disse que Deus derramaria do Seu Espírito Santo nos últimos dias. E já estava derramando do Seu Espírito Santo do Dia de Pentecoste em diante e, consequentemente, já tinha começado os últimos dias diante de Deus, que são os últimos milênios para os seres humanos; os quais são o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio.

         E dos últimos dias diante de Deus (que para os seres humanos são os últimos milênios), já transcorreram dois mil anos para os seres humanos; e para Deus são somente dois dias.

         E agora, nos encontramos no Último Dia diante de Deus, que é o sétimo milênio, se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem; pois o calendário está atrasado, o calendário gregoriano.

         E agora, podemos ver que para este tempo final nos correspondeu o privilégio de viver no Último Dia, ou seja: no último dos últimos dias diante de Deus, onde têm que se cumprir as profecias correspondentes ao Último Dia. E todas as profecias correspondentes ao Último Dia estão girando ao redor do maior mistério de todos os mistérios, que é a Segunda Vinda de Cristo.

         A Vinda do Filho do Homem para o Último Dia foi prometida por Deus através dos profetas do Antigo Testamento, e também por nosso amado Senhor Jesus Cristo, e também pelos apóstolos de Jesus Cristo, e também pelos sete anjos mensageiros das sete eras da Igreja gentia. E foi Deus por meio deles falando todas as coisas relacionadas à Segunda Vinda de Cristo para ser cumprida no Último Dia; assim como a Primeira Vinda de Cristo foi cumprida em toda Sua plenitude no primeiro dos últimos dias. Ou seja: que a maior parte da vida de nosso Senhor Jesus Cristo se cumpriu no quinto milênio, pois o quinto milênio começou quando Jesus tinha de 4 a 7 anos de idade.

         E agora vejam como a Primeira Vinda de Cristo, o maior evento prometido para aquele tempo, estava se cumprindo no meio do povo hebreu desde que nasceu Jesus em Belém da Judéia; e transcorreram quase 30 anos para começar Seu ministério no meio do povo hebreu. E começou Seu ministério dando testemunho de que a Vinda do Filho do Homem estava cumprida no meio do povo hebreu, a Vinda do Ungido de Deus, a Vinda do Messias, do Cristo; porque Cristo e Messias significam ‘Ungido’. Ali estava o Ungido de Deus.

         E por isso Jesus podia dizer em São Lucas, capítulo 4, versículos 12 em diante, ao ler a profecia de Isaias, quando tomou o livro do profeta Isaias lá na sinagoga de Nazaré, vejam como diz: São Lucas, capítulo 4, versículo 14 em diante, diz:

         “Então, pela virtude do Espírito, voltou Jesus para a Galiléia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor.

E ensinava nas suas sinagogas e por todos era louvado.

E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga e levantou-se para ler.

E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito:

O Espírito do Senhor está sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração,

a apregoar liberdade aos cativos, a dar vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor.

E, cerrando o livro e tornando a dá-lo ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele.

Então, começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.”

         Aqui Jesus dá testemunho de que esta promessa, esta Escritura messiânica estava se cumprindo nele.

         Esta é uma profecia que se cumpriria no Messias, no Cristo, no homem ungido, no profeta ungido que viria no meio do povo hebreu na primeira parte da Vinda do Filho do Homem; e esse homem seria o ungido com o Espírito de Deus, o homem que viria com o Selo do Deus vivo no cumprimento da Primeira Vinda de Cristo, a Primeira Vinda do Messias, a Primeira Vinda do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó em carne humana manifestado em toda Sua plenitude.

         “O Espírito do Senhor está sobre mim, pois que me ungiu…”

         Aqui temos o Espírito de Deus em um homem: Jesus de Nazaré, ungido com o Espírito de Deus para cumprir toda profecia relacionada à Primeira Vinda de Cristo. E por isso Ele veio como o Cordeiro de Deus e morreu na Cruz do Calvário, porque para Sua Primeira Vinda Ele viria para tirar o pecado do mundo morrendo na Cruz do Calvário como o Cordeiro de Deus. E assim Ele cumpriu as profecias relacionadas à Primeira Vinda de Cristo.

         Agora podemos ver que tudo aconteceu em forma tão simples que muitas pessoas não podiam crer em Jesus ao ver que era um homem tão simples; um simples jovem carpinteiro de Nazaré, mas n’Ele estava o Espírito de Deus manifestado em toda Sua plenitude cumprindo a Vinda do Filho do Homem, a Vinda do Senhor, a Vinda do Messias no meio do povo hebreu.

         Deus, o Anjo do Pacto, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, estava manifestado ali em carne humana em Jesus de Nazaré, e isso foi a Primeira Vinda de Cristo, para tirar o pecado do mundo.

         Agora, podemos ver que houve muita dissensão no meio do mundo religioso do tempo de Jesus, e principalmente no meio da religião hebraica, que era a que estava esperando a Vinda do Messias.

         Agora, para o tempo final temos os gentios, o cristianismo também, esperando a Segunda Vinda de Cristo; e também o povo hebreu está esperando a Vinda de Cristo, a Vinda do Ungido, a Vinda do Messias; e temos dois povos: o povo hebreu (o Israel terreno) e a Igreja do Senhor Jesus Cristo (o Israel celestial), esperando a Vinda do Senhor para este tempo final, a Vinda do Filho do Homem.

         E Cristo falou da Vinda do Filho do Homem e disse que seria como nos dias de Noé; como nos dias de Noé, que comiam, bebiam, vendiam, compravam, casavam-se e se davam em casamento. Assim diz Cristo que será a Vinda do Filho do Homem. São Mateus, capítulo 24 e versículos 37, assim diz:

         “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem.

Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,

e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem.”

         A raça humana estará na mesma condição espiritual de cegueira — de cegueira espiritual — no Último Dia, no tempo da Vinda do Filho do Homem, como esteve a geração pré-diluviana no tempo de Noé; onde Deus revelou ao profeta Noé que viria a destruição sobre a raça humana, mas eles não compreenderam esta Mensagem de Noé e não compreenderam que Noé era um profeta dispensacional e que a ele tinha sido revelada a Palavra de Deus.

         E Deus não fará nada sem que antes revele Seus segredos aos Seus servos Seus profetas; portanto, se Deus ia trazer o juízo divino sobre aquela raça pré-diluviana, aquela geração pré-diluviana, Deus tinha que ter um profeta dispensacional na Terra para lhe revelar o que iria fazer, e ele revela a raça humana; e assim aconteceu. Mas não puderam compreender, não puderam crer, e veio o dilúvio e os levou a todos; exceto a Noé e sua família, que entraram na arca e se salvaram.

         Para este tempo final, Cristo disse que a Vinda do Filho do Homem seria como nos dias de Noé; e agora estamos vivendo no Último Dia, no tempo para a Vinda do Filho do Homem; e nós temos que estar atentos, porque para este tempo final haverá sobre a Terra um profeta dispensacional, ao qual a revelação de todas as coisas que Deus fazerá neste tempo final virá, e ele revelará a todos os seres humanos que estarão vivendo neste tempo final, e sobre tudo à Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         E agora, a promessa da Vinda do Filho do Homem para este tempo final é a promessa e maior bênção que Deus prometeu tanto para a Igreja do Senhor Jesus Cristo como para o povo hebreu; porque com a Vinda do Filho do Homem no Último Dia com Seus Anjos…; porque Cristo disse que o Filho do Homem virá na glória de Seu Pai com Seus Anjos, diz São Mateus, capítulo 16 e versículos 27 ao 28; e quero ler, diz:

         “Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras.”

         Vem o Filho do Homem com Seus Anjos, e o que significa isto? É que a Vinda do Filho do Homem é a Vinda do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, do Anjo do Pacto, do Verbo, que se fará carne no tempo final e estará manifestando os ministérios de Moisés e Elias, que são os ministérios das Duas Oliveiras de Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 ao 7, e Zacarias, capítulo 4.

         Esses são os ministérios chamados: os Anjos do Filho do Homem, com os quais são chamados e juntados todos os escolhidos de Deus neste tempo final, com a Grande Voz de Trombeta, que é a Mensagem do Evangelho do Reino, a qual gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo.

         Com essa Mensagem sendo proclamada, sendo revelada, todos os escolhidos de Deus são chamados e juntados neste tempo final; e são preparados para serem transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu neste tempo final, ou seja: no Último Dia, que é o sétimo milênio; onde os mortos em Cristo também ressuscitarão, conforme às palavras de Jesus, o qual disse em São João, capítulo 6 e versículos 39 em diante… e leiamos esta profecia de Jesus. Diz:

         “E a vontade do Pai, que me enviou, é esta: que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último Dia.”

         Para quando Cristo prometeu a ressurreição dos crentes n’Ele que partiram? Para o Último Dia, que é o sétimo milênio. Continua dizendo:

         Pois a vontade do que me enviou: Que todo aquele que vê o Filho, e crê n’Ele, tenha vida eterna; e eu lhe ressuscitarei no último dia.”

         Para quando Cristo diz que ressuscitará os crentes n’Ele que partiram? Diz que será para o Último Dia.

         E quando os mortos em Cristo ressuscitarem em corpos eternos, nós os que vivemos seremos transformados; e então todos teremos um corpo imortal, incorruptível, eterno e glorificado; e em seguida iremos com Cristo ao Céu, à Casa de nosso Pai celestial, à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Todas estas coisas acontecerão no Último Dia, que é o sétimo milênio.

         Antes dos mortos em Cristo ressuscitarem e nós os que vivemos sermos transformados, tem que ser soada a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, que é a Voz de Cristo.

         A Voz de Cristo em Apocalipse, capítulo 1 e versículo 10, a encontramos como uma Grande Voz de Trombeta falando no Dia do Senhor, que é o sétimo milênio. João o apóstolo a escutou, e diz em Apocalipse, capítulo 1, versículo 10 ao 11:

         “Eu fui arrebatado em espírito, no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta,

          que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último.”

         Quem é o Alfa e o Ômega? Quem é o primeiro e o último? Nosso amado Salvador Jesus Cristo. É a Voz de Jesus Cristo falando com Seu povo, à Sua Igreja, e a todo ser humano no Último Dia, ou seja: no Dia do Senhor; e chamando assim e juntando a todos os escolhidos de Deus que vivem neste tempo final.

         Por isso também em Apocalipse, capítulo 4 e versículo 1 (diz da metade desse versículo em diante), diz:

         “… e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

         As coisas que acontecerão depois das que já aconteceram nas eras passadas serão reveladas todos os filhos e filhas de Deus que subirão onde Cristo estará falando a Seu povo; e isso é na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, onde Cristo estará manifestado em Seu Anjo Mensageiro nos falando todas estas coisas que em breve devem acontecer, e assim chamando e juntando Seus escolhidos, e nos revelando todos estes mistérios de todas estas coisas que estarão acontecendo neste tempo final.

         Em Apocalipse, capítulo 22, versículo 6 em diante, diz:

         “E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         Quem Jesus Cristo enviou? Ao Seu Anjo Mensageiro. Para que? Para manifestar aos Seus servos as coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final, no Último Dia, que é o sétimo milênio.

         Por isso também em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, o próprio Jesus Cristo diz:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.”

         Aqui podemos ver que o mesmo Jesus Cristo diz que Ele enviou Seu Anjo para dar testemunho destas coisas. De que coisas? Destas coisas que em breve devem acontecer, no Último Dia, ou seja: no sétimo milênio.

         E este Anjo Mensageiro de Jesus Cristo, enviado por Cristo, é nada menos que o profeta da Dispensação do Reino com a Mensagem do Evangelho do Reino, enviado no Último Dia, no sétimo milênio, para chamar e juntar a todos os escolhidos de Deus com a Mensagem da Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino.

         É em Seu Anjo Mensageiro que Jesus Cristo estaria manifestado neste tempo final, revelando aos seres humanos todas estas coisas que em breve devem acontecer. Mas as pessoas estarão vendo um homem; mas nesse homem estará Jesus Cristo manifestado, nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Esse Anjo Mensageiro vem, traz a revelação de Jesus Cristo. Jesus Cristo vem velado e revelado nele, falando por meio de um homem, de um profeta, à Sua Igreja e a todo ser humano. E assim é como para este Último Dia os seres humanos estarão escutando a Voz de Jesus Cristo.

         E se hoje ouvires Sua Voz, não endureça seu coração, como endureceram as pessoas que viveram nos dias de Jesus e discutiram com Jesus, e foram incrédulos a Jesus e à Mensagem que Jesus falou.

         E para este tempo final Jesus Cristo se manifestaria em Seu Anjo Mensageiro e colocaria em sua boca Sua Palavra; e esse Anjo Mensageiro de Jesus Cristo, que é o último profeta que Jesus Cristo envia, por meio desse mensageiro, a Voz de Cristo seria escutada neste tempo final. É nada menos que a manifestação de Jesus Cristo através do Seu Anjo Mensageiro nos falando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E esse é o maior sinal para a raça humana de que chegamos ao tempo final, ou seja: ao Último Dia; porque Jesus Cristo em Espírito Santo estará manifestado em Seu Anjo Mensageiro nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, e assim nos abrindo as Escrituras, as profecias correspondentes ao Último Dia, ou seja: a este tempo final.

         Quantos sabiam que os últimos dias eram o quinto, sexto e sétimo milênio? E quantos sabiam que o Último Dia era o sétimo milênio? Não sabiam, mas já sabem. Por quê? Porque Jesus Cristo em Espírito Santo esteve nos abrindo estas Escrituras por meio do Seu Anjo Mensageiro neste tempo final, e está chamando e juntando todos os Seus escolhidos; e “quem é de Deus, a Voz de Deus ouve” neste tempo final, como a escutaram os filhos e filhas de Deus de eras e dispensações passadas.

         Agora, o Anjo do Senhor Jesus Cristo não é o Senhor Jesus Cristo. Ele é somente um profeta mensageiro dispensacional, o último profeta que Deus envia a este planeta Terra à raça humana, para dar testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer; e assim ele chamar e juntar todos os Seus escolhidos antes de que venha o juízo divino sobre a raça humana; para em breve os mortos em Cristo ressuscitarem em corpos eternos e nós os que vivemos ser transformados, e todos juntos levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu.

         Estamos vivendo no tempo maior e mais glorioso de todos os tempos. Este é o tempo onde veríamos o sinal da manifestação do Filho do Homem; e veríamos os Anjos do Filho do Homem, que são os ministérios de Moisés e Elias, os ministérios das Duas Oliveiras de Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 ao 7, chamando e juntando todos os escolhidos de Deus com a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino.

         E isto marcaria o fim do tempo e fim do século; porque Cristo disse que no fim do século o Filho do Homem enviaria os Seus Anjos e juntariam Seus escolhidos, juntariam o trigo, e o colocariam no Celeiro de Deus. Isto é conforme à parábola do trigo e do joio de São Mateus, capítulo 13, versículos 30 ao 43.

         E também na parábola da rede , onde a rede foi lançada ao mar e tirou todo tipo de peixes; mas ao ser levada à margem, foram tirados os peixes bons e colocados em cestas (ou seja: em cestas), e os peixes maus e as demais coisas que não eram boas foram lançadas no forno de fogo; foram lançadas ao forno de fogo, onde será o choro e o ranger de dentes.

         Agora, podemos ver que isto é para o Último Dia; e com a Vinda dos ministérios de Moisés e Elias, na manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo em Seu Anjo Mensageiro operando os ministérios de Moisés, de Elias e de Jesus, este sinal para este tempo final se converteu em uma realidade.

         Estamos vivendo no tempo do maior sinal que os seres humanos veriam no Último Dia; onde estão sendo chamados e juntados todos os escolhidos de Deus, representados no trigo (na parábola do trigo e do joio) e representados nos peixes bons (na parábola da rede), e representados nos escolhidos que com Grande Voz de Trombeta seriam chamados e juntados, conforme a São Mateus, capítulo 24 e versículo 31. Palavras de Jesus Cristo são estas que foram citadas de São Mateus, capítulo 13, São Mateus, capítulo 24, e outros lugares do Apocalipse também.

         Agora, podemos ver o que para o Último Dia estaríamos vendo; e assim estaríamos vendo o sinal de Deus para todos os seres humanos: para os crentes em nosso amado Senhor Jesus Cristo, para também os incrédulos e também para o povo hebreu.

         Estamos vivendo no tempo do sinal de Deus para os incrédulos, para o povo hebreu e também para a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Estamos vivendo no tempo maior e mais glorioso de todos os tempos.

         É tempo para que cada ser humano desperte, tenha um despertamento espiritual à realidade do que Deus prometeu para este tempo final; para que não nos aconteça como aconteceu ao mundo pré-diluviana, onde Deus enviou o profeta Noé e não o escutaram e, consequentemente, não souberam, não compreenderam as coisas que deviam acontecer naquele tempo; e veio o dilúvio e levou a todos, por não compreenderem, por não entenderem, e serem incrédulos à Voz de Deus através do profeta Noé.

         E agora estamos vivendo em dias paralelos aos de Noé. Estes são os dias nos quais o Filho do Homem se manifestaria como o relâmpago que sai do oriente e se mostra no ocidente.

         O oriente é o território de Israel, que está no Oriente Médio, onde se cumpriu a Primeira Vinda de Cristo, a Vinda do Filho do Homem, dois mil anos atrás; e o ocidente é o território do continente americano, que consta da América do Norte, América Central, América do Sul e o Caribe.

         É no continente do oeste, no continente americano, onde a manifestação ou Vinda do Filho do Homem resplandecerá como o relâmpago.

         Portanto, nós vivendo no continente americano, na parte da América Central, América do Sul e o Caribe, temos que estar despertos espiritualmente, sabendo que este é o continente onde o Filho do Homem estaria manifestado neste tempo final nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, e cumprindo assim todas as profecias relacionadas à Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos.

         Estamos vivendo no tempo em que temos que estar despertos espiritualmente para vermos o cumprimento das profecias divinas relacionadas à Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos. Onde? No ocidente, em nosso continente latino-americano e caribenho.

         Somos as pessoas mais privilegiadas de todos os habitantes do planeta Terra, porque vivemos no continente latino-americano e caribenho, que tem a promessa da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos.

         Este é o continente onde também estaria se cumprindo a Era da Pedra Angular da Igreja do Senhor Jesus Cristo. Este é o continente onde surgiria o chamado para todos os escolhidos de Deus, o chamado da Grande Voz de Trombeta; e seriam juntados todos os escolhidos de Deus neste Último Dia, no Corpo Místico de Cristo, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino.

         Este é o tempo — e este também é o território, o continente — para a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos, chamando e juntando todos os escolhidos de Deus.

         E este é o continente que veria o maior sinal de todos os sinais que os seres humanos veriam: o sinal da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos a este planeta Terra.

         E isto é a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, aquele que se fez carne e habitou no meio do povo hebreu, vindo neste tempo final ao Seu povo, à Sua Igreja, na América Latina e no Caribe; e manifestando-se por meio de Seu Anjo Mensageiro, e chamando e juntando a todos os escolhidos de Deus latino-americanos e caribenhos, e nos preparando para ser transformados e raptados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu, no arrebatamento de todos os escolhidos de Deus.

         Chegamos ao Último Dia, ao tempo final, ao sétimo milênio, se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem; e se não, pois somente faltam uns dois anos e meio ou menos para chegar ao sétimo milênio.

         Mas terá se atrasado o calendário de Deus? Eu penso que não. Portanto, se não se atrasou o calendário a Deus, já estamos vivendo no Último Dia, o último dos últimos dias.

         E estamos vivendo no tempo do chamado de Jesus Cristo, do chamado para todos os escolhidos de Deus, para ser preparados e ser transformados neste tempo final, e sermos levados à Casa de nosso Pai celestial, à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         E assim é como neste tempo final, os escolhidos de Deus serão a imagem e semelhança do Senhor Jesus Cristo; porque todos receberemos um corpo eterno e glorificado, igual ao corpo de nosso amado Senhor Jesus Cristo; e os mortos em Cristo ressuscitarão em corpos eternos, corpos iguais ao corpo de nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Isto é para este tempo final, para o Último Dia, para o sétimo milênio, o qual já começou se acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem.

         Portanto, estamos vivendo no tempo de O SINAL DE DEUS PARA OS INCRÉDULOS, para o povo hebreu e para a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         Chegamos ao Último Dia, chegamos ao tempo onde estaríamos vendo o sinal de Deus para todos os seres humanos: incrédulos e também para os crentes em Jesus Cristo, e para o povo hebreu.

         Que as bênçãos de Jesus Cristo nosso Salvador sejam sobre todos vocês, amáveis radiouvintes e também os aqui presentes; e em breve Cristo complete o número dos Seus escolhidos, e ressuscite os mortos em Cristo e nos transforme, nós os que vivemos, e nos leve à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu, à Casa de nosso Pai celestial. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         “O SINAL DE DEUS AOS INCRÉDULOS”.

            [Revisão fevereiro 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16