O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "OS BEM-AVENTURADOS" - 19 de janeiro de 2020

CULTO AO VIVO: "OS BEM-AVENTURADOS"

Transcrição reproduzida do site abaixo, onde você poderá encontrar mais arquivos para download relacionados a esta conferência:

https://mensajes.carpa.com/mensajes/1998/08/los-bienaventurados-8/?lang=pt-br

Muito bom dia amáveis amigos e irmãos presentes. É para mim um grande privilégio estar com vocês neste lugar, que me recorda aqueles tempos de 1974 ao 80, por aí, ou a 85, onde usávamos também lonas; e assim Deus começou a nos abençoar, começamos a nos reunir; e o importante sempre é começar. E algumas vezes há pessoas que querem que Deus os abençoe e não fazem nada; e a pessoa tem que colocar algo, para que a bênção de Deus caia sobre isso e vá assim se multiplicando essa bênção.

         E agora, para esta ocasião quero ler uma Escritura onde nos fala da bem-aventurança e grande bênção para o ser humano, onde está. Diz em São Lucas, capítulo 11, versículo 27 ao 28:

         “E aconteceu que, dizendo ele (Jesus) essas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste!

28. Mas ele disse: Antes, bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.”

         Esse é o homem ou mulher bem-aventurado que vive nesta Terra.

         Agora vejamos por que é bem-aventurada a pessoa que ouve e guarda a Palavra de Deus.

         O Senhor Jesus Cristo nos diz no Evangelho segundo São João, capítulo 5 e versículo 24:

         “Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”

         Isto é para quem ouve a Palavra do Senhor; a Voz de Jesus Cristo, Sua Mensagem correspondente ao tempo em que a pessoa está vivendo. Essa pessoa passa de morte a vida.

         A raça humana, quando caiu no Jardim de Éden…, a queda de Adão e Eva lá no Jardim de Éden colocou o ser humano em morte; porque “a recompensa do pecado é morte”.

         O ser humano estava vivendo ali no Jardim de Éden e não tinha limites seus dias; mas quando pecou; já daí em diante os dias do ser humano no corpo físico estariam contados.

         A morte entrou na raça humana por aquele casal lá no Jardim de Éden, Adão e Eva; e por isso é que o ser humano é mortal. Mas Deus não o fez mortal. Se tornou mortal a por causa do pecado, porque a recompensa do pecado é morte.

         E o ser humano, depois de ter comido da árvore do conhecimento do bem e do mal, em seguida não podia comer da Árvore da Vida, o qual é Cristo, até que a Árvore da Vida (Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Espírito Santo) se fizesse carne, se fizesse homem no meio da raça humana; e então aí estava a oportunidade para o ser humano retornar à vida eterna.

         Por isso é que Jesus Cristo diz: “quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”

         Passou de morte a vida eterna, por meio de ouvir a Palavra de Deus e crer; e assim a pessoa entra no Programa de Deus.

         Vejam como também no capítulo 6 de São João, versículo 39 ao 40, diz Jesus:

         “E a vontade do Pai, que me enviou, é esta: que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último Dia.

Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: que todo aquele que vê o Filho e crê nele tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último Dia.”

         A quem ressuscitará no Último Dia para viver por toda a eternidade com corpos eternos? Aos que creram n’Ele ao escutar Sua Palavra.

         E vejam como Cristo diz em São João, capítulo 14, versículos… Capítulo 10 primeiro, capítulo 10, versículo 14 ao 16, diz:

         “Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas.

Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor.”

         E de etapa em etapa, de era em era, Cristo esteve em Espírito Santo manifestado através de Seus mensageiros (que são os sete espíritos de Deus que recorrem toda a Terra), onde o Espírito de Deus esteve manifestado em cada mensageiro e esteve chamando e juntando as Suas ovelhas, que são Seus filhos dentre os gentios, assim como também entre os hebreus Ele tem filhos, tem ovelhas também.

         E agora, esteve — por estes dois mil anos que transcorreram — chamando e juntando as Suas ovelhas dentre os gentios; e ainda está chamando e juntando as ovelhas que faltam do Aprisco de Cristo; e as está chamando com Sua Voz, com Sua Mensagem por meio de Seus mensageiros, de era em era; e as juntando, as reunindo, onde? Em Seu Aprisco, que é Sua Igreja, onde Ele coloca as Suas ovelhas; onde Suas ovelhas nascem, nascem de novo, ao crerem em Cristo como nosso Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

         E assim é como se nasce no Reino de Deus e se obtém assim um corpo teofânico da sexta dimensão; e se a pessoa em seguida morre em algum momento de sua vida terrena, vai ao Paraíso viver nesse corpo teofânico até que Cristo ressuscite os mortos crentes n’Ele quando? No Último Dia, que é o sétimo milênio; os ressuscitará em corpos eternos, e nós os que vivemos transformará; e então seremos todos iguais ao nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         No capítulo 10 de Romanos, versículo 10… vamos ver aqui, lemos um pouquinho antes: capítulo 10, versículo 6 em diante, diz:

“Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu (isto é, a trazer do alto a Cristo)?

Ou: Quem descerá ao abismo (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo)?

Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,

a saber: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo.

Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.

Porquanto não há diferença entre judeu e grego, porque um mesmo é o Senhor de todos; rico para com todos os que o invocam.

Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?

E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!

Mas nem todos obedecem ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

Mas digo: Porventura, não ouviram? Sim, por certo, pois por toda a terra saiu a voz deles, e as suas palavras até aos confins do mundo.”

         Agora podemos ver que a fé é pelo ouvir a Palavra de Deus e crer com toda nossa alma, e confessá-lo com nossa boca recebendo a Cristo como nosso Salvador.

         E agora, vamos o Salmo 1, onde o salmista nos fala algo muito importante com relação ao varão, ao homem, à pessoa, ao homem bem-aventurado, homem ou mulher:

“Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.

Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.

Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.

Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.”

         E agora vejam a bênção que há para a pessoa que caminha na Lei de Deus.

         E agora vejamos o que diz Romanos, capítulo 4, versículo 8; aí São Paulo falando, vejamos o que nos diz: capítulo 4, versículo 8, de Romanos; Romanos 4, versículo 8, nos diz (vejamos):

         “Mas, àquele que não pratica, porém crê (começando no versículo 5) naquele que…”

         “Mas, àquele que não pratica, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça.

Assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus imputa a justiça sem as obras, dizendo:

Bem-aventurados aqueles cujas maldades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos.

Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado.”

         E como pode ser que um homem que vive nesta Terra, o qual comete faltas e erros e peca em sua vida terrena, Deus não o imputa pecado, não o imputa pecado?

         Simples: porque essa pessoa é quem ouve a Palavra de Deus, crê em Jesus Cristo como seu Salvador, lava seus pecados no Sangue de Cristo e recebe Seu Espírito Santo e, consequentemente, seus pecados foram tirados dele, porque o Sangue de Cristo nos limpa de todo pecado; e se seus pecados foram tirados, pois Deus não vê pecados nele; foram tirados e já não estão aí.

         Portanto, estão sem pecados diante de Deus e Deus não imputa à pessoa o pecado: já não tem pecado, foi justificada diante de Deus; e isso significa que a pessoa ficou como se nunca na sua vida tivesse pecado.

         Esse é o homem bem-aventurado “a quem o Senhor não imputa o pecado”, porque o Sangue de Cristo o tirou. A pessoa foi lavada no Sangue de Cristo, foi limpa de todo pecado, já não tem pecado, e por isso Deus não o imputa o pecado. Está como se nunca em sua vida tivesse pecado.

         Vejam, é como uma camisa, quer seja branca…, digamos branca, se mancha com alguma tinta ou alguma coisinha, e já tem uma camisa que não se vê muito bem. Mas alguém diz: “Não se preocupe; saiu um alvejante que a deixa branquinha de novo”. E você diz: “Isso me interessa; porque eu quero minha camisa branquinha, como a comprei”.

         Colocam no alvejante e em seguida a tiram e não está a mancha, não está a mancha de tinta ou do que seja. Em seguida, diz: “E para onde foi a mancha?” Procura no alvejante e a mancha também não está aí. Levou, levou a mancha — esse alvejante levou a mancha — ao que era antes de ser tinta; e a camisa ficou como se nunca antes tivesse estado manchada com tinta.

         E assim é o Sangue de Cristo: nos limpa de todo pecado, nos deixa como se nunca em nossa vida tivéssemos pecado. E assim é como Deus quer a todos nós.

         E agora vejam vocês, nem Deus encontra esses pecados por quê? Porque o Sangue de Cristo os desintegrou; como o alvejante desintegrou a mancha de tinta: desintegrou a tinta e desapareceu da camisa.

         Agora, quem não tem a sabedoria sequer de que tem uma camisa manchada que deseja que esteja branca, limpa, e não aproveita para lavar seus pecados no Sangue de Cristo, não aproveita para ter sua vestimenta limpa…

         Porque, vejam aqui em Apocalipse nos fala de nossas vestimentas, as quais temos que ter limpas; vejamos no livro de Apocalipse, há um lugar onde fala disto (se Benjie pode conseguir por aí)… É em Apocalipse, onde diz… 3:5 (…), começando no versículo 4, diz:

         “Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes e comigo andarão de branco, porquanto são dignas disso.

O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.”

         Agora vejam como nos fala aqui dessas vestes, as quais devem estar limpas para ir viver com Cristo por toda a eternidade.

         Ele confessará nosso nome diante do nosso Pai celestial; e Ele mostrará que com Seu Sangue, Ele nos limpou de todo pecado, porque Ele nos apresentará a Deus limpos, nossas vestes limpas; e assim… diz:

         “… e comigo andarão de branco, porquanto são dignas disso.”

         Agora vejam como é necessário que tenhamos nossas vestimentas limpas, ou seja: ter lavado nossos pecados no Sangue de Cristo ao crer em Cristo como nosso Salvador e receber Seu Espírito Santo, para assim nascer no Corpo Místico de Cristo e caminhar com Cristo em vestimentas brancas; e receber um corpo novo que Ele nos dará no Último Dia (que é o sétimo milênio), um corpo eterno e glorificado igual ao Seu corpo. E iremos com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro com esse novo corpo, com essa nova vestimenta branca; sem pecado, eterno e glorificado; e depois também estaremos no Reino Milenial com Cristo, e depois por toda a eternidade.

         Vejam, esses são os bem-aventurados, as pessoas bem-aventuradas, que escutaram a Palavra de Deus, creram com todo o seu coração em Jesus Cristo como nosso Salvador, lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e receberam Seu Espírito Santo.

         Agora, vejamos, em Apocalipse, capítulo 1, versículo 1 ao 3, diz:

         “Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo,

o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto.

Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.”

         Agora vejam como são bem-aventurados os que - ou quem lê e os que ouvem as palavras desta profecia apocalíptica que o Anjo do Senhor Jesus Cristo traz. Por quê? Porque esta é a Palavra de Deus, a Palavra de Jesus Cristo enviada por meio do Seu Anjo Mensageiro.

         É a Voz de Cristo, é a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final prometida para soar, para ser tocada no Último Dia, e chamar e juntar todos os escolhidos de Deus, como Jesus Cristo disse em São Mateus, capítulo 24, versículo 31:

         “E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos.”

         Essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final é a Voz de Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia; assim como a Voz de Cristo esteve em eras passadas por meio dos mensageiros que Ele enviou em eras passadas, e chamou e juntou as Suas ovelhas nas eras passadas; e agora, chama e junta as Suas ovelhas deste tempo final.

         João o apóstolo diz em Apocalipse, capítulo 1, versículo 10 ao 11:

         “Eu fui arrebatado em espírito, no dia do Senhor (ou seja: no sétimo milênio), e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta (O que escutou? Uma grande voz como de Trombeta),

         que dizia: Eu sou o Alfa e a Ômega, o primeiro e o último.”

         Quem é o Alfa e o Ômega? Quem é o primeiro e o último? Nosso amado Senhor Jesus Cristo. João o apóstolo está escutando aqui a Voz de Cristo no Último Dia, prometida como a Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final.

         Em Apocalipse, capítulo 4, versículo 1, essa Voz, falando do Céu, vejam que é uma Voz de Trombeta; é a Voz de Cristo falando. Diz:

         “Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

         A Voz de Cristo falando diz: “Sobe aqui”. Aonde vamos subir? Temos que subir à Era da Pedra Angular, que é a etapa da Igreja de Jesus Cristo correspondente a este tempo final; e aí encontraremos a Voz de Cristo nos falando por meio de Seu Anjo Mensageiro todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Vejam, diz em Revelação… Apocalipse, capítulo 1:

         “Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo.”

         Por meio de quem vem essa revelação das coisas que em breve devem acontecer? Veem por meio do Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo. É por meio do Anjo Mensageiro de Jesus Cristo que a Voz de Cristo revela todas estas coisas aos filhos e filhas de Deus.

         E para este tempo final vejamos como em Apocalipse, capítulo 22, versículo 6, Ele envia Seu Anjo, para revelar todas estas coisas que devem acontecer. Diz:

         “E disse-me o anjo: Estas palavras são fiéis e verdadeiras.”

         Por quê? Porque são a Palavra de Deus, a Voz de Cristo falando e revelando estes mistérios apocalípticos.

         “O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas…”

         Os espíritos dos profetas de quem são? De Deus. São espíritos da sexta dimensão, corpos teofânicos da sexta dimensão enviados à Terra para ministrar a Palavra de Deus aos herdeiros de salvação, que são as pessoas que têm seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro desde antes da fundação do mundo, são os bem-aventurados; e a eles são enviados estes espíritos de profetas, cada espírito de profeta manifestado em carne humana no tempo correspondente.

         São Paulo, o mensageiro apóstolo da primeira era; nele estava um espírito de profeta operando, ministrando a Palavra de Deus, a Mensagem de Deus para a Igreja de Jesus Cristo naquela primeira era da Igreja; e assim foi em cada anjo mensageiro; e assim é para este tempo final em e para a Era da Pedra Angular, onde Jesus Cristo envia o Seu Anjo Mensageiro, esse espírito de profeta manifestado em carne humana no Último Dia. Para que? Vamos ver para que:

         “… enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         O que estará fazendo esse espírito de profeta manifestado em carne humana? O Anjo do Senhor Jesus Cristo o que estará fazendo? Revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer. A quem? Aos membros da Igreja de Jesus Cristo, à Igreja de Jesus Cristo, aos bem-aventurados, que creram em Cristo como seu Salvador, lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e receberam Seu Espírito Santo; e, portanto, nasceram de novo, nasceram na Igreja de Jesus Cristo, e têm um corpo teofânico da sexta dimensão.

         “… enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         As coisas que Jesus Cristo disse: “Sobe aqui, e eu te mostrarei as coisas que têm que acontecer logo, as coisas que têm que acontecer depois destas (destas que já aconteceram no passado)”; agora, é por meio do Seu Anjo Mensageiro que Jesus Cristo se manifesta em Espírito Santo e coloca na boca do Seu Anjo Mensageiro todas estas coisas que em breve devem acontecer, e ele as revela ungido com o Espírito Santo.

         Em seguida, em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, Jesus Cristo reconfirma que Ele enviou o seu Anjo Mensageiro.

         Esse Anjo Mensageiro é o último profeta de todos os profetas de Deus; por isso é um profeta dispensacional. É o profeta da sétima dispensação, que é a Dispensação do Reino; e por isso vem com a Mensagem do Evangelho do Reino, que gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Diz Jesus em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         De que coisas? De todas estas coisas que em breve devem acontecer. Para isso é enviado o Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo, o profeta da Dispensação do Reino e Anjo Mensageiro da Era da Pedra Angular. E nele vem Jesus Cristo em Espírito Santo manifestado no Último Dia, nos falando por meio dele, todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

         E “bem-aventurado o que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia” que traz o Anjo do Senhor Jesus Cristo, enviado por Jesus Cristo para dar testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Agora vejam como também em Apocalipse, capítulo 22, nos fala desta bem-aventurança que têm os que escutam a Voz de Cristo, a Voz de Deus, por meio do mensageiro que Ele envia para este tempo final, assim como para os que viveram nas eras passadas. Vamos ver, no capítulo 22, o versículo 7 diz:

         “Eis que cedo venho. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.”

         E essas são as palavras que quem está revelando? O Anjo do Senhor Jesus Cristo; porque é enviado para manifestar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer.

         E os que escutam as palavras da profecia deste livro, os que escutam e leem as palavras da profecia deste livro e as guardam, são bem-aventurados. São os bem-aventurados que no Último Dia estarão vivendo, e estarão obtendo o conhecimento de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e estarão sendo preparados para serem transformados e raptados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro neste tempo final.

         Esses são os bem-aventurados os quais neste tempo final estariam vivendo, assim como em cada etapa da Igreja de Jesus Cristo viveram os bem-aventurados que escutaram a Voz de Deus, a Voz de Jesus Cristo por meio do mensageiro que Jesus Cristo enviou. E agora os bem-aventurados estarão escutando a Voz de Jesus Cristo por meio de Seu Anjo Mensageiro revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E assim como houve um território em cada era ou etapa da Igreja de Jesus Cristo, onde Ele enviou cada anjo mensageiro com a revelação correspondente a cada etapa da Igreja de Jesus Cristo, e chamou e juntou os seus escolhidos em cada uma dessas etapas, e esses foram os bem-aventurados que escutaram a Voz de Cristo por meio do mensageiro de cada etapa, de cada era; agora também, para este tempo final, há um território onde estarão os bem-aventurados, digamos 90 ou 99% (para deixar alguma porcentagem para outras nações, não digam que somos muito egoístas).

         E se não ocuparem essa porcentagem, também a ocuparão latino-americanos e caribenhos; porque esse é o território onde Ele enviaria o Seu Anjo Mensageiro dando testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e aí estariam os bem-aventurados que estariam escutando a Voz de Cristo, a Voz de Deus, na revelação de todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E esses são os bem-aventurados que leem e escutam as palavras da profecia deste livro apocalíptico neste tempo final; pois estarão lendo em folhetos, e também escutando em vídeos e em fitas K7, e também em pessoa, ao vivo, estarão escutando as palavras da profecia deste livro, revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer; e assim crendo em e com toda sua alma; e assim obtendo a bem-aventurança de ler e escutar as palavras da profecia deste livro apocalíptico que traz o Anjo do Senhor Jesus Cristo enviado por nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         O apóstolo São João quis adorar o Anjo em duas ocasiões, mas o Anjo lhe disse que não o fizesse, e lhe disse: “Não o faça”.

         Vejamos. Apocalipse 19, versículos 7 ao 10, diz:

         “Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.

E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos.”

         Aí temos os que lavaram seus pecados no Sangue de Cristo e foram justificados; e têm suas vestes brancas, limpas, e estão como se nunca tivessem pecado na sua vida.

         “E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus.

E eu lancei-me a seus pés para o adorar, mas ele disse-me: Olha, não faças tal; sou teu conservo e de teus irmãos que têm o testemunho de Jesus; adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.”

         Este Anjo aqui diz:

         “Olha, não faças tal; sou teu conservo e de teus irmãos que têm o testemunho de Jesus.”

         Ou seja: que é um conservo do João o apóstolo e dos irmãos que têm o testemunho de Jesus Cristo, ou seja: de todos os membros do Corpo Místico de Jesus Cristo, de toda a Igreja de Jesus Cristo; e não permite que João o adore, mesmo que João viu nele essa manifestação de Jesus Cristo revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E agora, em Apocalipse 22, versículo 8 em diante, João tenta novamente de adorar o Anjo de Jesus Cristo; diz João o apóstolo:

         “E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que, mas mostrava para o adorar.

E disse-me: Olha, não faças tal, porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a Deus.”

         Não permitiu adoração nesta segunda ocasião em que João tentou adorar o Anjo de Jesus Cristo. E o Anjo lhe diz: “… eu sou conservo teu, de seus irmãos os profetas…”, por quê? Porque é um profeta.

         Os profetas vêm dando testemunho das coisas que hão de acontecer; veem profetizando as coisas que vão acontecer. E por isso este Anjo de Jesus Cristo vem testificando, dando testemunho de todas estas coisas que vão acontecer; ou seja: que vem profetizando.

         O livro de Apocalipse é um livro profético e é a profecia de Jesus Cristo através de Seu Anjo Mensageiro; ou seja: que Jesus Cristo por meio de Seu Anjo Mensageiro profetiza; por isso estas são profecias dadas através do Anjo de Jesus Cristo por Jesus Cristo em Espírito Santo.

         O mesmo Espírito Santo que esteve em Jesus de Nazaré e profetizou; o mesmo Espírito Santo que esteve nos profetas do Antigo Testamento e profetizou, agora vem no Anjo do Senhor Jesus Cristo profetizando todas estas coisas que devem acontecer.

         E por isso o livro do Apocalipse é um livro profético, e por isso o encontramos em símbolos, todos estes eventos proféticos que acontecerão; mas estes símbolos apocalípticos, proféticos, têm um significado.

         E o Anjo do Senhor Jesus Cristo para o Último Dia vem ungido com o Espírito Santo para dar testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e abrir à Igreja de Jesus Cristo todas estas coisas que devem acontecer depois das que já aconteceram nas sete etapas ou eras da Igreja gentia.

         Vem para abrir o mistério da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, Rei dos reis e Senhor dos senhores; vem para abrir o mistério do Sétimo Selo, que é a Segunda Vinda de Cristo; e vem em Seu Anjo Mensageiro — Cristo em Espírito Santo — ungindo o seu Anjo Mensageiro e falando por meio do Seu Anjo Mensageiro todas estas coisas que devem acontecer; e revelando essas coisas que devem acontecer, ou seja: revelando estes símbolos apocalípticos que correspondem a este tempo final.

         E assim os sábios entenderão; como disse o profeta Daniel no capítulo 12, entenderão estas coisas que devem acontecer neste tempo final, as quais o profeta Daniel quis entender, mas Deus lhe disse: “Estas palavras estão seladas e fechadas até o tempo do fim”.

         No tempo do fim são abertas pelo Anjo do Senhor Jesus Cristo a todos os filhos de Deus, e então os sábios entenderão estas coisas que devem acontecer neste tempo final.

         Todas estão profetizadas no Antigo Testamento e o Novo Testamento; e estão profetizadas aqui, no livro do Apocalipse. E estas profecias apocalípticas o Anjo do Senhor Jesus Cristo as trouxe enviado por Jesus Cristo; as deu a João nesta forma simbólica.

         E para este tempo final Jesus Cristo o envia à Sua Igreja, para revelar a sua Igreja todas estas coisas que devem acontecer no Último Dia, as quais estão nestes símbolos apocalípticos, e também estão em todo o Antigo Testamento e Novo Testamento nas profecias que correspondem ao tempo final.

         Agora vejam como este Anjo Mensageiro, que é o profeta da Dispensação do Reino e da Era da Pedra Angular, é quem traz esta revelação divina a toda a Igreja de Jesus Cristo neste tempo final.

         E os escolhidos de Deus, os primogênitos de Deus, são chamados e juntados com essa revelação divina, ao escutar a revelação divina de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e escutar assim a revelação da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá; e com essa revelação são chamados e juntados todos os escolhidos na Era da Pedra Angular; e leem e ouvem todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final, e são bem-aventurados. Esses são os bem-aventurados do Último Dia, os quais recebem a fé para serem transformados e raptados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro, ao Céu, à Casa do nosso Pai celestial.

         Vimos os bem-aventurados das eras passadas, os que escutaram a Voz de Cristo por meio do mensageiro de cada era; e vimos os bem-aventurados deste Último Dia, que são os que escutam a Voz de Jesus Cristo por meio de Seu Anjo Mensageiro.

         Jesus Cristo em Espírito Santo esteve em Seus anjos mensageiros das sete eras da Igreja gentia, em Seus sete anjos mensageiros, e falou por meio deles, colocou na boca deles Sua Palavra; e os que escutaram essa Palavra, essa Mensagem, foram os bem-aventurados de sua era.

         E agora, Cristo vem manifestado em Seu Anjo Mensageiro em Espírito Santo, coloca Sua Palavra de todas estas coisas que em breve devem acontecer na boca do Seu Anjo Mensageiro, e ele fala estas coisas que devem acontecer neste tempo final; e os que escutam a Voz de Cristo através de Seu Anjo Mensageiro são os bem-aventurados deste tempo final, deste Último Dia, do sétimo milênio e da Era da Pedra Angular.

         E o Anjo Mensageiro de Jesus Cristo não obrigará às pessoas que creiam; ele dará a revelação da Palavra de Deus, a Palavra de Jesus Cristo, e “quem é de Deus, ouve a Voz de Deus”, diz Jesus Cristo, sem ninguém obrigá-lo. Cristo também disse: “Minhas ovelhas ouvem minha Voz e me seguem”.

         E também Cristo disse que a boa terra é aquele que ouve a Palavra e a entende, e produz fruto a cem por um; outros a sessenta por um e outros a trinta por um. Ou seja: que uns produzem mais fruto que outros, assim como nas plantas de milho ou de trigo, há plantinhas que produzem melhor fruto ou maior fruto: produzem umas espigas de milho com grãos de milho maiores; e algumas vezes produzem até mais espigas de milho (não sei como chamam vocês), espigas de milho, ou milho; e outras, pois produzem umas espigas de milho ou milho menores, grãos de milho menores.

         Agora, todo isso vai depender do sol que está dando e a terra onde está. Onde há boa umidade e o sol pega, pois o fruto é melhor; aí podem produzir a cem por um o fruto. Mas se estiver à sombra, aí não pega bem o sol, portanto o fruto não será tão bom. E se estiver em um lugar onde a umidade não é boa, também não vai produzir bom fruto; ou seja: não vai produzir tanto fruto, mesmo que seja um escolhido, mas então produz ou a sessenta ou a trinta por um.

         Semeia-se um grãozinho de trigo e se recolhem centenas ou milhares de grãozinhos de trigo, verdade?

         E agora, dar fruto a cem por um é dar fruto ao máximo, dar fruto a sessenta por um é dar fruto um pouquinho mais da metade, e dar fruto aos trinta por um é dar um terço (mais ou menos) do fruto que deve dar cada pessoa.

         Deus não quer árvores ou plantas sem fruto; ao ser plantas para produz fruto, devem produzir fruto todas as plantas ou árvores.

         Por isso diz João Batista e Jesus que “o machado está posto à raiz de toda árvore; e toda árvore que não produz bom fruto será cortada e lançada no fogo”. Deus nos colocou para produzir bom fruto.

         Vejam no Salmo número 1, que lemos ao princípio, nos diz:

         “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas…”

         Ou seja: junto, não dentro, mas à margem do rio; aí há umidade todo o tempo, se o rio tiver boa água. Diz:

         “a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.”

         Ou seja: é uma árvore cheia da bênção de Deus. Esses são os que ouvem a Palavra de Deus e a entendem. Esses são os bem-aventurados deste tempo, como foram também os bem-aventurados do tempo passado.

         Agora vimos que também os escolhidos de Deus, Deus os representa em árvores, os representa também no trigo (porque o trigo são os filhos do Reino) e também os representa na boa terra. Quando os representa na boa terra, então a semente que é semeada é a Palavra de Deus, para produzir muito fruto na vida dessa pessoa.

         E agora, também a Igreja de Jesus Cristo, sendo a que está composta pelos primogênitos de Deus, os escolhidos de Deus, também ela é a boa terra onde a semente da Palavra de Deus é semeada. E de etapa em etapa vimos que a boa terra foi o território onde se cumpriu cada era.

         No tempo de cada era a boa terra foi esse território onde foi semeada a Palavra de Deus, a boa semente, e aí estiveram também os escolhidos de Deus; e são os que ouvem a Palavra e a entendem. E esse território é o que tem a bênção da unção do Espírito de Deus para que seu povo ouça a Palavra através do mensageiro de cada era e entendam essa Palavra.

         Por exemplo: no tempo de São Paulo, São Paulo queria ir para a Bitinia (isso é para o oriente), e ia se dirigir rumo à China, a Ásia Maior; mas o Espírito Santo, o Anjo do Senhor apareceu em sonhos, em uma visão, mostrando um varão macedônico ou macedônio, o qual dizia: “Passa a Macedônia e nos ajude”. Por quê? Porque a semente de Deus, os filhos e filhas de Deus, a semente de Deus, onde estava? Nessa área da Macedônia e Ásia Menor.

         E Paulo, se fosse para esse lugar rumo à Ásia Maior, e se fosse para a China, essa não era a boa terra para a primeira era, porque a boa terra para a primeira Era; era a Ásia Menor e parte da Europa.

         E agora, São Paulo tinha que semear essa semente da Palavra de Deus onde? Na boa terra, no território onde iria produzir fruto em abundância. E ali estavam os filhos e filhas de Deus como boa terra, tendo sua alma, seu coração como a boa terra, onde seria semeada essa Palavra. Foi semeada na alma dessas pessoas no território que representava a essas pessoas, e produziu fruto; foi semeado e ali cresceu o fruto, ali cresceu a Obra de Deus, a Igreja de Jesus Cristo.

         Em seguida a segunda era passou a ser na França; essa foi a boa terra para a segunda etapa da Igreja gentia; e em seguida a França e Hungria foi o território assinalado como a boa terra onde estava a semente de Deus, os filhos e filhas de Deus que escutariam a Palavra; e em seguida a Irlanda e Escócia para a quarta era; e em seguida a Alemanha para a quinta era, e em seguida a Inglaterra para a sexta era, e em seguida a América do Norte para a sétima era.

         Por isso nesses territórios Deus enviou cada anjo mensageiro de cada era da Igreja gentia, porque esse território foi a boa terra no tempo correspondente a essa era e a esses escolhidos de cada uma dessas eras.

         E agora, qual é a boa terra para semear a Palavra de Deus, o Evangelho do Reino, para que produza em abundância? E onde estão os escolhidos de Deus, que também são a boa terra? Pois a boa terra dos escolhidos estará na boa terra como território.

         A boa terra, que são os escolhidos de Deus, são os primogênitos de Deus, escritos no Céu desde antes da fundação do mundo; e Deus os coloca na boa terra como território, que é a América Latina e o Caribe.

         Dizem que a terra de cor canela é a melhor terra para semear. E a América Latina e o Caribe, se juntarmos todas as cores que os latino-americanos e caribenhos têm, tiramos a cor canela, pele canela.

         Essa é a boa terra como território, e essa é a boa terra como indivíduos para semear a Palavra de Deus correspondente a este tempo final: as palavras da profecia deste livro apocalíptico, as palavras de Jesus Cristo por meio do Seu Anjo Mensageiro dando testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

         E essa boa terra para este tempo final estaria recebendo essa semente da Palavra de Deus sendo falada; e estaria crescendo essa semente, nasceria e cresceria e produziria fruto em abundância.

         O território latino-americano e caribenho produz fruto em abundância: muitos filhos e filhas de Deus, muitos primogênitos de Deus. E cada filho e filha de Deus como indivíduo também é a boa terra onde essa Palavra de Deus é semeada, e agora…, para produz muito fruto, fruto em abundância, o fruto da Palavra de Deus; a tal grau que para este tempo final, quando os mortos em Cristo ressuscitarem, nós os que vivemos seremos transformados e levados a Casa do nosso Pai celestial no Céu, à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Isto é assim porque os bem-aventurados do Último Dia estariam onde? Na América Latina e no Caribe. Digamos 90 a 99% — como disse — para deixar mesmo que seja 1% para outros de outras nacionalidades.

         Ainda quando encontramos em outras nações e outros continentes, pessoas que receberam a Mensagem de Deus correspondente ao Último Dia, o Evangelho do Reino, quando pergunta:

         —“Bom, e de que nação você é?”

         —“Eu sou de uma nação da América Latina, minha família vive lá; são de tal cidade”, seja da República Mexicana ou da República da Colômbia, ou da Venezuela ou do Brasil ou de algum país latino-americano ou caribenho.

         Vejam; a Palavra chega a eles mesmo que estejam em outras nações, porque pertencem à boa terra latino-americana e caribenha.

         Por isso é que oramos pela América Latina e o Caribe e todos seus habitantes, para que a bênção de Deus seja sobre todos os latino-americanos e caribenhos, e a América Latina e o Caribe entrem no glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         A América Latina e o Caribe no Reino Milenial de Cristo será o continente de mais prosperidade e de mais bênção de Deus, juntamente com o território de Israel; onde estará o Trono de Jesus Cristo, que é o Trono de Davi, onde estará Cristo governando sobre o povo hebreu e sobre todas as nações.

         Assim que vejam vocês, a América Latina e o Caribe tem uma bênção que ainda não descobriu, exceto aqueles que escutaram a Voz de Deus, a Palavra de Deus correspondente a este tempo final.

         A América Latina tem a maior bênção que nação alguma teve.

         E em seguida o povo hebreu receberá esta mesma bênção, depois que tiver completado o número dos escolhidos de Deus e os mortos em Cristo tiverem ressuscitado e nós os que vivemos tivermos sido transformados; “e logo todo Israel será salvo, como está escrito…”, porque será quando tiver entrado a plenitude dos gentios, ou seja: a plenitude do Corpo Místico de Cristo, de todos os escolhidos de Deus da Igreja de Jesus Cristo.

         Bom, foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês dando testemunho de “OS BEM-AVENTURADOS”.

         Vimos quem são os bem-aventurados. Estamos aqui na Terra para ouvir a Palavra de Deus, receber a Cristo como nosso Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo, e assim nascer de novo e assim entrar no Reino de Deus.

         Esse é o propósito de nossa vida neste planeta Terra, para assim que se manifeste que somos os bem-aventurados que neste Último Dia viveríamos e estaríamos escutando a Voz de Deus, a Voz do nosso amado Senhor Jesus Cristo, essa Grande Voz de Trombeta nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Que as bênçãos de Jesus Cristo nosso amado Salvador sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e breve se complete o número dos escolhidos de Deus, e breve os mortos em Cristo ressuscitem e nós os que vivemos sejamos transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Bom, que Deus continue abençoando a todos, e deixo novamente o jovem José Benjamim Pérez para continuar e finalizar nossa parte nesta ocasião.

         “OS BEM-AVENTURADOS”.

Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16