O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "OCUPADOS NOS NEGÓCIOS DO NOSSO PAI CELESTIAL" - 24 de janeiro de 2020

CULTO AO VIVO: "OCUPADOS NOS NEGÓCIOS DO NOSSO PAI CELESTIAL"

Reprodução da transcrição disponível em:

https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/08/ocupados-en-los-negocios-de-nuestro-padre-celestial/?lang=pt-br

 

Muito bom dia Homens e Mulheres de Negócios do Evangelho do Reino. É para mim uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar uns momentos de companheirismo ao redor do Programa Divino correspondente a nosso tempo, e ver como homens e mulheres de negócios trabalharam na Obra de Deus em tempos passados e foram abençoados, e como também em nosso tempo há homens e mulheres de negócios, comerciantes, que também trabalham na Obra de Cristo e são abençoados também.

         Para não mencionar muitos, temos Abraão, um homem de negócios. Tinha seus rebanhos de ovelhas, tinha vacas também, tinha bois, tinha (que mais?) mulas, burros e mulas e de tudo; e vejam vocês como ele servia a Deus, até dizimava também a Deus. E Deus o abençoava, Deus estava com ele; e era abençoado Abraão, sua esposa… e toda sua família e todos os que trabalhavam com Abraão também eram abençoados.

         Em seguida depois de Abraão veio quem? Isaque, outro homem de negócios, o qual herdou tudo de Abraão; porque diz que Abraão deu a seu filho Isaque tudo o que tinha, toda sua herança; e aos demais filhos, como Ismael e os seis filhos de Quetura, deu dotes, presentes, e os enviou longe de Isaque; e assim não iriam incomodar Isaque nem iriam fazer guerra contra Isaque nem lhe iam reclamar que queriam uma parte da herança eles também.

         Porque quando estão muito perto os demais herdeiros, os demais que são filhos da mesma pessoa que partiu, em seguida querem que deem uma parte para eles; mas Abraão tinha dado tudo o que tinha a Isaque, o filho da promessa, o primogênito de Abraão por meio de Sara. Esse era quem receberia a Bênção da Primogenitura. E agora, Abraão deu tudo o que tinha.

         E em seguida, vejam vocês, foi um homem de negócios também, com seus rebanhos de ovelhas; tinha vacas, tinha bois (pois tinham que arar; semear; e para isso é necessário bois, para arar); e também naqueles tempos usavam até burros — eu creio que era — também, e tudo isso; e era um homem de negócios que era prosperado por Deus e ia bem (Isaque).

         Em seguida também Isaque teve o mesmo problema que teve Abraão: que teve uma esposa que era estéril. Mas assim como Deus abriu a matriz de Sara, a rejuvenesceu, e deu a Abraão por meio de Sara um filho, agora abriu a matriz de Rebeca; e vemos que Isaque teve dois filhos lutando lá no ventre de Rebeca, e eram duas nações representadas nesses dois filhos que Isaque teria.

         Porque vejam, sempre as coisas grandes começam com uma só coisa e pequena.

         Vejam; nosso corpo começou muito pequeno, em forma microscópica; e começou lá essa manifestação desse corpinho no ventre de nossa mãe terrena. Mas estávamos nos lombos dos nossos pais, do nosso pai terreno; e em seguida passamos (por meio da união de papai e mamãe) a esse lugar onde o óvulo é fertilizado pelo espermatozoide, e aí vai se formando o corpo. Em forma microscópica continua crescendo depois, até que já se torna visível (mas está ainda invisível à vista humana, mas já cresceu); e depois de certo tempo (normalmente aos nove meses) nasce esse corpinho. E ainda é pequeno, mas depois continua crescendo; e olhem como vocês já estão: já estão grandes, chegaram à estatura máxima que iam chegar. Já cresceram para cima o que iam crescer; para os lados vocês crescem tudo o que quiserem de acordo ao que comam.

         Agora, vejam vocês como no ventre de Rebeca estavam duas nações, representadas essas duas nações nessas duas crianças. E Rebeca consultou a Jeová, a Deus, por causa dessa luta que havia dentro deles, uma guerra aí; e Deus lhe diz, respondeu, que no seu ventre havia duas nações, dois povos, duas nações, e que o maior serviria ao menor.

         Assim que Jacó, tentnado de sair primeiro, de nascer primeiro, ele não convinha nascer primeiro; convinha nascer depois, ser o menor no seu nascimento; e em seguida, vejam vocês, é o segundo, o menor.

         Esaú é o maior porque nasceu primeiro; mesmo que fosse coisa de segundos, porque veio agarrado Jacó nos talões (ou seja: no calcanhar) de Esaú, porque estavam lutando lá, e Jacó estava lutando pela Bênção da Primogenitura; mas Deus já sabia, e Deus operou, e sabia quem ia nascer primeiro e quem ia nascer depois, e por isso lançou a bênção sobre o que ia nascer depois.

         Por isso, Deus já falando: “Há duas nações no teu ventre, aí, e o maior servirá ao menor”. Ou seja: que ao maior falou a palavra de que seria quem serviria; que serviria ao menor, ou seja: o deu como servo para o menor; e a Jacó o deu como senhor do maior [mais velho].

         E agora, vejam como isto vai se materializando de etapa em etapa.

         E em seguida Jacó luta pela Bênção da Primogenitura: a compra de seu irmão; e em seguida, mais adiante, vai onde seu pai está para que lance a Bênção da Primogenitura, o qual estava cego, e certamente não via. E Deus atuou em tudo isso, porque se chegasse a ver, teria lançado a bênção (sobre quem?) sobre Esaú. Porque Isaque amava Esaú e Rebeca amava Jacó.

         E agora vejam; a bênção cai sobre Jacó; e Jacó, embora seu irmão Esaú fosse rico também, mas Jacó era o que tinha a bênção de Deus. Teve que sair território onde viviam por um tempo, vinte ou vinte poucos anos, e em seguida retornou rico; saiu sem nada, mas olhem, levava a Bênção da Primogenitura.

         E o que tem a Bênção da Primogenitura é rico mesmo que não tenha nada. Em algum momento se materializará essa Bênção da Primogenitura produzindo, materializando bênçãos do Céu e da Terra também, com grandes riquezas celestiais e terrenas também, materiais e espirituais também. Principalmente as espirituais são as que mais têm valor.

         E agora, vejam vocês, Jacó, um homem de negócios com ovelhas, com bois, com vacas, com camelos, com burros e todas estas coisas, servia a Deus; era abençoado de Deus. Foi pela bênção de Deus, a Bênção da Primogenitura, que toda esta riqueza veio para Jacó.

         E assim foi também com o povo hebreu lá no Egito, o qual era um povo escravo, mas pela bênção de Deus obteve toda essa riqueza; e saiu rico, com grande riqueza, como Deus tinha dito a Abraão em Gênesis, capítulo 15, versículo 12 em diante.

         E agora vejam; Jacó foi um homem rico; Isaque também tinha sido; Abraão também tinha sido; e agora o povo hebreu tem a promessa de ser um povo rico. Sai da escravidão com grande riqueza, sai rico. Em 400 anos de escravidão vejam tudo o que Deus tinha armazenado; e agora saem ricos para ser estabelecidos como um povo, uma nação livre e soberana, com suas próprias leis dadas por Deus através do profeta Moisés; e por isso ele foi legislador.

         E Deus diz em Sua Palavra que Deus é o Legislador de Seu povo; mas teve que usar um profeta, e a esse profeta dar essas leis; e ele as deu ao povo. Por isso Deus, o Legislador de Seu povo, por meio de Moisés deu essas leis e, consequentemente, Moisés é também chamado “legislador”.

         E agora, é como… Deus é quem revela todas as coisas que hão de suceder, por isso Deus é Deus-Profeta; e por isso quando se fez carne, veio a ser Deus manifestado em carne na forma (do que?) de um profeta.

         E por isso, a todos os que Ele envia para revelar as coisas que Deus quer que o povo conheça, o envia com um espírito de profeta; e por isso são chamados profetas, porque Deus está nesse homem para revelar as coisas que hão de acontecer, e profetiza o Espírito Santo por meio desse homem, desse profeta: esse homem fala ungido com o Espírito Santo; e põe Sua Palavra na boca desse homem, e essa é a Palavra de Deus, a Voz de Deus por meio de carne humana. É uma Voz de onde? Do Céu.

         Jesus perguntou em uma ocasião… Quando diziam coisas contra Jesus, e até contra João Batista naqueles tempos, Jesus perguntou em uma ocasião… Quando perguntam… Isso foi… parece que foi quando Jesus virou as mesas dos vendedores, que lhe perguntam: “Com que autoridade tu fizeste isto?”

         Não tinha a autoridade do sumo sacerdote nem de nenhuma autoridade dali do templo. E Ele lhes diz: “Eu também farei uma pergunta, e então responderei (quero dizer, ‘lhes direi’)… Eu lhes direi com que autoridade faço isto, mas vocês primeiro me respondam uma pergunta: O batismo de João (é nessa ocasião, Miguel?), de onde era?”

         Mateus o que?… vamos ler direto aqui. Mateus 21:12…

         (Miguel, por aqui não… Sim, mas não fala aqui de João…) Temos que procurar São… Marcos 11 ou Lucas 19. Eu procuro Lucas 19 e tu procuras Marcos; tu procuras Marcos e eu Lucas. Também não está por aqui. Busca na concordância, por aí, a…, onde diz “batismo” ou “João”… Qual foi Benjie? De Lucas 20 que núm-…? O versículo… Sim.

         [São Lucas 20:1] “E aconteceu, num daqueles dias, que, estando ele ensinando o povo no templo e anunciando o evangelho, sobrevieram os principais dos sacerdotes e os escribas com os anciãos,

e falaram-lhe, dizendo: Dize-nos: com que autoridade fazes essas coisas? Ou quem é que te deu esta autoridade?

(Foi quando derrubou as mesas dos vendedores e tudo).

E, respondendo ele, disse-lhes: Também eu vos farei uma pergunta: dizei-me, pois:

o batismo de João era do céu ou dos homens?

E eles arrazoavam entre si, dizendo: Se dissermos: do céu, ele nos dirá: Então, por que o não crestes?

E, se dissermos: dos homens, todo o povo nos apedrejará, pois têm por certo que João era profeta.

E responderam que não sabiam de onde era.

E Jesus lhes disse: Tampouco vos direi com que autoridade faço isto.”

         E agora, o batismo de João era feito aqui na Terra, mas de onde era? Do Céu. Foi ordenado por Deus, foi ordenado por Deus desde o Céu, para João realizar esse trabalho.

         E agora, nosso irmão Branham em uma mensagem diz que “haverá uma grande trombeta [trompetazo] do Céu (Deve ser na mensagem “O Rapto”. Não tem aí a…?), e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”.

         Uma grande trombeta [trompetazo]do Céu, essa é a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final; e essa grande trombeta [trompetazo] ou Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final, de onde é? Do Céu. E essa é a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final do Evangelho do Reino sendo pregado na Terra pelo Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         E de onde é essa Mensagem do Anjo do Senhor Jesus Cristo, a Mensagem do Evangelho do Reino? De onde é? Do Céu ou da Terra? Do Céu.

         E de onde era a Mensagem que trouxe São Paulo à primeira era da Igreja gentia? Do Céu ou da Terra? Do Céu.

         E a do segundo anjo, e a do terceiro, do quarto, do quinto, do sexto e do sétimo? Do Céu.

         Vejam vocês de onde é essa grande trombeta [trompetazo] do Evangelho do Reino, essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final: a Voz de Cristo clamando como quando ruge um leão e sete trovões emitindo suas vozes; a Voz de Cristo, a Voz do Céu na Terra falando a todos os filhos e filhas de Deus.

         E agora, assim como Abraão, Isaque e Jacó foram homens de negócios que estiveram com Deus (e Deus disse de Abraão que Abraão é Seu amigo; Abraão é conhecido como o amigo de Deus)… E vejam vocês como estes homens de negócios das diferentes etapas bíblicas, que serviram a Deus, usaram de seus negócios para a Obra de Deus e Deus os abençoou grandemente.

         Jó em uma ocasião disse: “o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR”. Reconheceu que o que ele tinha; Deus o tinha dado: riquezas e também seus filhos.

         E em seguida que Jó passou por sua prova difícil, Deus o restaurou; e lhe restaurou os filhos, lhe deu filhos de novo; e foram suas filhas as jovens mais belas desse território. Teve de novo filhos e filhas, e teve gados, tudo em forma multiplicada. Possivelmente as primeiras filhas e filhos de Jó não eram tão formosos, tão belas as filhas; mas depois, quando recebeu a restauração de sua vida, de sua saúde, de sua família e tudo, Deus deu novamente filhos.

         E agora, vejam vocês, talvez os filhos e filhas de Deus, ao virem nestes corpos mortais não serão tão formosos e tão belos, mas quando forem restaurados com um corpo eterno para viver por toda a eternidade, aí estará o máximo que Deus tinha para Seus filhos, em todos os sentidos; porque aí todos estaremos à imagem e semelhança do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Um corpo eterno, isso é o máximo que uma pessoa pode ter como corpo. E aí estará tudo o que Deus queria para cada um de vocês e para mim também.

         Antes de nós termos este corpo, e Deus ver e determinar que tivessemos este corpo, antes disso Ele viu e determinou — predestinou — o corpo eterno que nós teríamos. Ou seja: que esse corpo eterno é primeiro que este corpo terreno.

         E como que é primeiro? É primeiro na mente de Deus, é primeiro no Programa de Deus; e esse é o corpo na perfeita vontade de Deus, por isso é eterno.

         E aí teremos tudo o que Deus predestinou que nós teríamos no corpo físico: imortalidade, juventude, e a beleza que Ele tiver determinado quanto ao que é beleza para Deus, toda a beleza e formosura que Deus tiver determinado para nos dar no novo corpo. E todo o conhecimento de Deus nesse novo corpo.

         E aí teremos as duas consciências (como?) juntas; e seremos como nosso amado Senhor Jesus Cristo: sabendo todas as coisas; e conheceremos como somos conhecidos. Nesse corpo eterno conheceremos todas as coisas [1 Coríntios 13:12].

         Agora, o conhecer como somos conhecidos se cumpre também conhecendo Deus manifestado neste tempo final; porque nas sete eras se conhecia e se via como em espelho, em escuridão ou lugar escuro, porque as sete eras correspondem ao tempo da noite e por isso se via em lugar escuro e não se podia compreender tudo o de Deus. Mas nesta era, a Era da Pedra Angular, que é a Era da Luz, porque é a Era do Sol… e onde está o sol presente, pois há luz; as trevas (o que?) fogem. E agora na Era da Luz, a Era do Sol, é que então podemos ver cara a cara.

         Durante a noite, se estivermos em um lugar escuro, e falamos os uns com os outros em um lugar escuro, estamos vendo como em um espelho, em lugar escuro; não nos distinguimos muito bem, não estamos nos vendo claramente; mas quando sai o sol, então podemos nos olhar e podemos nos ver cara a cara e falar cara a cara, nos vendo cara a cara.

         Isso é para nossa era: ver cara a cara; e Ele nos ver cara a cara e nós vê-lo manifestado cara a cara; e escutar Sua Voz e saber que estamos escutando Sua Voz.

         Durante as sete eras da Igreja gentia algumas pessoas não souberam nem quem era o mensageiro de sua era; mas para nosso tempo, ao viver na era que veremos cara a cara, estaríamos vendo cara a cara todas as coisas, com a Luz do Sol de Justiça resplandecendo e nos iluminando o entendimento e a alma e todo nosso ser para poder compreender; e assim os entendidos entenderem todas estas coisas de Deus.

         “Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do SENHOR, como as águas cobrem o mar”. Habacuque, capítulo 2, versículo 14, e também Isaías, capítulo 11, versículo 9.

         E agora, os escolhidos de Deus deste Último Dia são os primeiros que chegam a obter esse conhecimento: chegam a ser cheios do conhecimento de Deus, da glória do Senhor, da glória de Deus em Sua Segunda Vinda, como as águas cobrem o mar.

         Assim nos cobre o conhecimento e o entendimento de todas as coisas de Deus correspondentes a este tempo final; assim nos cobre o conhecimento da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá e Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação. Como as águas, somos cobertos do conhecimento da manifestação da glória do Senhor para este tempo final, assim como conhecemos a manifestação da glória de Deus na Primeira Vinda de Cristo.

         E para esse tempo houve também pessoas comerciantes que trabalharam com Cristo, colaboraram com Cristo; e dentre elas também houve alguns que foram chamados ao ministério, como apóstolos, para trabalharem diretamente com Cristo nos negócios do nosso Pai celestial.

         Sempre que trabalhamos na Obra de Cristo estamos trabalhando nos negócios do nosso Pai celestial.

         E como houve muitos comerciantes em tempos passados trabalhando na Obra de Deus, no Antigo Testamento e no Novo Testamento, também neste tempo os há. E onde estão essas pessoas? Aqui há um grupo em Villahermosa presente, e em diferentes lugares da República Mexicana, e nas diferentes nações latino-americanas e caribenhas.

         Aqui temos (era “O Rapto”, vê?), em “O Rapto”, página 37 em espanhol, aqui diz o versículo 1509:

         1509 – “Eu pensei: Oh! meu Deus, um dia virá uma grande trombeta [trompetazo] do Céu, e os mortos em Cristo se levantarão primeiro. Esses Santos do Antigo Testamento lá atrás, quem está esperando sua chamada para sair dali primeiro e ir na ressurreição; cairemos direto em linha e indo aos céus, estes velhos corpos mortais serão mudados e feitos como Seu Próprio corpo glorioso.”

         Como Seu próprio corpo glorificado, nós teremos nosso corpo.

         Agora, quando diz aqui: “Esses Santos do Antigo Testamento”, podemos dizer que são esses Santos das sete eras da Igreja gentia e os do tempo de Jesus e os apóstolos lá em Jerusalém; porque os Santos do Antigo Testamento já ressuscitaram com Cristo quando Cristo ressuscitou.

         E agora vejam essa grande trombeta [trompetazo] do Céu, que é a Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta.

         Na página 130 do livro Citações, e a página 149, e a página 47… Na página 47 diz que a Trombeta de Deus soará; diz que é essa Trombeta, esse algo evangélico, soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.

         Por aqui vamos teremos Benjie (pode estar aqui); pode nos conseguir isso na página 130 (não sei se a pode conseguir assim), ou a Trombeta Final.

         Em seguida também, aí mesmo, nessa página 47 diz: “… o anúncio de Sua Vinda”. Essa Trombeta soará, essa Trombeta Final soará; esse algo evangélico soará. O que soará? O anúncio de Sua Vinda; ou seja: soará, proclamará, revelará a Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Também na página 130 e 149 nos diz: “A Trombeta soará, essa última Trombeta (ou seja: essa Trombeta Final soará)”; e assim…

         Nos diz [1333]: “A Trombeta Final ou essa última Trombeta, ou Sétima… Essa Sétima Trombeta, como o Sétimo Selo, é a Vinda do Senhor. ‘Soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro’”.

         Veem? Esse é a grande trombeta [trompetazo] do Céu: essa Trombeta Final, que revela o Sétimo Selo, revela a Segunda Vinda de Cristo.

         O Sétimo Selo para a Igreja gentia é a Segunda Vinda de Cristo, e a Sétima Trombeta para o povo hebreu é a Segunda Vinda de Cristo.

         Aí na mensagem “As dez virgens” (página 450 a 452), é onde diz (versículo 402) [Pág. 47]:

         402 – “E nós que vivemos e tivermos ficado até a Vinda do Senhor, não evitaremos ou impediremos os que dormem. Esses preciosos que selaram seu testemunho com seu sangue. ‘Não impediremos ou atrapalharemos os que dormem, porque soará a Trombeta’. Algo acontecerá; esse algo evangélico soará; o anúncio da Sua Vinda. ‘E os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. E nós os que vivemos e permaneçamos seremos transformados’. Parados ali, e sentir uma mudança; o cabelo grisalho desaparecerá, as rugas cessarão; mudados em um momento, em um abrir de olhos. E encontraremos nossos amados primeiro.”

         Se passarmos à página cento… Onde há mais a respeito dessa Trombeta Final é na página 130 do livro Citações e 149 do livro Citações, onde diz que o Sétimo Selo e a Sétima Trombeta é a Vinda do Senhor.

         Nós trabalhando em todo o Programa Divino correspondente a nosso tempo estamos sendo colaboradores com Cristo em Sua Obra correspondente a este tempo final.

         E como homens e mulheres de negócios, vocês trabalham na Obra de Cristo e vosso trabalho no Senhor não é em vão; pois vocês estão trabalhando na era que corresponde à Igreja de Jesus Cristo neste Último Dia, e vocês estão trabalhando na dispensação correspondente a este Último Dia.

         E, consequentemente, ao trabalhar na Obra de Cristo na era e dispensação que nos corresponde viver, e trabalhar com amor divino, não nos sentindo que nos obrigam, mas de boa vontade… Queremos trabalhar na Obra de Cristo porque amamos Jesus Cristo como nosso Salvador, e queremos trabalhar com Cristo e por Cristo neste tempo final.

         Esse é o trabalho, a obra que é agradável a Cristo, e é a obra que é abençoada por Deus. E quando estivermos na Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu, Ele recompensará a cada um segundo suas obras: conforme tudo o que fez, trabalhou na Obra de Cristo no tempo que corresponde viver.

         Assim, homens e mulheres de negócios do Evangelho do Reino, adiante trabalhando na Obra de Cristo em nossa era e dispensação, porque seu trabalho no Senhor não é em vão.

         Que Deus os abençoe grandemente espiritualmente e materialmente também, e os use grandemente em Sua Obra neste Último Dia.

         Aqui temos, na mensagem “Cisternas rotas”, página 33, onde está o que lhes disse que está contido no livro Citações. Aqui, na mensagem “Cisternas rotas”, página 33, pregado em julho 27 de 1964 em Jeffersonville, Indiana, versículo 1161 diz:

         1164 – “Recordem que ‘os que estão vivos e fiquem, não impedirão os que estão dormindo; porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta…’ A sexta acaba de tocar. E essa última Trombeta, como o último Selo, será a Vinda do Senhor. ‘Tocará, e os mortos em Cristo se levantarão primeiro.’”

         Aí podemos ver o que é essa Trombeta Final ou Sétima Trombeta: é a Sétima Trombeta, como o Sétimo Selo, a Vinda do Senhor; e soará. Essa Sétima Trombeta e esse Sétimo Selo soarão, e isso é a Vinda do Senhor; e será revelada a Vinda do Senhor. E ser revelada a Vinda do Senhor, sendo revelada, é a Trombeta Final ou Sétima Trombeta soando e revelando este mistério divino.

         Essa é essa Trombeta ou grande trombeta [trompetazo] do Céu prometido para ser escutado pela Igreja de Jesus Cristo neste tempo final.

         É uma grande trombeta [trompetazo] do Céu a Voz de Cristo falando do Céu à Sua Igreja na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, por meio de Seu instrumento correspondente a Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, que é Seu Anjo Mensageiro, de Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, do qual diz:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         E Apocalipse 22, versículo 6, também dá testemunho de Seu Anjo que envia para manifestar a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer.

         E em Apocalipse, capítulo 4, versículo 1, diz: “Sobe aqui”. Com essa Voz de Trombeta diz:

         “Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

         É preciso subir a uma Era, a Era celestial da Igreja de Jesus Cristo, que é a Era da Pedra Angular, para ouvir essa Voz celestial, essa grande trombeta [trompetazo] do Céu; ser ouvido em uma era celestial; a Era da Pedra Angular; e assim escutar a Voz de Cristo nos dando a conhecer por meio de Seu Anjo todas estas coisas que devem acontecer em seguida.

         E assim todos nós estarmos trabalhando com Cristo nos negócios do nosso Pai celestial; e assim, com nossos negócios terrenos, trabalhar nos negócios do nosso Pai celestial.

         Em frente trabalhando nos negócios do nosso Pai celestial, correspondentes à Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, porque vosso trabalho no Senhor não é em vão: receberá sua justa recompensa.

         Que Deus os abençoe e os guarde e os use grandemente em Sua Obra, e lhes prospere espiritualmente e materialmente também.

         Muito obrigado por vossa amável atenção, e deixo novamente conosco o reverendo Miguel Bermúdez Marín.

         Deus os abençoe e guarde a todos.

         “OCUPADOS NOS NEGÓCIOS DO NOSSO PAI CELESTIAL”.

            [Revisão janeiro 2020]

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16