O Caminho para a Vida Eterna - AO VIVO CULTO: "O MISTÉRIO DO ÁTRIO DO TABERNÁCULO" - 23 de fevereiro de 2020

AO VIVO CULTO: "O MISTÉRIO DO ÁTRIO DO TABERNÁCULO"

Reprodução da transcrição disponível em: https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/09/el-misterio-del-atrio-del-tabernaculo/?lang=pt-br

 

Muito boa noite amados amigos e irmãos presentes. É para mim um privilégio grande estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente a este tempo final.

         Para o qual quero ler no livro do Êxodo, capítulo 27, versículo 9 ao 19, onde diz… isto é o que Deus disse a Moisés:

         “Farás também o pátio do tabernáculo; ao lado do meio-dia, para o sul, o pátio terá cortinas de linho fino torcido; o comprimento de cada lado será de cem côvados.

Também as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata.

Assim também do lado do norte as cortinas na longura serão de cem côvados de comprimento; e as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata.

E na largura do pátio do lado do ocidente haverá cortinas de cinquenta côvados; as suas colunas, dez, e as suas bases, dez.

Semelhantemente, a largura do pátio do lado oriental, para o levante, será de cinquenta côvados,

de maneira que haja quinze côvados de cortinas de um lado; suas colunas, três, e as suas bases, três;

e quinze côvados de cortinas do outro lado; as suas colunas, três, e as suas bases, três.

E à porta do pátio haverá uma coberta de vinte côvados, de pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino torcido, de obra de bordador; as suas colunas, quatro, e as suas bases, quatro.

Todas as colunas do pátio ao redor serão cingidas de faixas de prata; os seus colchetes serão de prata, mas as suas bases, de cobre.

O comprimento do pátio será de cem côvados, e a largura de cada banda, de cinquenta, e a altura, de cinco côvados, de linho fino torcido; mas as suas bases serão de cobre.

No tocante a todos os utensílios do tabernáculo em todo o seu serviço, até todos os seus pregos e todos os pregos do pátio, serão de cobre.”

         Temos para esta ocasião nosso tema: “O MISTÉRIO DO ÁTRIO DO TABERNÁCULO”, esse é nosso tema para esta ocasião.

         Para poder compreender o mistério do átrio do templo ou tabernáculo que Deus ordenou Moisés construir (e que em seguida Salomão também construiu um templo ou tabernáculo), necessitamos compreender que esse templo que Deus ordenou Moisés construir, é um templo que representa o Templo que está no Céu; e por isso, nesse templo terreno que Deus ordenou Moisés construir, se refletia o que Cristo faria no Templo de Deus no Céu. E por isso foi estabelecida uma ordem sacerdotal, na qual Aarão foi o sumo sacerdote e seus filhos foram sacerdotes também, e também os levitas trabalharam na obra do ministério nesse templo.

         E agora podemos ver que tudo o que continha aquele templo é tipo e figura do Templo que está no Céu, ou seja: do Templo de Deus. E esse templo tinha átrio, lugar santo e lugar santíssimo, porque o Templo de Deus tem Átrio, Lugar Santo e Lugar Santíssimo.

         O Átrio é esta dimensão terrena, e cobre todo este planeta Terra; porque a Escritura nos diz que o Céu é o Trono de Deus, e a Terra é o que? O estrado de Seus pés.

         E agora, o Lugar Santo do Templo celestial é a sexta dimensão, ou seja: o Paraíso, onde vão viver os Santos, os crentes em Cristo que morrem fisicamente, os quais passam a viver no Paraíso no corpo teofânico que receberam quando creram em Cristo como seu Salvador e lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e receberam o Espírito de Cristo; aí receberam um corpo teofânico da sexta dimensão, parecido ao nosso corpo, mas de outra dimensão: da sexta dimensão.

         Em seguida, o Lugar Santíssimo do Templo de Deus no Céu é a sétima dimensão, a dimensão de Deus, onde Deus habita; e aí está o Trono de Deus, e desde aí é que Deus governa o universo completo.

         Agora, quando Jesus Cristo morreu…

         Vejam vocês, assim como no átrio do templo morria o sacrifício da expiação, ou seja: o cordeiro, o bode para a expiação, e também encontramos que os sacrifícios que o povo hebreu realizava eram realizados ali, no átrio, agora Cristo teve que morrer no Átrio; e isso significa que Cristo tinha que morrer nesta dimensão terrena, o que já estava determinado Por Deus desde antes (do que?) da fundação do mundo.

         Em Hebreus, capítulo 13, versículo 12, diz São Paulo nos … Vamos ver o que ele nos fala aqui: capítulo 13, versículo 12… e podemos ler um pouquinho antes: versículo 11 ao 14 diz:

         “Porque os corpos dos animais cujo sangue é, pelo pecado, trazido pelo sumo sacerdote para o Santuário, são queimados fora do arraial.

E, por isso, também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta.

Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério.

Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura (ou seja: que buscamos a Cidade de Deus, a qual tem o Nome de Deus).”

         A vida terrena aqui é temporária. Por isso é que nós recebendo a Cristo como nosso Salvador… Onde? No Átrio; o Átrio do Templo de Deus, que é este planeta Terra, onde Cristo morreu. E aqui é onde temos que receber a Cristo como nosso Salvador.

         Não podemos morrer fisicamente sem ter recebido Cristo como nosso Salvador, por quê? Porque é neste planeta Terra, o qual é o Átrio da Casa de Deus, onde Cristo morreu e onde é preciso recebê-lo como nosso Salvador. Por isso diz São Paulo: “Saiamos fora da porta e aí recebamos Cristo” (como o que temos lido), porque Ele padeceu fora da porta.

         E agora, vejam vocês, diz que padeceu fora da porta para que?

         “E, por isso, também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta.”

         Seu Sangue, Ele não o podia derramar na sexta dimensão, lá no Paraíso, porque lá não há morte. A morte existe aqui, nesta dimensão terrena.

         Assim também no átrio era que a morte dos animaizinhos era realizada, no lugar da morte das pessoas que confessavam seus pecados sobre o sacrifício que ofereciam a Deus; e por quanto os pecados das pessoas eram transferidos a esses animaizinhos, ou ao animalzinho que ofereciam como sacrifício, então a sentença de morte (porque a recompensa do pecado é morte) caía sobre o animalzinho que traziam como sacrifício; e então a pessoa, vejam vocês, podia continuar vivendo, porque seu pecado tinha sido colocado sobre aquele animalzinho.

         Por isso era tão importante, no Antigo Testamento, realizar esses sacrifícios de animaizinhos; porque todos esses sacrifícios estavam apontando para Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que viria à Terra em carne humana e tiraria o pecado do mundo.

         E já daí em diante as pessoas não necessitariam mais de sacrifícios de animaizinhos, porque já teríamos o Sacrifício perfeito do Cordeiro de Deus e do Bode da expiação pelo pecado; o qual é nosso amado Senhor Jesus Cristo, o qual foi sacrificado no Átrio, no Átrio da Casa de Deus, que é este planeta Terra, esta dimensão terrena. Assim como era sacrificado no átrio o sacrifício pelo pecado. E a pessoa então não morria, porque já não tinha pecado visível diante Deus: tinha sido coberto com o sangue do animalzinho que ele oferecia em expiação.

         Agora, vejam vocês o mistério do átrio e vejam as bênçãos que há para todos os filhos e filhas de Deus no Átrio atualizado no Templo de Deus; o átrio do templo de Moisés e do templo de Salomão atualizado no Templo de Deus, na Casa de Deus.

         Vejam vocês como toda pessoa necessita chegar ao Átrio da Casa de Deus; porque aí é onde está a Expiação, o Sacrifício pelo pecado, para obter o perdão de seus pecados, lavar seus pecados no Sangue de Cristo e ter, receber vida eterna da parte de Jesus Cristo.

         E agora, vejam o porque era tão importante esse átrio no templo que Moisés construiu e o templo que Salomão construiu: porque representa esta dimensão terrena, onde se realizaria o Sacrifício da Expiação, se realizaria o Sacrifício pelo pecado, o Sacrifício do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         E aqui mesmo, nesta dimensão, que é o Átrio da Casa de Deus, receberíamos Cristo como nosso Salvador, e assim nossos pecados seriam transferidos a Cristo; e então, sem pecados, a sentença de morte não cai sobre nós; já caiu sobre Cristo, o qual levou nossos pecados. E agora temos vida eterna, a qual Ele nos dá.

         Toda pessoa que vive nesta Terra está vivendo no Átrio da Casa de Deus, do Templo celestial de Deus; e necessita compreender este mistério do Átrio da Casa de Deus, para assim aproveitar sua estadia aqui na Terra, na Casa de Deus.

         O salmista Davi falou sobre o Átrio de Deus e disse algo muito importante que nós necessitamos compreender. Vamos ver em um dos Salmos, vamos ver o que ele nos diz nesse Salmo, que é muito importante para todos nós; vamos ver no Salmo 15, versículo 1, o que ele nos diz:

         “SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?

Aquele que anda em sinceridade, e pratica a justiça, e fala verazmente segundo o seu coração;

aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhuma afronta contra o seu próximo.”

         E continua enumerando todas as coisas assinaladas Por Deus na Sua Palavra.

         Há outro Salmo também; vamos ver outro Salmo do rei Davi, que nos fale sobre o Templo de Deus, e vamos ver o que ele nos diz. Vamos ver no Salmo 61:4, e ver o que nos diz aí. Leremos alguns dos Salmos, e entre eles veremos… Salmo 61:4 diz:

         “Habitarei no teu tabernáculo para sempre; abrigar-me-ei no oculto das tuas asas. (Selá)

Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; deste-me a herança dos que temem o teu nome”.

         E agora, no Salmo 1 diz:

         “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.”

         Assim é para os justos, para os filhos e filhas de Deus.

         Também o apóstolo São Paulo nos fala sobre este Templo de Deus, e nos ensina que é bem-aventurado o varão ao qual Deus não imputou pecado. Vamos ver onde São Paulo nos fala sobre esta bênção tão grande…

         Deus; vejam vocês, não lhe imputa pecado — diz São Paulo — ao homem; mas que tipo de homem é? Que tipo de pessoa é essa pessoa a qual Deus não lhe imputa pecado, a qual é bem-aventurada? É a pessoa que recebeu a Cristo como seu Salvador e lavou seus pecados no Sangue de Cristo, o qual esteve no Átrio; e aí colocou seus pecados sobre o Sacrifício, sobre a Expiação, de Jesus Cristo e, consequentemente, seu pecado foi tirado; e essa pessoa está justificada diante de Deus.

         E o que significa “estar justificada”? Significa estar como se nunca em sua vida tivesse pecado. Essa é a pessoa que tem o privilégio de ser um homem ou uma mulher bem-aventurada. Homens e mulheres bem-aventurados são os que confessaram seus pecados a Deus sobre o Sacrifício de Cristo, o Sacrifício pelo pecado, para a reconciliação da pessoa com Deus.

         Agora, São Paulo nos ensina… vamos ver… Diz:

         “E jamais me lembrarei de seus pecados ...”

         Hebreus, capítulo 8, versículo 12, e Hebreus, capítulo 10, versículo 17.

         E se Deus não se recorda dos pecados de certas pessoas, é porque foram tirados pelo Sangue de Cristo; Sangue em que desaparece o pecado, assim como o alvejante desaparece a mancha de tinta de alguma peça de roupa de vestir que você tiver manchada com tinta e a colocar no alvejante. Depois você busca a mancha na camisa e não a encontra, busca a tinta no alvejante e também não a encontra; desapareceu. E assim faz Jesus Cristo com nossos pecados, de tal forma que Deus nem se recorda dos nossos pecados; porque foram tirados.

         Agora, São Paulo também nos diz que “não tomando em conta seus pecados”. Por quê? Porque foram eliminados os nossos pecados. “Ao que não conheceu pecado, fez pecado”, “se fez pecado” ou “o fez pecado por nós”. Segunda de Coríntios, capítulo 5, versículo 21.

         E veio “em semelhança de carne de pecado”, por causa do nosso pecado, para tomar nossos pecados e tirar assim nossos pecados; veio a semelhança de carne de pecado nosso amado Senhor Jesus Cristo, diz São Paulo em Romanos, capítulo 8, versículo 3.

         E também nos diz em Romanos que são bem-aventurados cujos pecados são cobertos. Romanos, capítulo 4, versículo 7, aí nos fala, versículo 7 ao 8, e diz: “Bem-aventurados cujos pecados são cobertos… o varão a quem o Senhor não imputa de pecado.”

         Por quê? Porque com o Sangue de Cristo foram tirados os pecados, e Deus não os pode encontrar porque Cristo já com Seu Sangue os desapareceu. Ele tomou e os tirou, e agora Deus não se recorda dos nossos pecados, porque foram tirados.

         E assim como o pecado entrou no mundo por um homem, por Adão, agora por um homem, por Jesus Cristo, vem a bênção para a raça humana: a vida eterna, para todos os filhos e filhas de Deus.

         “Quando o pecado abundou (o que aconteceu?), superabundou a graça.”

         Agora, podemos ver que por meio de Cristo, Deus agora nos coloca na posição mais gloriosa: nos coloca sem pecado no Seu Templo; e por isso é que o salmista também falava deste mistério de Cristo e do homem a quem Deus não imputa pecado.

         Vamos buscar também no Salmo que fala sobre isto, vamos ver o Salmo… vamos ver qual é o Salmo (por aqui o temos)… (Tem algum preparado por aí?). Salmo 32. Vamos ver o que nos diz no Salmo 32:

         “Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada...”

         E para ser perdoada, necessitamos o que? O Sacrifício da Expiação, e é o Sacrifício do nosso amado Senhor Jesus Cristo, representado esse Sacrifício e essa Expiação na expiação que se efetuava lá no templo, no átrio; e o sangue, em seguida, se levava ao lugar santíssimo.

         Com o sangue daquele sacrifício, os pecados das pessoas eram cobertos; mas agora com o Sangue do Sacrifício de Cristo, os pecados não são cobertos mas tirados completamente.

         “Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade…”

         E por que não o culpa de iniquidade? Porque seus pecados foram tirados.

         “… e em cujo espírito não há engano.”

         Agora, essa é a pessoa que morará na Casa de Deus.

         Primeiro entra no Átrio: estando aqui na Terra, entra no Programa de Deus, que se realiza no Átrio, recebendo Cristo como seu Salvador e entrando assim ao Programa de Redenção. E em seguida, ao receber o Espírito de Cristo, o que acontece? Entra no Lugar Santo, recebendo um corpo teofânico da sexta dimensão.

         E agora vejam como a pessoa vai caminhando no Templo de Deus.

         Por isso, primeiramente o salmista Davi, vejamos o que ele nos disse; vamos ver um lugar onde o salmista nos fala sobre… No Salmo 84:10, vamos ver o que ele nos diz. Salmo 84:10 diz:

         “Porque vale mais um dia nos teus átrios do que, em outra parte, mil. Preferiria estar à porta da Casa do meu Deus, a habitar nas tendas da impiedade.”

         Agora, a Porta da Casa de Deus, quem é? Cristo. Ele disse: “Eu sou a porta; quem por mim entrar, encontrará pastos; será salvo, e encontrará pastos.”

         E quem entra pela Porta da Casa de Deus, que é Cristo, quem entra pela Porta da Casa de Deus, recebendo Cristo como seu Salvador e lavando seus pecados no Sangue de Cristo, recebe o perdão de seus pecados; seus pecados são tirados, apagados, por meio do Sacrifício que se realiza dentro da Casa de Deus, onde? No Átrio da Casa de Deus, onde está também o Altar de Bronze, onde é queimado o Sacrifício e onde se efetua aí o perdão dos pecados.

         Agora vejam porque é tão importante o Átrio da Casa de Deus.

         E Davi dizia: “Porque melhor é um dia nos Seus átrios que mil fora deles”.

         E um dia nos Átrios da Casa de Deus… vejam vocês: tendo - tendo entrado pela Porta da Casa de Deus, que é Cristo, e o recebendo como nosso Salvador, recebendo Seu Sacrifício, colocando nossos pecados sobre Cristo, a Expiação, é melhor um dia vivê-lo aí, crendo em Cristo como nosso Salvador, tendo limpado nossos pecados no Sangue de Cristo e tendo sido tirados nossos pecados, que viver neste planeta Terra multimilionário, mil anos, sem ter Cristo.

         De que serve ao homem ganhar todo mundo e perder sua alma? E do que vale ao homem se pode viver até 500 anos, ou viver 900 anos, sem Cristo? De nada lhe serve.

         É melhor um só dia: o dia em que a pessoa recebe Cristo como seu Salvador, lava seus pecados no Sangue de Cristo e recebe Seu Espírito Santo. Somente viver um dia, mas com Cristo, na Casa de Deus, e morrer fisicamente, isso é uma bênção grande para a pessoa.

         Porque o importante é que primeiro receba a Cristo como seu Salvador na Casa de Deus, no Átrio, entrando pela Porta (que é Cristo), e assim receba vida eterna. Depois se morrer seu corpo físico, isso não importa: Cristo o ressuscitará no Último Dia (ou seja: no sétimo milênio), e o ressuscitará em um corpo eterno e glorificado; porque viveu 1 dia na Casa de Deus (um dia de 24 horas), que é melhor que viver 1000 dias, 1000 anos, sem Cristo, fora da Casa de Deus.

         Assim que, o mais importante é estar na Casa de Deus.

         Por isso Cristo disse: “Buscai primeiro o Reino de Deus e Sua justiça, e as demais coisas serão acrescentadas”. Cristo é nossa justiça; e encontrar Cristo é encontrar a justiça de Deus. E somos justificados por meio de Jesus Cristo, ao crer em Cristo como nosso Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo; somos justificados, ou seja: ficamos como se nunca antes tivéssemos pecado. Justificados diante de Deus, ou seja: sem pecados diante de Deus.

         E a pessoa que está assim diante de Deus é uma pessoa bem-aventurada, que Deus não culpa de pecado. Por quê? Porque seus pecados foram limpos com o Sangue de Cristo.

         Agora, vejam o importante que é estar no Átrio da Casa de Deus, recebendo a Cristo como nosso Salvador e lavando nossos pecados no Sangue de Cristo.

         No átrio da casa de Deus, lá no templo de Moisés e o templo de Salomão, se efetuavam esses sacrifícios; e aí era que a pessoa obtinha o perdão, porque colocava seus pecados sobre o sacrifício; e em seguida se efetuava assim a reconciliação da pessoa com Deus e Deus com a pessoa.

         Agora podemos ver o importante que é a Casa de Deus para o ser humano.

         E agora, a casa de Deus que Moisés construiu e que Salomão construiu, sendo o tipo e figura, a sombra ou representação da Casa de Deus celestial, por isso era que esses sacrifícios eram aceitos — e foram instituídos por Moisés, ordenados por Deus — porque na Casa de Deus o Sacrifício de Cristo seria efetuado; e então já o que se fazia no tabernáculo de Moisés e o templo de Salomão, já não continuaria fazendo, mas sim que agora tudo seria (onde?) na Casa de Deus, começando no Átrio.

         E Cristo, depois de efetuar a Obra de Redenção no Átrio (que é este planeta Terra), em seguida subiu ao Céu quando ressuscitou; e levou Seu próprio Sangue ao Céu, ao Trono de Deus, à sétima dimensão, ao Lugar Santíssimo do Templo de Deus (que é a sétima dimensão), no Trono de Deus; e se sentou sobre o Trono de Deus; e como Sumo Sacerdote colocou Seu Sangue sobre o Trono de Deus, ou seja: sobre o Propiciatório do Templo de Deus no Céu, sobre a cadeira ou assento de misericórdia. E por isso desde o Céu esteve sendo estendida a misericórdia de Deus sobre a raça humana.

         Nenhum homem podia chegar lá, como também no templo nenhum homem podia chegar, exceto o sumo sacerdote desse templo. E ao Templo de Deus no Céu, ao Lugar Santíssimo, nenhum homem podia entrar, exceto o Sumo Sacerdote desse Templo, que é nosso amado Senhor Jesus Cristo: o Melquisedeque que apareceu a Abraão e o abençoou, o Rei de Salem e Sacerdote de Deus Altíssimo, do Templo de Deus.

         Vejam; ele ministra; o sumo sacerdote, ministra tanto no átrio como no lugar santo e também no lugar santíssimo; é o único que pode passar pelas três partes do templo de Deus sem nenhum problema; mas tem que passar ao lugar santíssimo com sangue, não pode passar sem sangue.

         Ou seja: que Cristo tinha que subir ao Céu e se sentar no Trono de Deus, no lugar de Intercessão, no assento de misericórdia; mas tinha que ir com o Sangue do Seu Sacrifício efetuado onde? No Átrio, ou seja: aqui no planeta Terra, que é o Átrio do Templo de Deus.

         E agora, podemos ver este mistério do Átrio da Casa de Deus, onde todo ser humano que vem a esta Terra chegou ao Átrio, chegou ao lugar que é onde está o Átrio; e há uma Porta pela qual entrar: e Cristo é a Porta.

         E quem entra por essa Porta à Casa de Deus, e confessa seus pecados a Deus sobre a base do Sacrifício de Cristo na Cruz do Calvário, seus pecados são tirados; se materializa na pessoa, se torna realidade na pessoa o Sacrifício de Cristo; e então a pessoa já é justificada, como se nunca antes tivesse pecado (ou tivesse pecado); e então recebe o Espírito de Cristo e assim obtém o novo nascimento; e já passa ao Lugar Santo, que é a sexta dimensão, ao obter um corpo teofânico da sexta dimensão.

         Mesmo que continue vivendo aqui na Terra, nesta dimensão terrena, que é a dimensão do Átrio, mas já tem representação na sexta dimensão; e está em lugares celestiais em Cristo Jesus, colocado por nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         E tem representação também no Lugar Santíssimo, lá no Trono de Deus. E nossa representação lá é nosso amado Senhor Jesus Cristo, nosso irmão mais velho, o Sumo Sacerdote Melquisedeque, que é nosso amado Senhor Jesus Cristo. Ele nos representa no Trono de Deus e Ele faz intercessão por nós no Trono de Deus.

         E depois de estar servindo a Cristo, se em algum momento alguém comete algum erro: confessa seu erro, suas faltas, seus pecados a Cristo, e o Sangue de Jesus Cristo nos limpa de todo pecado.

         E Ele permanecerá no Céu, no Trono de Deus, no Lugar Santíssimo do Templo de Deus, até que entre até o último dos escolhidos de Deus; entre até o último dos escolhidos de Deus pela Porta, que é Cristo, e obtenha assim seu perdão de seus pecados.

         E quando Cristo tiver feito intercessão até pelo último dos que têm seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro desde antes da fundação do mundo, pois já terá terminado Sua Obra de Intercessão; assim como o sumo sacerdote, quando entrava no lugar santíssimo do templo, no dia 10 do sétimo mês de cada ano (que era o dia da expiação), ele permanecia realizando os ofícios desse dia para a reconciliação do povo hebreu com Deus, a reconciliação de Israel terreno.

         E isso é o mesmo que faz o Sumo Sacerdote, Melquisedeque, Jesus Cristo, no Templo de Deus no Céu, no Lugar Santíssimo: realizando Sua Obra de Intercessão no Céu por cada membro do Israel celestial, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         Agora vejam o porque é tão importante o Átrio da Casa de Deus, onde se efetua o Sacrifício.

         Por isso é tão importante passar por este planeta Terra, porque é aqui neste planeta Terra onde Cristo realizou Seu Sacrifício; e é aqui neste planeta Terra onde Deus nos envia para entrar pela Porta do Átrio (que é Cristo), e obter aí o perdão dos nossos pecados, e serem apagados nossos pecados, e assim obter redenção. E assim Cristo, no Céu, no Lugar Santíssimo, no assento de misericórdia ou cadeira de misericórdia, interceder por nós, até que entre até o último dos escolhidos de Deus.

         Portanto, todos os escolhidos de Deus têm que passar por esta dimensão terrena, para entrar no Átrio. O Átrio é esta dimensão terrena.

         Viemos aqui, ao Átrio, para entrar pela Porta, que é Cristo, e obter a redenção; obter o perdão dos nossos pecados, e assim obter a salvação. De outra maneira, não teríamos o direito a viver eternamente se não passarmos por esta dimensão terrena, se não passarmos por esta dimensão, que é o Átrio, onde nos encontramos com a Porta do Templo e com o Sacrifício dentro do Templo, dentro do Átrio da Casa de Deus.

         E agora, vejam vocês como é tão importante para o salmista estar no Átrio de Deus, porque é aí onde seus pecados são perdoados; tanto os dos Santos do Antigo Testamento… quando morreu Cristo… e eram cobertos com os sacrifícios que eles efetuavam; mas quando Cristo morreu seus pecados foram tirados.

         Eles estavam vivendo tanto no Átrio (esta dimensão terrena) quando vieram viver neste planeta Terra; e também na etapa do Átrio, que foi de Adão até Cristo, eles viveram; a etapa do Átrio da Casa de Deus.

         E agora, na Igreja do Senhor Jesus Cristo, vejam vocês, temos o Átrio, que é de Adão até Jesus; e temos o Lugar Santo, que é do Dia de Pentecostes até o Anjo do Senhor Jesus Cristo; e depois temos o Lugar Santíssimo (na Igreja de Jesus Cristo como Casa de Deus, como Casa de Jesus Cristo ou Templo de Jesus Cristo), que é do Anjo de Jesus Cristo em diante.

         E por isso é que a Igreja de Jesus Cristo, ao estar na etapa do Lugar Santo obtinham o novo nascimento os filhos e filhas de Deus; mas até aí chegavam e não podiam passar ao Lugar Santíssimo de Deus; somente podiam chegar até o Lugar Santo, que é a sexta dimensão, e descansar aí ao partir.

         Mas para o Último Dia, por quanto se abre a etapa do Lugar Santíssimo do Templo espiritual de Cristo, a Era da Pedra Angular: Do Lugar Santo - Do Átrio… Os filhos de Deus passam pelo Átrio; em seguida passam ao Lugar Santo ao receberem o Espírito de Cristo e obterem o novo nascimento; e daí passamos ao Lugar Santíssimo na Casa de Cristo, onde seremos transformados. E assim teremos um corpo glorificado e entraremos no Lugar Santíssimo da Casa de Deus; e iremos à Ceia das Bodas do Cordeiro, à Casa de Deus e dimensão de Deus.

         Iremos com Cristo a essa grande festa que está preparada para quem? Para cada um de nós, e para os Santos das diferentes eras do passado; tanto para nós os que vivemos como para os mortos em Cristo, e para os que ressuscitaram com Cristo quando Cristo ressuscitou.

         Agora podemos ver “O MISTÉRIO DO ÁTRIO DO TABERNÁCULO”.

         Agora, no átrio do tabernáculo temos as cortinas, temos a porta (que está pelo leste); e temos também o altar do sacrifício (o altar de bronze), temos também os utensílios que se usam nesse altar (de bronze); temos também o mar de bronze, colocado sobre 12 bois; e assim por diante temos umas quantas coisas no átrio do templo que Moisés construiu e do templo que Salomão construiu.

         E agora vejam como todas essas coisas estiveram sendo materializadas em carne humana. As que correspondem a Jesus Cristo, pois estiveram sendo materializadas em Jesus Cristo.

         E os adoradores confessando seus pecados sobre o Sacrifício, pois são os filhos e filhas de Deus, que recebem Cristo como seu Salvador confessando seus pecados a Cristo, e recebem o perdão de seus pecados porque são lavados seus pecados com o Sangue de Cristo, e recebem o Espírito de Cristo: para entrar no Lugar Santo do Templo de Deus, ou seja: pertencer também à sexta dimensão. E para o Último Dia, nos corresponderá — em acréscimo — a sétima dimensão, que corresponde ao Lugar Santíssimo do Templo celestial de Cristo.

         Vimos o mistério do altar de bronze, vimos também o mistério do sacrifício que se efetuava ali, vimos o mistério da porta (que é Cristo), a porta de entrada ao lugar do átrio; e vimos o mistério do átrio em uma forma condensada; mas ainda há mais coisas das quais podemos estar falando com mais detalhes.

         Mas com o que escutamos temos suficiente para compreender o porque é um requisito da parte de Deus o entrar pela Porta, Cristo, à Casa de Deus, e recebê-lo como nosso Salvador, e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo confessando nossos pecados a Ele. Como se fazia no dia da expiação, onde confessavam os pecados a Deus, e choravam, se lamentavam, pelos pecados que tinham cometido; e esse era o dia da expiação, onde o povo, o Israel terreno, era reconciliado com Deus.

         E agora correspondeu ao Israel celestial, aos membros do Corpo Místico de Cristo, aos eleitos de Deus, à semente do Abraão celestial, a reconciliação com Deus; e isto se faz no Templo de Deus. Já não no templo terreno de Moisés nem no templo terreno de Salomão, mas no Templo de Deus, que tem Átrio, Lugar Santo e Lugar Santíssimo.

         E aqui somos reconciliados com Deus, estando aqui na Terra, por meio do Sacrifício de Cristo na Cruz do Calvário, para em seguida passar a obter o corpo teofânico da sexta dimensão; e em seguida, para o Último Dia, passar a obter o corpo glorificado, igual ao de Jesus Cristo, para poder ir à dimensão de Deus, à Casa do nosso Pai celestial, com Jesus Cristo, à Grande Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês dando testemunho do ÁTRIO DO TABERNÁCULO.

         Que as bênçãos de Jesus Cristo nosso Salvador, nossa Expiação por nossos pecados, sejam sobre todos vocês e sobre mim também; e em breve os mortos em Cristo ressuscitem; todos os escolhidos que faltam por chegar cheguem, e se complete o número dos escolhidos de Deus na Casa de Deus; e os mortos em Cristo ressuscitem em corpos eternos e os que vivemos sejamos transformados, e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro, à Casa do nosso Pai celestial. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Quantos estiveram em Luna ontem? Assim vocês já escutaram um pouquinho sobre o Sumo Sacerdote. E para amanhã, tudo o que Deus nos dê com relação ao Sumo Sacerdote e nos permitir falar, estaremos escutando amanhã; para assim ter um conhecimento mais claro de todo o Programa de Deus no Templo espiritual de Jesus Cristo, que é Sua Igreja, a qual se encontra neste tempo final na etapa do Lugar Santíssimo; onde tudo o que há no Céu, no Lugar Santíssimo do Templo de Deus, na sétima dimensão, tem que se materializar na Sua Igreja neste tempo final.

         E sendo que essa é uma dimensão eterna, a eternidade tem que se manifestar na Era da Pedra Angular. E nós temos que ser passados à eternidade fisicamente também, obtendo o novo corpo.

         Que Deus continue abençoando a todos, que Deus os guarde; e continuem passando uma noite cheia das bênçãos do nosso amado Salvador Jesus Cristo.

         Continua conosco o jovem José Benjamim Pérez para também concluir nossa parte nesta ocasião.

         Que Deus os abençoe e passem todos muito boa noite.

         “O MISTÉRIO DO ÁTRIO DO TABERNÁCULO”.

            [Revisão fevereiro 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16