O Caminho para a Vida Eterna - CULTO AO VIVO: "UM JUÍZO UNIVERSAL ATRAVÉS DO QUAL DEUS NOS FALA HOJE" - 25 DE OUTUBRO DE 2019

Transmissão ao vivo: "Um Juízo Universal através do Qual Deus nos Fala Hoje"

Conteúdo Digital (Vídeo | Áudio | Texto)

Muito bom dia amados amigos e irmãos reunidos aqui em Ambato, Equador. É para mim uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar uns momentos de companheirismo ao redor do Programa de Deus e ver o dia que nos correspondeu viver, e ver claramente como servir ao nosso Deus, a Jesus Cristo, e como receber Suas bênçãos correspondentes a este tempo final, e assim ser preparados para ser transformados e levados com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Para esta ocasião temos a leitura da Palavra de Deus em São Mateus, capítulo 24, versículos 37 ao 39, onde o próprio Jesus Cristo fala dizendo:

         “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem.

         Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,

         e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem.”

         Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         Nosso tema para esta ocasião é: “UM JUÍZO UNIVERSAL ATRAVÉS DO QUAL DEUS NOS FALA HOJE”.

         Por meio deste juízo divino do dilúvio que veio sobre a raça humana, à geração pré-diluviana, Deus nos fala neste tempo final; e nos diz que como foi aqueles dias de Noé, assim será também o dia em que o Filho do Homem se manifestará, assim será também o dia ou os dias em que o Filho do Homem virá.

         Diz: “… assim será também a vinda do Filho do Homem”. E também nos diz: “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem.”

         E em São Lucas, o próprio Jesus Cristo nos diz no capítulo 17, versículo 26 em diante (26 ao 30 diz):

         “E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do Homem.

         Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e consumiu a todos.

         Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam.

         Mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre, consumindo a todos.

         Assim será no dia em que o Filho do Homem se há de manifestar.”

         Agora, podemos ver que tanto os dias de Noé como os dias de Ló representam os dias finais, estes dias nos quais vivemos, os quais seriam paralelos aos dias de Noé e aos dias de Ló.

         Agora, por meio do juízo do dilúvio que veio sobre a raça humana, Deus fala à raça humana que vive neste tempo e lhes mostra que assim será o tempo em que o Filho do Homem estará manifestado aqui na Terra, onde depois do chamado com a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino… onde são chamados e juntados todos os escolhidos de Deus, e colocados no Corpo Místico de Cristo, e preparados para serem transformados e raptados, e serem levados à Ceia das Bodas do Cordeiro antes que venha o juízo Divino.

         Não um dilúvio de água, mas de fogo, que queimará os maus, como está anunciado pelo próprio Cristo e por João Batista, e pelo profeta Malaquias, quando nos falam sobre o que acontecerá no Último Dia, ou seja: no sétimo milênio. Por exemplo, Malaquias no capítulo 4 nos diz; versículo 1:

         “Porque eis que aquele dia vem ardendo como forno; todos os soberbos e todos os que cometem impiedade serão como restolho; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo.”

         Isto é paralelo ao juízo do dilúvio que veio sobre a raça humana milhares de anos atrás, no tempo de Noé.

         E o que será com os filhos e filhas de Deus que vivem na Terra? Continua dizendo:

         “Mas para vós que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça e salvação trará debaixo das suas asas…”

         A salvação para escapar do juízo divino que virá sobre a Terra é a vinda ou nascimento do Sol de Justiça, que é a Segunda Vinda de Cristo; e em Suas asas trará salvação: Ele vem com Seus Anjos, que são Suas asas, os quais são os ministérios de Moisés e Elias.

         Esses são os ministérios representados nas asas do Sol de Justiça, como também uma águia tem duas poderosas asas; e representam, as duas asas, representam os ministérios de Moisés e Elias, os quais Cristo no Último Dia estará manifestando na Terra.

         Por isso é que vemos na página 14-A do livro Citações em espanhol, versículo 144, onde diz:

         144 – “Assim que façamos o que podemos enquanto é de dia e algum dia haverá … as asas de uma águia branca descerão, e Ele nos levará.”

         Aí temos as asas do Sol de Justiça: “as asas de uma águia branca”. Uma águia é um profeta. E Cristo, quando veio dois mil anos atrás, sendo um profeta, era a poderosa águia que naquele tempo foi manifestado; assim como outros poderosos mensageiros de Deus foram manifestados em tempos anteriores.

         Agora, para o Último Dia temos a promessa de uma águia branca que descerá e nos levará: é a Segunda Vinda de Cristo com Suas poderosas asas dos ministérios das Duas Oliveiras, os ministérios dos Dois Castiçais, os ministérios de Apocalipse, capítulo 11 e Zacarias, capítulo 4, que são os ministérios de Moisés e Elias, os ministérios das Duas Oliveiras. Esses ministérios vêm para bênção de todos os escolhidos de Deus:

         “E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos…”

         Esta Grande Voz de Trombeta é a Mensagem do Evangelho do Reino revelando, proclamando o Sétimo Selo, ou seja: revelando a Segunda Vinda de Cristo com Seus Anjos neste tempo final.

         Diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo no livro Citações, página 47, versículo 402, diz:

         402 – “E nós que vivemos e tivermos ficado até a vinda do Senhor…”

         Para quem é esta promessa da transformação? Para nós que vivemos e tivermos ficado até a Vinda do Senhor.

         “… não evitaremos ou impediremos os que dormem (ou seja: os que partiram; os Santos que partiram). Esses preciosos que selaram seu testemunho com seu sangue. ‘Não impediremos ou atrapalharemos aos que dormem, porque soará a Trombeta’. Algo acontecerá; esse algo evangélico soará o anúncio da Sua vinda.”

         Agora, o que soará? O que soará é o anúncio da Sua Vinda: soará a Segunda Vinda de Cristo, revelará a Segunda Vinda de Cristo a todos os filhos e filhas de Deus.

         E depois que tiver revelado esse mistério da Segunda Vinda de Cristo, e tiverem sido chamados e juntados todos os escolhidos de Deus, o que acontecerá? Os mortos em Cristo ressuscitarão:

         “‘E os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. E nós os que vivemos e permaneçamos seremos transformados’. Parados ali, e sentir uma mudança; o cabelo grisalho desaparecerá, as rugas cessarão; mudados em um momento, em um abrir de olhos. E encontraremos os nossos amados primeiro (aos nossos amados que partiram).”

         Agora, podemos ver o que é esta Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta. O precursor da Segunda Vinda de Cristo também falou dela na página 129, onde diz:

         1152 – “Ele disse que a Grande Trombeta... (A Grande Trombeta. Não Trombetas agora, Festa das Trombetas; há dois deles, Moisés e Elias, para chamar as Trombetas), mas debaixo da Grande Trombeta a vinda do Senhor, para anunciar José voltando, veem? Todas as nações se reunirão em Jerusalém. Amém! Isso se encontra no livro de Isaías; só lhes dei recentemente um desses capítulos que lemos. Isso está em Isaías 18:1 e 3. E em Isaías 27:12 e 13 é onde Ele toca essa Trombeta e todas as nações reconhecerão que Israel está na sua pátria, Deus com ela. Então a Noiva virá para estar com o Noivo, o Noivo com a Noiva; e então o grande Milênio, depois que o mundo inteiro for destruído por poder atômico; e haverá Novos Céus e um Novo Mundo, e viverão para sempre.”

         Aqui podemos ver que nos fala também da destruição do mundo, como foi no tempo de Noé e no tempo de Ló. Aqui nos diz que será com poder atômico, e esse poder atômico; muitas nações já têm preparado para uma Terceira Guerra Mundial.

         Agora, vejamos aqui, na página 130, onde nos diz no versículo 1164:

         1164 – “Recordem que ‘os que estão vivos e ficarem não impedirão os que estão dormindo, porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta…’”

         Ou seja: a Trombeta Final da qual São Paulo fala em Primeira aos Coríntios, capítulo 15, versículos 51 ao 55. Diz:

         “‘… porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta…’ A sexta acaba (de soar) de tocar. E essa última Trombeta, como o último Selo, será a Vinda do Senhor. ‘Tocará (ou seja: soará), e os mortos em Cristo se levantarão primeiro.”

         Agora vejam vocês o que é essa Trombeta Final: essa Trombeta Final, como o último Selo, é a Vinda do Senhor.

         Também, na página 149, versículo 1333, diz:

         1333 – “Recordem que ‘os que vivem e ficarem; não impedirão os que dormem; porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta…’ A sexta acaba de soar. E essa última Trombeta, como o último selo, será a Vinda do Senhor. Tocará (ou seja: soará), e os mortos em Cristo se levantarão primeiro’. Só descansando até esse tempo.”

         Ou seja: que os mortos em Cristo, os que partiram em diferentes eras, estiveram descansando; e descansam até que tiver soado essa Trombeta Final…, tiver soado a Trombeta Final, que é o Sétimo Selo, o qual é a Segunda Vinda de Cristo. E em seguida os mortos em Cristo se levantarão, e nós os que vivemos seremos transformados; e todos com corpos eternos iremos à Ceia das Bodas do Cordeiro.

         E estes dias; esses dias são como os dias de Noé, onde Deus, assim como estava dando uma Mensagem por meio do profeta Noé (um profeta dispensacional) aos crentes (que eram pouquinhos), para este tempo final estaria nos falando com essa Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, que é o Sétimo Selo, e estaria nos revelando o mistério da Segunda Vinda de Cristo.

         E agora, vejam vocês o que nos diz a página 116; versículo 1026 diz:

         1026 – “Este Livro já está aberto, isso é certo, só esperando o Sétimo Selo, que seja identificado com a Vinda de Cristo.”

         Agora vejam como a Vinda de Cristo é o maior mistério de todos os mistérios, o qual seria revelado neste tempo final.

         Este é o tempo mais glorioso de todos os tempos. Este é o tempo em que os escolhidos de Deus obtêm a revelação deste mistério e assim obtêm a bênção grande de ver aberto este mistério do Sétimo Selo, ver aberto o maior mistério de todos os mistérios divinos, que é o mistério do Sétimo Selo, o mistério da Segunda Vinda de Cristo.

         Diz na página 120, versículo 1064:

         1064 – “E então encontramos aqui em Revelação 10, nos dias da mensagem do sétimo anjo os mistérios de Deus serão consumados. O Sétimo Selo seria aberto.”

         E o Sétimo Selo, o que é? É a Vinda do Senhor. Esse é o mistério que para este tempo final está prometido que será aberto com essa Mensagem do Evangelho do Reino, essa Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta, a Trombeta do Evangelho do Reino soando e revelando o mistério da Sua Vinda.

         E Cristo disse que estes dias seriam como os dias de Noé. Como nos dias de Noé, assim seria o que? A Vinda do Filho do Homem, a Vinda do Sétimo Selo, a Vinda do Senhor como Leão da tribo de Judá, como Rei de reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Agora vimos como Deus por meio de um juízo universal (como foi o dilúvio) nos fala hoje, neste dia final, neste tempo final, nos mostrando que aquilo que aconteceu lá é tipo e figura do que estaria acontecendo aqui neste tempo final.

         Lá houve um profeta dispensacional: Noé; e para este tempo final haverá um profeta dispensacional, o profeta da Dispensação do Reino com o Evangelho do Reino para este tempo final, o qual é o Anjo do Senhor Jesus Cristo. Esse é o sétimo profeta dispensacional.

         Agora, Deus teve centenas ou milhares de profetas, mas somente teve sete profetas maiores, sete profetas dispensacionais. Esse é o tipo maior de profeta que Deus envia ao planeta Terra.

         • Adão foi o primeiro, para a Dispensação da Inocência, com a Mensagem da Inocência.

         • Sete foi o segundo, para a segunda dispensação, a Dispensação da Consciência.

         • Noé foi o terceiro, para a terceira dispensação, a Dispensação do Governo Humano, com a Mensagem do Governo Humano.

         • Abraão foi o quarto, para a Dispensação da Promessa, com a Mensagem da Promessa.

         • Moisés foi o quinto profeta dispensacional, para a quinta dispensação, a Dispensação da Lei, com a Mensagem da Lei.

         • Jesus foi o sexto, para a sexta dispensação, com a Mensagem da Graça.

         • E agora, o Anjo do Senhor Jesus Cristo é o sétimo profeta dispensacional, para a sétima dispensação, a Dispensação do Reino, com a Mensagem do Evangelho do Reino, que é a sétima Mensagem dispensacional.

         E não há mais profetas dispensacionais, e também não haverá mais profetas menores; já Deus diz que dará a recompensa aos Seus profetas, aos Santos e aos que guardaram a Palavra de Deus.

         Apocalipse, capítulo 11, versículo 15 em diante, diz:

         “E tocou o sétimo anjo a trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.

         E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre seu rosto e adoraram a Deus,

         dizendo: Graças te damos, Senhor, Deus Todo-poderoso, que és, e que eras, e que hás de vir, que tomaste o teu grande poder e reinaste.

         E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.”

         Vejam, para os que destroem a Terra, o que diz aqui a Palavra? Que Deus os destruirá. E estão representados em que? No joio, que será queimado; porque Deus os destruirá com fogo atômico.

         Mas para os profetas que viveram no passado, e os que serviram a Deus no passado e os que servem a Deus no presente, e os mensageiros que Ele enviou de era em era, e para o último profeta mensageiro, o que diz aqui? Diz:

         “… e de dar o galardão aos seus servos os profetas (ou seja: que Deus dará o galardão aos Seus profetas das diferentes eras e dispensações; e também), aos Santos, e (aos que temem o Nome do Senhor) aos que temem seu nome, aos pequenos e aos grandes…”

         Ou seja: que é tempo de recompensa; pois Cristo disse em Apocalipse, capítulo 22, versículo 12: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra.”

         E a obra do joio foi destruir a Terra e destruir os Santos de Deus; portanto receberá a recompensa que lhes corresponde. E Cristo diz:

         “… e o tempo de destruíres os que destroem a terra.”

         Essa será a recompensa para os que estiveram destruindo a Terra e estiveram destruindo os Santos de Deus; e isso é na manifestação da ira de Cristo, a ira do Cordeiro.

         Mas para os profetas, os Santos e os que temem o Nome do Senhor a recompensa é vida eterna, e muitas bênçãos que herdarão para desfrutá-las no Reino Milenial e por toda a eternidade. E cada um ocupará a posição que lhe corresponde de acordo aos trabalhos que realizou na Obra de Cristo na era e dispensação que lhe correspondeu viver; porque nosso trabalho no Senhor não é em vão.

         “Quem…”. Diz a Escritura: “quem semeia pouco, colherá (o que?) pouco; mas e quem semeia muito, muito ceifará, muito recolherá”.

         Assim que semeemos no Reino de Deus trabalhando na Obra de Cristo ao máximo, para que recolhamos muito fruto de nossos trabalhos quando Ele nos recompensar nesse grande momento, na Ceia das Bodas do Cordeiro, onde Ele estará repartindo as recompensas pelos nossos trabalhos realizados no Reino de Deus, na Obra de Deus.

         Vejam, estamos vivendo no tempo final; e assim como para o tempo em que iria vir o dilúvio sobre a Terra…

         Vejam o que aconteceu naquele tempo. Em Gênesis, capítulo 6, quando Deus mandou construir a arca, vejam o que Deus disse a Noé. Capítulo 6, versículo 13 ao 17, diz:

         “Então, disse Deus a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra.

         Faze para ti uma arca da madeira de gofer; farás compartimentos na arca e a betumarás por dentro e por fora com betume.”

         Ao estar cheia assim de betume por dentro e por fora… Vejam a pintura, a cor que tinha a arca: cor betume. Quem ia pensar que uma arca, uma embarcação tão grande…? E depois pintada assim; porque não diz a Escritura que depois Noé em cima desse betume tenha passado alguma pintura. Era um monumento estranho, mas era o único monumento, o único meio para salvação, para escapar da destruição.

         “E desta maneira farás: de trezentos côvados o comprimento da arca, e de cinquenta côvados a sua largura, e de trinta côvados a sua altura. (1 côvado equivale a 18 polegadas).

         Farás na arca uma janela e de um côvado a acabarás em cima; e a porta da arca porás ao seu lado; far-lhe-ás andares baixos, segundos e terceiros (ou seja: de 3 andares ou 3 plantas).

         Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra, para desfazer toda carne em que há espírito de vida debaixo dos céus: tudo o que há na terra expirará.

         Mas contigo estabelecerei o meu pacto; e entrarás na arca, tu e os teus filhos, e a tua mulher, e as mulheres de teus filhos contigo.”

         Em seguida, quando somente faltava… já estava a arca construída; diz no capítulo 7:

         “Depois, disse o SENHOR a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque te hei visto justo diante de mim nesta geração.”

         Deus viu um profeta justo, um profeta dispensacional, o qual; vejam vocês, oferecia a Deus o sacrifício pelo pecado com esses animaizinhos que ele sacrificava, e o sangue desses animaizinhos cobria o pecado diante de Deus.

         E por quê? Porque eram tipo e figura de Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que morreria na Cruz do Calvário e tiraria o pecado do mundo.

         Mas por quanto aqueles animaizinhos não eram perfeitos, então somente seu sangue cobria o pecado até que aparecesse o Cordeiro perfeito que tiraria o pecado do mundo. E quando Cristo morreu na Cruz do Calvário e derramou Seu Sangue ali, o pecado daquelas pessoas — que estava coberto (as pessoas do Antigo Testamento) — foi tirado.

         Eles já tinham o tipo e figura; e quando veio a realidade, que foi Cristo, então se efetua neles a limpeza total dos seus pecados; e por isso puderam ressuscitar com Cristo no dia de Domingo de Ressurreição na manhã.

         E agora, nós já não necessitamos desses animaizinhos para estar fazendo sacrifícios, porque já temos um sacrifício de um Cordeiro perfeito, que é nosso amado Senhor Jesus Cristo e Seu Sacrifício efetuado na Cruz do Calvário. E por isso o povo hebreu já não necessita sacrifícios de animaizinhos.

         Mas o povo hebreu ainda não reconheceu esse Sacrifício perfeito que Cristo fez, e por isso causa se encontra o povo hebreu com seus pecados; e não estão cobertos da presença de Deus porque não têm os sacrifícios dos animaizinhos, e também não estão tirados porque não receberam Cristo como seu Salvador. E por quanto a recompensa do pecado é morte, esteve açoitando o povo hebreu o que? A recompensa do pecado, que é a morte; e por pouco exterminam o povo hebreu nos dias do Hitler, Mussolini e Stalin. Mas o povo hebreu será despertado neste tempo final.

         Agora, vejamos como para aquele tempo de Noé, Deus diz a Noé… já quando somente faltam sete dias para cair o dilúvio, para vir o juízo divino, Deus diz a Noé que a ele somente encontrou um justo. Somente restou um homem justo na Terra. Já tinham morrido seus antecessores, os quais tinham sido também profetas de Deus, como Adão, Sete, Enos e (vejamos)… Enos, Cainán, Mahalaleel… Cainán, Mahalaleel, também Jared.

         Enos que foi transposto para não ver morte; ele foi o sétimo, contando desde Adão, contando Adão, Sete e todos eles.

         Depois de Enoque veio Matusalém, que viveu 969 anos; e o ano que Matusalém morreu, esse ano veio o dilúvio.

         E Matusalém foi filho de Enoque, que foi levado por Deus para não ver morte; se foi tendo somente… se foi muito jovenzinho… vamos ver com quantos anos se foi. Quando gerou a Matusalém tinha 65 anos e quando…, e depois disso viveu 300 anos, e durante esses 300 anos gerou filhos e filhas; e diz [Gênesis 5:23]:

         “E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos.

         E andou Enoque com Deus; e não se viu mais, porquanto Deus para si o tomou”.

         Se foi jovenzinho: de 365 anos.

         E um homem de 365 anos atualmente já não se vê, mas naquele tempo ele era jovenzinho; seu filho Matusalém viveu 969 anos, o homem que mais anos viveu; e Matusalém, que foi o oitavo (o oitavo, Matusalém), se foi… ou seja: viveu 969 anos, foi quem mais viveu; mas Enoque, que foi o sétimo desde Adão, foi quem se foi no rapto, foi raptado, Deus o levou para não ver morte.

         E o sétimo mensageiro dispensacional desde Adão até aqui, qual será? O Anjo do Senhor Jesus Cristo, o qual estará caminhando com Deus; e seu grupo, sua família, seu grupo de sua era e dispensação também estarão caminhando com Deus na era e dispensação correspondente a este tempo final.

         E por isso a Igreja do Senhor Jesus Cristo que será raptada, está representada em quem? Em Enoque, o sétimo desde Adão.

         E por isso o mensageiro e o grupo de sua dispensação, da sétima dispensação, e o sétimo mensageiro dispensacional, são os que têm a promessa para serem transformados e raptados neste Último Dia, porque serão os que estarão caminhando com Deus na dispensação correspondente a este tempo e na era correspondente a este tempo, onde está se entrelaçando a sétima dispensação com a sexta dispensação.

         Agora, podemos ver todas estas coisas que aconteceram no passado e agora podemos ver Noé, que foi o neto de Enoque - ou bisneto de Enoque.

         Enoque foi o pai de Matusalém, Matusalém foi o pai de Lameque (Lameque foi o número 9), e Lameque foi o pai de Noé, e Noé foi o número 10 dessa lista de profetas de Deus, dessa lista de Adão até Noé; e o décimo primeiro, pois foi Sem, e assim por diante continuamos vendo essa lista destes servos de Deus, estes profetas de Deus.

         Agora, vejam vocês, Deus disse a Noé que construísse uma arca, colocasse uma janela na parte de acima e fizesse também uma porta na arca, uma porta pela qual entrariam nela (essa, pois, não podia estar na parte de acima, mas embaixo). Mas vejam aqui o que aconteceu, diz:

         “Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra, para desfazer toda carne em que há espírito de vida debaixo dos céus: tudo o que há na terra expirará.

         Mas contigo estabelecerei o meu pacto; e entrarás na arca, tu e os teus filhos, e a tua mulher, e as mulheres de teus filhos contigo.”

         E agora, no capítulo 7 lhe diz:

         “Depois, disse o SENHOR a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque te hei visto justo diante de mim nesta geração.

De todo animal limpo tomarás para ti sete e sete: o macho e sua fêmea; mas dos animais que não são limpos, dois: o macho e sua fêmea.

Também das aves dos céus sete e sete: macho e fêmea; para se conservar em vida a semente sobre a face de toda a terra.

Porque, passados ainda sete dias, farei chover sobre a terra quarenta dias e quarenta noites; e desfarei de sobre a face da terra toda substância que fiz.

E fez Noé conforme tudo o que o SENHOR lhe ordenara.

E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra.

         Nesse ano morreu Matusalém, porque Matusalém significa ‘quando tiver morrido, serás enviado’; e quando Matusalém morreu, esse ano foi enviado o dilúvio. Matusalém era o avô de Noé.

         Continua dizendo…, no versículo 7 continua dizendo:

         “E entrou Noé, e seus filhos, e sua mulher, e as mulheres de seus filhos com ele na arca, por causa das águas do dilúvio.

         Dos animais limpos, e dos animais que não são limpos, e das aves, e de todo o réptil sobre a terra,

         entraram de dois em dois para Noé na arca…”

         Ou seja: vinham com Noé, essa lista, olhem: de animais e de aves e répteis, e Noé em frente os guiando, e eles seguindo para a arca.

         E podemos dizer que mais entendimento das coisas que iriam acontecer para esse tempo — as quais Noé estava pregando —, mais conhecimento dessas coisas tinham esses animais que entraram na arca que as pessoas que viveram naquele tempo. Porque das pessoas que viveram naquele tempo, que não creram na Mensagem de Noé, diz Jesus Cristo: “E não conheceram até que veio o dilúvio e os levou a todos”. Mas esses animais e aves e répteis que entraram com Noé na arca, sim conheceram que iria vir um juízo divino: entraram com Noé na arca e se salvaram. E sua família também se salvou; a família de Noé.

         Agora, vejamos o que continua dizendo:

         “E aconteceu que, passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio.

         No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia, se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,

         e houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.

         E, no mesmo dia, entrou Noé, e Sem, e Cam, e Jafé, os filhos de Noé, como também a mulher de Noé, e as três mulheres de seus filhos, com ele na arca;

         eles, e todo animal conforme a sua espécie, e todo gado conforme a sua espécie, e todo réptil que se roja sobre a terra conforme a sua espécie, e toda ave conforme a sua espécie, todo pássaro de toda qualidade.

         E de toda carne, em que havia espírito de vida, entraram de dois em dois para Noé na arca.

         E os que entraram, macho e fêmea de toda carne entraram, como Deus lhe tinha ordenado; e o SENHOR a fechou por fora (quando já todos estavam dentro, Deus fechou a porta).

         E esteve o dilúvio quarenta dias sobre a terra; e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra.”

         E se continuarmos lendo encontraremos aí a história desse dilúvio, que durou quarenta dias a chuva, mas as águas continuaram sobre a Terra por muitos dias.

         E agora, vejamos, por quanto Deus diz, Cristo diz que este tempo final e a Vinda do Filho do Homem será como nos dias de Noé… Ou seja: que os dias da Vinda do Filho do Homem neste tempo final serão como? Como os dias de Noé.

         E agora, vejam aqui o que Cristo diz que vai acontecer. Em São Lucas, capítulo 13, versículos 22 em diante, diz:

         “E percorria as cidades e as aldeias, ensinando e caminhando para Jerusalém.

         E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu:

         Porfiai por entrar pela porta estreita, porque eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.

         Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes a estar de fora e a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois,”.

         Aqui também Jesus nos mostra que a porta será fechada no Último Dia, na Vinda do Filho do Homem, que são dias paralelos aos dias de Noé.

         Também, em São Mateus, capítulo 25, versículos 10 ao 13; Jesus mostra que a Porta também será fechada; diz:

         “E, tendo elas (as virgens fátuas) ido comprá-lo (foram comprar o que? Azeite), chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.”

         E quais são as que estavam preparadas? As virgens prudentes, que tinham tomado azeite em suas lâmpadas. Ou seja: estas são as pessoas que tinham crido em Cristo como nosso Salvador, tinham lavado seus pecados no Sangue de Cristo e tinham recebido o Espírito de Cristo, o Espírito Santo e, consequentemente, tinham nascido de novo; e tinham esse novo nascimento e pertenciam então ao Corpo Místico de Cristo no Último Dia.

         Porque é no Último Dia, na Era da Pedra Angular, onde entram com Cristo às Bodas as que estão preparadas (as virgens prudentes); e em seguida se fechará a porta e ninguém mais entrará, depois tiver entrado todas as virgens prudentes, todos os escolhidos de Deus, que têm seus nomes escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro.

         E a porta se fechou, como se fechou a porta da arca, porque lá Deus fechou a porta.

         E a porta também será fechada aqui, nestes dias que são como os dias de Noé; e ninguém mais poderá entrar pela Porta, que é Cristo, para receber salvação, ninguém mais poderá entrar por essa Porta para lavar seus pecados no Sangue de Cristo, porque Cristo já terá saído do Trono de Intercessão no Céu e Ele já não estará mais fazendo intercessão no Céu com Seu Sangue. Portanto se cumprirá o que diz Apocalipse 22, versículo 11:

         “Quem é injusto faça injustiça ainda; e quem está sujo suje-se ainda (por quê? Porque já não haverá Sangue para limpar as pessoas da imundice do pecado); e quem é justo faça justiça ainda; e quem é santo seja santificado ainda.”

         Agora podemos ver que chegará um momento em que a porta da misericórdia se fechará, e ninguém mais poderá entrar por essa porta para entrar e fazer parte do Corpo Místico de Cristo; porque já terá se completado o número dos escolhidos de Deus, terá se completado o número da Família de Deus, e todos já estarão dentro da Casa de Deus; e a porta será fechada, e ninguém mais entrará.

         Estes são dias, como os dias de Noé; assim disse Jesus Cristo que seria o dia em que o Filho do Homem se revelaria.

         Este é o dia em que a manifestação do Filho do Homem, operando o ministério de Jesus pela segunda vez através de Seu Anjo Mensageiro, estaria manifestado; e assim estaríamos vivendo nos dias como os de Noé.

         Vejam como nos diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo na página 147 do livro de Citações; diz; versículo 1310:

         1310 – “Agora, Jesus mesmo disse: no dia quando o Filho do Homem está se revelando; em outras palavras, o Filho do Homem, o ministério de Jesus Cristo mesmo.”

         O que é a manifestação do Filho do Homem? É a manifestação do ministério de Jesus Cristo no Último Dia; e quando se fala do Filho do Homem está se falando da manifestação de Deus em um profeta. Essa é a manifestação do Filho do Homem para o Último Dia; mesmo que esse homem não será o Senhor Jesus Cristo, mas o Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         Sempre que se fala do Filho do Homem se fala de Deus manifestado em um profeta neste planeta Terra; porque “Filho de Homem” ou “Filho do Homem” é título de profeta.

         E agora, Filho do Homem; sendo o título de profeta, para o tempo da Primeira Vinda de Cristo encontramos que Ele usou esse título; e por isso quando Ele falava de Si mesmo dizia “o Filho do Homem”, e era a manifestação de Deus nele, em um profeta. E a manifestação de Deus, do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor lá, era a manifestação do Filho do Homem, a Vinda do Filho do Homem.

         E para o Último Dia a manifestação do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, de Deus em Seu Anjo Mensageiro, será também a manifestação do Filho do Homem como nos dias de Noé.

         O Anjo de Jesus Cristo não é o Senhor Jesus Cristo; ele somente é Seu profeta mensageiro para dar testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final. Esse Anjo Mensageiro é o instrumento de Cristo para a manifestação de Cristo, o Anjo do Pacto, em carne humana nesse profeta mensageiro.

         Por isso João o apóstolo quis adorar o Anjo de Jesus Cristo, mas lhe disse que não o fizesse, porque ele é um profeta, um servo de Deus.

         Agora vimos este mistério do Filho do Homem sendo manifestado, sendo cumprido nesta Terra no Último Dia.

         Agora, vejam vocês o que nos diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo na página 22 e 23; diz:

         183 – “O filho do homem está agora sendo revelado desde o Céu. ‘Virá depois de algum tempo, irmão Branham?’ É agora. E eu desejo não fazer isto tão pessoal nesta reunião, espero que seu espírito dentro de você, que é dado por Deus, possa ler o que estou falando. O Filho do Homem já veio de Sua glória e está se revelando a Si mesmo por uns quantos anos passados a Sua Igreja em Sua misericórdia; ensinando Sua grande presença, fazendo as mesmas coisas que Ele fez quando Ele esteve aqui na Terra, se revelando a Si mesmo como Ele o fez a Abraão antes da destruição. Ele veio agora em misericórdia se revelando a Si mesmo à Igreja; riram e o escarneceram.”

         Isto foi a manifestação de Cristo no sétimo anjo mensageiro da sétima era da Igreja gentia, o reverendo William Branham; foi a manifestação de Cristo nele. Portanto, sendo ele um profeta, era a manifestação do Filho do Homem em misericórdia para aqueles dias. E riram e o escarneceram, diz. E agora, vejam o que diz:

         “A seguinte vez (ou seja: a próxima vez) que Ele se revelar a Si mesmo, será no juízo ao mundo e as nações que se esqueceram de Deus e pecaram sua maneira de graça… Seu Dia de Graça (ou seja: ‘e pecaram seu Dia de Graça’: durante a Dispensação da Graça)…

         Agora, neste entrelace que há entre a Dispensação do Reino com a Dispensação da Graça, o Filho do Homem — o qual é Jesus Cristo, o Anjo do Pacto em Sua manifestação através do Seu Anjo Mensageiro — se revela no meio da Sua Igreja; mas Ele vem como Juiz de toda a Terra; mas há uma extensão de misericórdia para a Igreja de Jesus Cristo, até que entre até o último dos escolhidos de Deus.

         Entre onde? À Casa de Deus, que é a Igreja de Jesus Cristo, entre pela Porta, que é Cristo. E depois se fechará a Porta e já não haverá misericórdia para nenhuma pessoa e então o Filho do Homem estará revelando ao mundo inteiro o dia de vingança do nosso Deus, o juízo divino que virá sobre esta Terra.

         Agora, vimos que estes dias nos quais nós estamos vivendo seriam como nos dias de Noé, porque estes são os dias em que o Filho do Homem se revelaria; se manifestaria conforme a promessa divina; ou seja: o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, que é Jesus Cristo em Espírito Santo, se revelaria através do Seu Anjo Mensageiro em carne humana; mas o Anjo de Jesus Cristo não é o Senhor Jesus Cristo, ele somente é Seu instrumento para este tempo final.

         E agora, com um juízo universal que aconteceu faz milhares de anos atrás, Deus nos fala hoje do que Ele fará neste tempo final.

         E agora vejam como houve um lugar onde entrar para escapar, e houve uma porta que seria fechada lá, a qual também representa Cristo, a Porta de Salvação pela qual se entra, a qual será fechada quando tiver entrado até o último dos escolhidos de Deus.

         Chegamos ao Último Dia, ao tempo final, aos dias como os de Noé.

         Estejamos preparados dentro da Casa de Deus, que é Sua Igreja; nossas vidas consagradas a Cristo, nossos pecados confessados a Cristo e lavados com o Sangue de Cristo, esperando nossa transformação e a ressurreição dos mortos em Cristo para ir com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu.

         Quando estivermos transformados, então veremos Jesus Cristo em Seu corpo, o qual Ele ressuscitou glorificado. Enquanto isso veremos a Cristo em Espírito Santo manifestado em Seu Anjo Mensageiro nos dando testemunho de todas estas coisas que devem acontecer neste tempo final, e chamando e juntando todos os escolhidos de Deus.

         Foi para mim um privilégio estar com vocês dando testemunho de “UM JUÍZO UNIVERSAL ATRAVÉS DO QUAL DEUS NOS FALA HOJE”, neste tempo no qual nós estamos vivendo.

         Que as bênçãos de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e em breve todos sejamos transformados e levados à Casa de nosso Pai celestial no Céu. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Deus os abençoe.

         “UM JUÍZO UNIVERSAL ATRAVÉS DO QUAL DEUS NOS FALA HOJE”.

         [Revisão outubro 2019]

Transmissão ao vivo: "Um Juízo Universal através do Qual Deus nos Fala Hoje"
Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã". Apocalipse 22:16